Novelas às 07:05

Resumos de Nazaré de 15/10 a 19/11

Nazaré (Carolina Loureiro)

Nazaré (Carolina Loureiro) – Foto: Ana Bento/SIC

SEXTA-FEIRA, 15 DE OUTUBRO – Capítulo 109

Já na casa de Nazaré, a jovem está irritada e diz que Matilde perdeu o juízo por ter ligado para Toni. Toni diz que vai com ela até ao local ver o que se passa. No café da manhã, Duarte está distante e, de certa forma, se sente culpado por causa de Nazaré. Bárbara percebe que o marido não está ouvindo nada do que ela diz e percebe que algo de errado se passa. Na Atlântida, Verônica pede a Nuno que esqueça a conversa que tiveram quando se chateou com Érica, pois estava triste e vulnerável. Nuno lhe oferece um CD que, diz ele, sempre o ajudou nos maus momentos. Toni conseguiu informações de que vai haver um leilão no espaço que foram ver na noite anterior. Nazaré percebe então que deve ter sido Cortez quem sequestrou o pai e quer arranjar um plano antes que seja tarde demais. No bar do Hotel, Laura pergunta a Prata se existe novidades na investigação da morte de Elsa. Acabam por discutir sobre o possível culpado quando Prata lhe diz que tem de sair para seguir uma pista sobre Cortez.

No Lar, Ismael está tentando colocar o bebê para dormir. Floriano entra e pega o bebê, porque quer ser ele a fazê-lo dormir, mas o bebê não para de chorar. Floriano, em desespero, pede ajuda a Ermelinda, mas ela se recusa. Na casa dos Gomes, Nazaré está acabando de se arrumar para ir com Toni ao leilão e tentar tirar de lá Joaquim. Toni a elogia dizendo que está bonita e Nazaré retribui. A jovem está com medo de que o plano não dê certo, mas Toni diz que só tem de parecer milionários interessados e que tudo vai dar certo. No bar do hotel, Duarte está almoçando quando Laura se aproxima dele e lhe fala sobre a morte de Elsa e a possível implicação de Joaquim. Tenta testá-lo falando sobre Nazaré, mas Duarte não a denuncia. Nuno, que está noutra mesa, observa a conversa dos dois. Laura dirige-se a ele e diz que acha estranho ter voltado à terra onde a mulher e o filho morreram.

Nuno, tentando disfarçar o nervosismo, diz a Laura que Gonçalo deve ter se equivocado e que não o conhece de lugar nenhum e muito menos tem qualquer tipo de relação com os incêndios. Verônica chega em casa e, dando pela falta de Érica, pergunta a Paula onde está a filha. Paula diz que Érica saiu e deixou a bebê com ela. Verônica, furiosa, arranca a bebê os braços de Paula. Na Quinta, Olívia preparou toda uma surpresa para Bernardo em que encarna a personagem de um dos seus filmes favoritos. Bernardo entra na brincadeira e beija Olívia com paixão. Olívia fica feliz por ter conseguido fazer com que o namorado sentisse alguma coisa.

SEGUNDA-FEIRA, 18 DE OUTUBRO – Capítulo  110

Já no leilão, Toni e Nazaré assistem às licitações. Nazaré, ansiosa, quer ir à procura do pai, mas Toni não a deixa ir sozinha. Aguardam um pouco até que, disfarçadamente, se ausentam da sala. No Mercado, Luís repara que a mãe não está bem. Dolores pede ao filho que feche a banca e mente dizendo que vai encontrar Bárbara. Joaquim fica emocionado quando ouve a voz de Nazaré do outro lado da porta. Toni arromba a porta e os dois se apressam para soltar Joaquim. De repente, ouvem sirenes da polícia.

Duarte vai a casa de Nazaré e diz a Matilde que precisa falar com ela. Matilde avisa que não sabe de Nazaré, mas Duarte a ameaça com a polícia. Matilde conta que Nazaré foi atrás de uma pista sobre Joaquim na esperança de o encontrar. No leilão está instalado um grande aparato policial. Prata diz a todos que é mais fácil se cooperarem e manda-os deitarem-se no chão. Um dos capangas, sem que ninguém veja, tira a sua arma e aguarda. Ao fundo, escondida, vemos Laura. Nazaré, Toni e Joaquim estão prestes a fugir quando aparece Cortez e o ameaça dizendo que ele não vai a lugar nenhum. Neste momento, um dos capangas de Cortez entra com uma arma apontada à cabeça de Dolores.

Dolores está aterrorizada e pede desculpa por ter aparecido. Joaquim pede a Cortez que a deixe ir, mas Cortez se recusa e começa a abrir caminho com Dolores enquanto lhe apontam a arma. Na sala, um dos capangas saca da arma e começa a disparar. Laura, que estava atenta, impede que Prata seja atingido e acaba por ser ela a ser baleada. Enquanto caminham com Dolores tentando escapar, Joaquim pede que tenha calma e Nazaré, ansiosa, pois precisa de uma oportunidade para fugir. Já na sala, Cortez aparece com Dolores e Joaquim e Toni logo atrás deles. Um dos capangas vai para disparar, mas Prata é mais rápido. Laura consegue agarrar uma arma e dispara sobre Cortez. Toni chega na casa de Nazaré e encontra Matilde e Duarte ansiosos por notícias. Toni diz que a polícia pareceu lá e que acha que Nazaré conseguiu fugir. Na casa dos Soares, Prata interroga Dolores que lhe diz que soube de tudo por Toni. Estão todos aliviados por Joaquim estar de volta. Ana e Gonçalo em choque quando Laura chega. Gonçalo discute com ela, pois acha um absurdo o que aconteceu.

Laura pede-lhe que a compreenda e diz que não só salvou Prata como também Dolores. Na Atlântida, enquanto a empregada limpa o gabinete da presidência, ela encontra um pen drive perdido no chão. Nazaré chega finalmente em casa. Ela diz a Matilde que veio a pé e que há muita polícia na rua. Já de noite, Verônica erra consecutivamente no código do alarme da Atlântida e pede que entrem em contato com o chefe de segurança. Nuno já está com Verônica e pergunta-lhe o que está fazendo. Verônica não gosta que a controlem, mas, ainda assim, convida-o para uma bebida. Nuno, sem que Verônica perceba, rouba o pen drive que estava em cima da mesa. Bernardo vai a casa da mãe. Verônica não está e Bernardo informa a Paula que vai apenas ao seu quarto buscar umas coisas. Quando pode, vai ao quarto da mãe, e encontra uma caixa com objetos de Félix. Pega o celular do pai e o guarda.

TERÇA-FEIRA, 19 DE OUTUBRO – Capítulo 111

Já no seu quarto de hotel, Nuno vê as imagens do pen drive que trouxe da Atlântida. Nuno, inconscientemente, acaricia a sua arma enquanto vê as imagens. No Lar, Olívia vê Ermelinda sendo muito carinhosa com o bebê. Olívia diz a Ermelinda que tem muito jeito. De volta a casa, Joaquim agradece à filha por ter salvo a sua vida, mas diz a ela que agora tem de voltar a ir embora. Nazaré, assertiva, diz ao pai que prometeu a Duarte devolver a Atlântida e que é isso que pretende fazer. Na recepção do hotel, Pipo falsifica os resultados das suas análises para provar a Ana que está tudo bem. Ana, fica contente, o abraça e pede que lhe prometa que se vai cuidar. Em seguida, Pipo vai fazer a sua primeira palestra sobre as vítimas de violência doméstica. Vê muita gente e fica nervoso, mas conta com o apoio de Ana e de Laura. Pipo discursa, na emoção de todos.

Duarte vai até à Atlântida e confronta Verônica. Pede à tia que deixe Érica em paz. Nuno aparece em defesa de Verônica e agarra Duarte para o colocar na rua. Duarte se solta rapidamente de Nuno e este repara que Toni está ligando para Duarte. Laura e Bernardo conversam sobre o componente eletrônico que Bernardo encontrou no celular de Félix. Duarte se encontra com Toni no Mercado e Toni pede-lhe que desobrigue Nazaré da promessa que lhe fez, pois isso vai acabar por prejudicá-la. Duarte diz a Toni que não se meta entre ele e Nazaré. Nuno segue Toni. Toni, sem dar conta de que está sendo seguido, vai a casa de Nazaré. Nuno vê Nazaré a abrir a porta e fica satisfeito por ter encontrado ela. Nuno, já no seu quarto, escreve no perfil da falecida mulher que já encontrou Nazaré. Chora de raiva e promete vingança.

Na Quinta, Duarte parabeniza Bárbara pelo sucesso do evento e diz que, à conta disso, já ganharam um novo cliente. Sugere à mulher tirarem o dia para comemorar os dois. Após a palestra, todos elogiam Pipo pela sua coragem. Carol e Sofia estão orgulhosas dele. Em conversa com Joaquim, Sofia confessa que continua aterrorizada de medo de Heitor, mas Joaquim tenta acalmá-la e diz que agora está protegida. Bernardo vai ao Lar à procura de Olívia. Ele dá de cara com Ermelinda que lhe entrega um envelope a pedido da namorada. No envelope tem uma pista. Bernardo fica super entusiasmado e sai apressado.

QUARTA-FEIRA, 20 DE OUTUBRO – Capítulo 112

Bárbara desabafa com Duarte que andava insegura, pois achava que se passava algo de estranho com ele. Duarte descansa a mulher, apesar da culpa que sente por estar mentindo. Nazaré fala com a mãe e a aconselha a ligar para João. Não quer que a mãe perca a oportunidade de estar com alguém de quem gosta só por causa dela. Matilde, envergonhada, liga para João e o convida para ficarem juntos. João, a princípio, reage de uma forma sarcástica. Está magoado com Matilde por ter ido embora e ter retornado sem lhe dizer nada, mas Glória, que ouve a conversa, diz que ou ele aceita ou nunca mais entra no restaurante. João acaba por aceitar. Joaquim chega apressado ao Mercado porque Luís ligou para ele. Luís diz que o chamou para lhe pedir desculpa e dizer que está disposto a começar de novo. Dolores olha para os dois, emocionada.

Na prisão, Carol fala com o pai e Heitor tenta manipular a filha de forma a obter informações sobre Sofia. Carol diz ao pai que está proibida de lhe falar da mãe. Nuno está na cozinha do hotel quando vê uma frigideira e fica tenso com memórias do incêndio. Vai para apagar o fogo, mas a sua camisa acaba queimando e Nuno fica imóvel. Ana e Pipo aparecem socorrê-lo e Duarte também, atraído pelos gritos dos dois. Nuno tira a camisa, deixando visíveis as marcas de queimaduras que tem nas costas. Bernardo vai ao restaurante e João e Glória entregam-lhe mais um envelope. Bernardo se sente desafiado, pois achava que ia conseguir resolver o enigma com mais facilidade. Na banca de Dolores, Bernardo recebe a última pista. Segue caminho todo entusiasmado.

Bernardo chega finalmente à quinta e encontra Olívia vestida de uma personagem de um dos seus filmes favoritos. Bernardo beija a namorada com paixão, mas avisa que só fará amor com ela depois do casamento. Em casa de Nazaré, vemos Nuno entrando e conferindo se tem alguém em casa. Ouve o barulho do chuveiro e se esconde a aguardar o próximo movimento. Nazaré sai do banho e, enquanto se veste, Nuno a agarra e tapa a sua boca. Nazaré tenta se soltar, mas é em vão. Nuno vem dos quartos com Nazaré desmaiada ao colo e com um lençol. Antes de sair, Nuno deixar cair o seu fio no chão da sala, sem dar conta.

QUINTA-FEIRA, 21 DE OUTUBRO – Capítulo 113

Já no Restaurante, Matilde e João conversam. João está muito magoado e se diz incapaz de perdoar Matilde pela desilusão que lhe deu. Matilde fica cabisbaixa, mas Glória diz à amiga que não pode desistir e tem de ir à luta. Érica está doente e Luís, que está com ela, diz que é melhor irem ao hospital. Érica fica ansiosa por estar doente e com medo que Verônica a acuse, mais uma vez, de ser negligente com a filha. Quando estão saindo, chega Verônica que lhe tira a bebê dos braços e diz que cuida dele enquanto a filha se recupera. Já sozinha com a bebê, Verônica olha para Yara, embevecida, dizendo que agora o tempo é todo delas. Na casa dos Carvalho, enquanto Ana aguarda que Pipo se arrume para irem jantar, Carol pede, encarecidamente, a Sofia que vá com ela visitar Heitor. Sofia, tentando disfarçar o desconforto, diz à filha que nem sequer lhe devia estar pedindo uma coisa dessas.

Matias entra em casa enquanto fala ao celular com uma cliente pedindo desculpa pela falha na entrega da encomenda. Tenta ligar para Toni, mas vai para a caixa de mensagem. Ele deixa uma mensagem dizendo ao irmão que ele é um incompetente. Matilde entra em casa com os sacos das compras e chama por Nazaré. Vê que a filha não está em casa e liga para ela, mas ouve o celular tocando dentro de casa. Matilde, já muito ansiosa, liga para Joaquim que lhe diz que não está com Nazaré. Nuno encontra com Verônica e conta que vai ter de se despedir, pois, tem um primo doente e que precisa da sua ajuda. Agradece a Verônica a oportunidade e sai. Verônica fica muito confusa com toda a conversa de Nuno. Na casa dos Gomes, estão todos muito preocupados sem notícias de Nazaré. Joaquim diz que é melhor dividirem-se e irem procurá-la. Duarte, que lá está a pedido de Matilde, encontra o fio de Nuno caído no chão da sala, mas não diz nada para não gerar preocupação. No interior de um barracão, Nazaré acorda Toni. Ele tenta se soltar, mas em vão, pois estão os dois atados nos pés e nas mãos.

SEXTA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO – Capítulo 114

Nuno entra, nesse momento, e Toni o reconhece. Nuno olha para os dois e diz que vão sofrer como a sua mulher Joana sofreu. Na emoção de Nuno a recordar a mulher e o momento da sua morte. No Lar, Ermelinda vê o bebê sozinho e estranha não encontrar João nem Floriano por perto. Ismael está escondido com eles enquanto observam Ermelinda que, rapidamente, percebe o plano e rir. Na casa Silva, Glória acorda Matias. Ele quer saber onde é que a mãe andou e por que é que entrou assim de repente em seu quarto. Glória comenta, com estranheza, com Matias o súbito desaparecimento de Toni. No bar do hotel, Duarte atende uma chamada de Bárbara e mente dizendo que está com o agrônomo. Quando Laura aparece, Duarte pergunta por Nuno, mas Laura não tem respostas para lhe dar. Laura vira costas e Duarte rouba a chave do quarto de Nuno e dirige-se para lá. Duarte vasculha o quarto de Nuno na esperança de encontrar alguma pista. Vê o chat aberto e encontra também o jornal com a foto de Nazaré e um mapa com o local do incêndio.

Na zona do incêndio, na estrada onde Nuno e Joana ficaram encurralados pelas chamas, Nuno vai regando o carro com gasolina enquanto fala com Toni e Nazaré e lhes conta a história da sua família. Nazaré e Toni estão emocionados e apavorados ao mesmo tempo enquanto Nuno tem um certo peso na consciência pelo que está fazendo, mas, ao mesmo tempo, algo que o impede de parar. Quando Duarte vai sair, Laura apanha-o em flagrante com as chaves do quarto de Nuno na mão. Duarte promete a Laura que depois lhe explica tudo antes de a empurrar e sair correndo. Nuno olha para Nazaré e Toni com alguma pena quando acaba de regar o carro com gasolina. Nazaré chora esgotada enquanto Toni a agarra na tentativa de a proteger. Nuno larga fogo à volta do carro. Laura e Prata explicam a Bernardo que o componente encontrado no celular de Félix era um localizador GPS. Ficam na expetativa de Laura e Bernardo sobre a possibilidade de encontrar o culpado(a).

Nazaré e Toni estão dentro do carro e encostam as testas um ao outro. Choram na certeza de que vão morrer ali. Nuno está agachado junto ao carro, chora, alheio e perturbado. De repente, vemos Duarte chegando em alta velocidade. Nuno o vê, mas nem tem capacidade de reação. Duarte para o carro, sai apressado e olha Nazaré. Duarte corre para o carro na tentativa de libertar Nazaré e Toni. Nuno, parecendo despertar do seu estado alheio, empurra Duarte. Os dois começam a lutar quando Duarte diz a Nuno que está castigando as pessoas erradas e que os culpados do fogo são os seus tios. Nuno para, transtornado com a informação que acabou de receber. Duarte acha que conseguiu acalmá-lo, mas Nuno dá um murro tão forte que Duarte cai desacordado. Duarte acorda, ainda meio atordoado, e grita por Nazaré. Quando olha em redor, vê Nuno a apagar as chamas com a ajuda de um extintor. Nazaré e Toni também já estão fora do carro. Toni está a recuperar do susto, mas Nazaré continua desmaiada. Duarte fica em pânico e começa a fazer manobras de reanimação até que Nazaré acorda. Na casa dos Carvalho, Matias desabafa com Sofia pelo desaparecimento de Toni e sobre as desconfianças em relação ao comportamento duvidoso de Glória. Sofia conta o pedido que a filha lhe fez e Matias se oferece para ir com ela à prisão.

SEGUNDA-FEIRA, 25 DE OUTUBRO – Capítulo  115

Na prisão, Heitor se emociona ao ver Sofia. Sofia é rígida e diz que, se quer provar que mudou, que conte toda a verdade sobre Nazaré. Na casa da família Silva, Toni conta a sua versão a Nuno. Duarte também conta o que sabe e diz que viu as imagens da morte do pai. Nuno diz que se foi Verônica, vai fazê-la pagar.

TERÇA-FEIRA, 26 DE OUTUBRO – Capítulo 116

No Lar, Floriano e João tentam convencer Ismael a ficar com o bebê nessa noite. Ismael diz que está fora de questão. Floriano e João jogam partida de xadrez e combinam que quem perder, fica com o bebê. Ermelinda, que está com o bebê, dá-lhe mamadeira, muito carinhosa, e depois adormece-o. Nazaré não conta à família o que aconteceu e diz apenas que foi atrás de uma pista nova. Na casa dos Silva, Toni mente e justifica a sua ausência dizendo que esteve com uma mulher, mas Matias e Glória não acreditam. Matias comenta com o irmão que a mãe anda a mentindo e a sair às escondidas e Glória, encurralada, diz aos filhos que tem um namorado. No Mercado, Luís discute com Bárbara, pois ela abandonou a banca e foi embora. Bárbara se justifica dizendo que acha que Duarte anda mentindo pra ela e pede a ajuda do irmão para desvendar o mistério. Luís se recusa a ajudá-la. No bar do hotel, Duarte diz a Nuno que o ajuda, mas que deixe Nazaré e Toni fora do assunto, pois eles não são culpados de nada. Ambos disfarçam quando Laura se aproxima, mas a ex-agente sente a cumplicidade dos dois e fica desconfiada.

Nuno retorna à Atlântida para espanto de Verônica. O segurança pede o seu trabalho de volta e admite a Verônica que se precipitou. Quer protegê-la se ela lhe der uma nova oportunidade. Verônica o aceita de volta e agradece a sua sinceridade. Quando Verônica sai, Nuno entra no seu gabinete e vasculha tudo. Depois faz uma cópia do conteúdo do portátil de Verônica, volta a pôr tudo no site e sai. Na Quinta, Bárbara, já desconfiada das atitudes de Duarte, vasculha o quarto todo à procura de alguma coisa de Nazaré. Encontra uma fotografia e fica furiosa. Nazaré abre a porta para Duarte enrolada numa toalha e explica que ia tomar banho. Duarte quer falar com ela. Enquanto Nazaré troca de roupa, Duarte vai à porta do quarto e a observa. Vai se aproximando de Nazaré, lentamente, até que a agarra e os dois se beijam apaixonadamente. O beijo prolonga-se até que Duarte se afasta e diz a Nazaré que já teve a prova de que precisava. Aquilo não significou nada para ele e está tudo ultrapassada. Vira costas e sai. Nazaré vai atrás dele.

Duarte está perturbado e, quando Nazaré diz que o ama, Duarte responde que ele já não a ama e que o que havia entre os dois estava terminado. Olham-se com intensidade quando são interrompidos pela campainha. É Toni que entra e começa logo o interrogatório sobre a presença de Duarte, não perdendo uma oportunidade para o lembrar que é um homem casado e que devia estar junto da sua mulher. Já na Quinta, Duarte está pensativo. Recorda o encontro com Nazaré enquanto ouve uma música romântica. Bernardo avisa ao primo que Bárbara está a fazer arrumações. Duarte chega ao quarto e dá com tudo desarrumado. Bárbara mente e diz que andou à procura da aliança que tinha perdido.

QUARTA-FEIRA, 27 DE OUTUBRO – Capítulo 117

Na casa dos Carvalho, Pipo, quando descobre que Sofia foi ver Heitor, fica revoltado e diz à mãe que não entende como foi capaz de tomar essa atitude. Carol defende o pai e diz à mãe e ao irmão que tem esperança que um dia façam as pazes. Luís fala com a irmã e estranha que esta tenha desistido tão rápido de perceber o que se passa com Duarte. Bárbara admite ao irmão que exagerou e que o seu marido anda apenas cansado. Na casa dos Félix, Luís confessa a Érica que tentou esquecê-la, mas que gosta demais dela para desistir. Os dois se envolvem, apaixonados. No hotel, Cris desabafa com Ana e diz à irmã que não aceita que seja Luís a criar a sua filha. Ana o chama à razão e diz que Érica sempre foi sincera com ele e que, quanto mais cedo ele aceitar a realidade, mais fácil será para todos.

Verônica vai até ao hotel ao encontro de Nuno. Verônica diz que foi lá para lhe entregar uns documentos, pois no dia seguinte não vai à empresa. Nuno percebe que Verônica não foi lá só por isso e a convida para ir ao bar. Verônica sugere que seja noutro dia e noutro local. Laura comenta com Gonçalo o excesso de intimidade entre Nuno e Verônica. Gonçalo desvaloriza, mas Laura diz que só vai parar quando descobrir o que é que Nuno está verdadeiramente fazendo naquela terra. No restaurante, Toni e Matias pressionam Rosa para que lhes diga quem é o namorado da mãe. Rosa não tem nada para lhes dizer, pois não sabe de nada. Ismael, que ouve a conversa, diz aos irmãos que eles deviam cuidar das suas vidas e deixar a mãe em paz. Fica incomodado com a conversa e sai.

Nazaré conta a Matilde do beijo que trocou com Duarte. Matilde, olhando séria para a filha, diz que se fosse em outras circunstâncias ficava muito feliz, mas que assim é impossível. Nazaré está com esperanças. No bar “O Rouxinol” vemos Glória sentada bebendo um licor enquanto assiste, embevecida, à atuação do cantor misterioso. De repente, Matias e Toni entram no bar, mas não veem a mãe. Quando acaba a atuação, Glória aplaude e elogia o cantor misterioso enquanto avista Toni e Matias. Glória apressa-se a tenta fugir deles pedindo ao cantor que a leve até aos bastidores. O cantor misterioso dá a mão a ela e ambos desaparecem antes que Matias e Toni os vejam. Na quinta, Bárbara está triste porque o jantar surpresa para Duarte não correu bem. Duarte desvaloriza e come mousse enquanto brinca com a mulher. Nazaré está deitada na cama enquanto recorda o seu beijo com Duarte. Ficamos na dúvida se lhe envia uma mensagem ou não.

QUINTA-FEIRA, 28 DE OUTUBRO – Capítulo 118

Duarte e Bárbara entram no quarto aos beijos! No dia seguinte, ao acordar, Bárbara está muito bem disposta até pegar no celular de Duarte e ver a mensagem que Nazaré lhe enviou: “Depois de hoje, sei que ainda nos amamos”. Bárbara está paralisada, em choque. Duarte acorda e Bárbara disfarça, diz que vai tomar banho para se encontrar com Dolores no Mercado. Antes de sair, Bárbara tira da gaveta umas chaves e as leva consigo. Nuno se encontra com Duarte e diz que não encontrou nada nos documentos de Verônica. Nuno começa a desconfiar e Duarte diz que também não confia nele, mas que estão ali os dois com o mesmo propósito e que é uma questão de tempo até desmascararem Verônica.

Na prisão, Heitor e Verônica estão frente a frente quando este lhe diz que Sofia lhe pediu para inocentar Nazaré. Verônica fica tensa, mas o avisa para não a voltar a ameaçá-la, porque pode ser que da próxima vez não sobreviva à ameaça. No mercado, Bárbara diz ao irmão que Duarte anda se encontrando com Nazaré. Luís pede à irmã que deixe de fazer filmes, mas Bárbara conta que viu uma mensagem no celular de Duarte. Mostra-lhe umas chaves e diz ao irmão que vai descobrir de onde são, pois assim irá descobrir também Nazaré. Já em casa, Bárbara testa Dolores fazendo perguntas sobre Matilde e Nazaré. Dolores, ainda que sendo incapaz de encarar a filha, diz que Matilde também não sabe de Nazaré.

Bárbara está obcecada com a ideia de encontrar Nazaré. Na Atlântida, enquanto Verônica faz uma chamada para o advogado a pedir que tire Heitor da prisão, Nuno entra no seu gabinete e ainda ouve a conversa. Verônica se apressa a desligar e Nuno começa a lhe fazer perguntas sobre Heitor e sobre o fogo. Verônica diz prontamente que Heitor não teve nada a ver com os incêndios. Na quinta, Bárbara confronta Duarte com as coisas que encontrou de Nazaré, inclusive as chaves. Duarte diz a ela que são as chaves da casa de Nazaré e que vai devolvê-las porque não a quer deixar desconfortável com nada. Dolores está na casa dos Gomes e diz a Nazaré que Bárbara está desconfiada de que ela também voltou. Avisa a Nazaré que, caso Bárbara saia magoada, Dolores ficará sempre do lado da filha.

SEXTA-FEIRA, 29 DE OUTUBRO – Capítulo 119

Nuno vai ter com Verónica a casa pois precisa da assinatura dela num documento. Verónica convida-o para um copo de vinho enquanto se queixa de Olívia, dizendo que a namorada do filho não é boa influência. Sem querer, Verónica deixa cair o copo e acaba por sujar Nuno de vinho. Na tentativa de lhe limpar a camisa, Verónica toca em Nuno, que fica tenso e apressa-se a ir embora. No Mercado, Matilde chega com João atrás de si quando Matias e Toni a param e começam a fazer um interrogatório sobre Glória e o suposto namorado. Já no Hotel, Nuno escreve para a mulher sobre Verónica dizendo que ela não deve ser culpada dos incêndios pois não há provas contra ela e até tem sido bastante atenciosa com ele. Já no Restaurante, Matilde comenta com a amiga a conversa de Matias e Toni e diz-lhe que não vê mal nenhum em Glória ir ao bar nos dias de música ao vivo. Glória diz que não quer nem vai contar aos filhos pois a única coisa que vão fazer é estragar-lhe este plano de que tanto gosta. Duarte aparece e quando vai para devolver as chaves de casa a Matilde apercebe-se que não sabe delas. Na casa Gomes, vemos alguém a abrir a porta. É Bárbara, que espreita para ver se vê alguém e avança para o pátio. Bárbara procura por algo que indique que Nazaré esteve ali enquanto liga a Luís a dizer que as chaves eram de casa da Nazaré, mas que não encontra nada dela.

Luís pede à irmã que se venha embora antes que seja apanhada. Dolores, que está perto de Luís, tira-lhe o telemóvel para ver se chama Bárbara à razão, mas a filha desliga. Bárbara, já derrotada, avança para a porta quando ouve alguém a abrir e recua para se esconder. É Nazaré que entra. Bárbara fica em choque! Duarte entra em casa com compras e flores. Olívia avisa Duarte que Bárbara saiu e pede-lhe que vá ter com Bernardo pois o primo trancou-se desde que discutiu com Verónica. Bernardo abre a porta a Duarte e pede-lhe que não fique chateado com ele. Duarte diz ao primo que não está chateado, mas Bernardo mostra a sua revolta e conta-lhe que Verónica deu um estalo a Olívia por causa dele. Diz que a mãe só trata mal as pessoas por sua causa. Duarte diz a Bernardo que ele está pronto para viver a sua vida sem deixar que ninguém interfira. Em casa dos Soares, Bárbara está furiosa e desorientada, conta a Luís que viu Nazaré e que Duarte a anda a enganar com ela. Luís, tentando acalmar a irmã, diz-lhe que Duarte talvez esteja apenas a proteger Nazaré e a impedir que vá presa. Bárbara não quer saber e diz que vai à polícia. No Hotel, Bárbara diz a Laura que está à espera de Prata.

O inspetor entra e Bárbara prontifica-se a dizer que Nazaré está escondida na sua própria casa e que tem andado a gozar com eles este tempo todo. Matilde fica muito tensa com a visita de Prata e ainda mais quando ele lhe diz que receberam uma denúncia anónima. Matilde diz-lhe que volte quando tiver um mandado, mas Prata contra argumenta que, se não tem nada a esconder, pode deixá-lo ver a casa. Prata segue para o quarto de Nazaré, Matilde fica na sala, cheia de medo. Prata regressa e diz que não está ninguém. Bárbara regressa a casa e Olívia diz-lhe que Duarte está na cozinha e que ela é uma mulher de sorte. Bárbara não tem assim tantas certezas. Bárbara entra na cozinha e Duarte oferece-lhe flores. Bárbara, embora tente controlar a raiva, diz a Duarte que encontrou Nazaré e que a denunciou à polícia. Olívia exige a Verónica um pedido de desculpas, mas a vilã acusa-a de estar com Bernardo por interesse. Olivia chora e Cris vai consolá-la quando vemos Mike a tirar fotografias aos dois.

SEGUNDA-FEIRA, 01 DE NOVEMBRO – Capítulo  120

No seu quarto no Hotel, Nuno está com um sono agitado e acorda todo suado. Sonhou com Verónica, que ela o começava a despir e o atirava para cima da cama. Já de manhã, durante o pequeno-almoço, Nuno chama Laura e começa a fazer-lhe perguntas sobre Heitor. Laura diz-lhe que Heitor mandou deitar o fogo à mata a mando de Verónica e Félix e que ela é que devia estar presa.

Duarte vai ter com Nazaré, conta-lhe o que Bárbara fez e diz-lhe que tem de fugir, mas Nazaré recusa-se porque prometeu ajudá-lo a recuperar a empresa. Duarte diz-lhe que se for presa não o vai conseguir ajudar e que, para além disso, Verónica vai tentar matá-la na prisão. Em casa dos Soares, Joaquim e Matilde, já de mala feita, insistem que Nazaré vá. A jovem recusa-se, diz estar farta de fugir e não quer passar assim o resto da vida. Tocam à campainha. Nazaré vai-se esconder antes que o inspetor Prata entre. Prata fala com Joaquim, Dolores e Matilde e avisa-os que vão estar de olhos bem abertos e que tenham cuidado pois também eles podem ser acusados por andarem a esconder Nazaré. De repente, e para surpresa de todos, Nazaré aparece e diz que se entrega às autoridades.

Nazaré diz que não quer continuar a fugir enquanto Prata a detém. Matilde suplica ao inspetor que não leve a filha, mas em vão. No Mercado, Luís mostra-se revoltado por Nazaré se ter entregue enquanto Dolores diz que até percebe a sua decisão. Bárbara está incrédula com toda a situação, não acredita que a família andava a ajudar Nazaré e diz-lhes que não quer ter mais nada a ver com eles pois traíram a sua confiança. Duarte está em casa e olha uma fotografia de Nazaré. Quando Bárbara chega, o jovem apressa-se a esconder a fotografia. Bárbara conta-lhe, com uma certa felicidade, que Nazaré se entregou às autoridades. Duarte, em choque, pergunta-lhe porquê e a mulher diz-lhe que se está tão preocupado pode ir visitá-la à prisão.

TERÇA-FEIRA, 02 DE NOVEMBRO – Capítulo 121

Na Atlântida, Verónica oferece um livro ao filho e pede-lhe desculpa pelo que se passou com Olivia, mas diz que não pede desculpa à jovem pois acha que Bernardo merece muito melhor. Neste momento, o jovem recebe as fotografias que Mike tirou de Cris e Olívia muito perto. Bernardo sai perturbado. Matilde está em pânico com a ideia de que Nazaré possa ir a julgamento. Joaquim olha-a e diz que não vai desistir até encontrar provas que ilibem a filha. Nazaré entra na sua cela, tentado manter um ar sério e forte! Joaquim vai até ao Hotel com um pedido de auxílio a Laura. A ex-polícia diz-lhe que já não tem acesso nenhum a processos, mas Joaquim diz-lhe que consegue arranjar forma, através de uns conhecimentos, de lhe devolver esse acesso.

Bernardo vai ter com Olívia ao Lar e confronta-a com as fotografias dela e de Cris abraçados. Olívia diz ao namorado que Cris apenas a estava a confortar após uma discussão acesa com Verónica. A jovem confessa ao namorado que não lhe disse nada pois não o queria destabilizar ainda mais com o mau estar entre ela e Verónica. Noutra ponta do Lar, Ismael fica incomodado quando Joaquim o aborda na tentativa de perceber o que se passou no dia da morte de Félix. Acusando a pressão de Joaquim, Ismael acaba por contar que Cláudia saiu do Lar juntamente com Félix a dizer que iam resolver tudo. Bernardo procura Prata para saber se há avanços relativamente ao processo do acidente de Félix e Cláudia. O inspetor diz-lhe que o Ministério Público, para reabrir o processo, precisa de pelo menos uma testemunha.

Matilde confessa a João que nunca esperou que Joaquim se transformasse no pai dedicado que tem sido. João concorda que ele tem dado tudo pela filha. Matilde desaba, ansiosa, e diz a João que não estava preparada para isto agora. João conforta-a e garante-lhe que não a deixará sozinha. Toni visita Nazaré na prisão. Está visivelmente abalado e Nazaré até lhe diz que parece que é ele que está preso. Toni alerta-a para as ameaças que Verónica e Félix lhe fizeram quando esteve preso e pede-lhe que tenha cuidado pois tem medo que algo de mal lhe aconteça. Duarte faz um esforço para resolver as coisas com Bárbara, mas ela não lhe facilita a vida. Duarte diz à mulher que é com ela que quer estar, mas que ou Bárbara resolve as suas inseguranças ou será complicado. Joaquim vai ter com Laura para lhe contar a conversa que teve com Ismael. Enquanto lhe entrega o relatório do acidente, Laura diz-lhe que só encontraram os telemóveis, mas Joaquim tem esperança que a pen esteja em algum lado.

QUARTA-FEIRA, 03 DE NOVEMBRO – Capítulo 122

Bernardo vai até ao local onde Félix e Cláudia tiveram o acidente e vê Joaquim a conversar com o pastor que diz ter ouvido o embate. Na quinta, Joaquim fala com Duarte e conta-lhe que havia outro carro na estrada no dia do acidente e que, pelo que se percebe, este acontecimento foi premeditado e o outro carro deveria ser do assassino. Duarte diz-lhe que existir outro carro na estrada não prova nada. Joaquim confessa que o pastor ouviu três batidas, mas não viu ninguém e, por isso, não quis falar com a polícia. Duarte está determinado a investigar. Bernardo fala com Duarte sobre o pastor. Duarte já tinha essas informações pois Joaquim contou-lhe da conversa. Bernardo diz ao primo que nada fará enquanto não existirem provas irrefutáveis contra Verónica, mas pede-lhe para fazer parte da investigação junto dele e Joaquim.

Verónica quer levar a bebé Yara ao pediatra, mas Cris não permite e diz que é pai e que é ele que vai levar a filha ao médico. Na prisão, a companheira de cela de Nazaré pergunta-lhe porque foi presa. Nazaré diz-lhe que não fez nada e que está apenas de preventiva. Olga olha-a e diz-lhe que se vão repartir cela é bom que Nazaré esteja do lado dela. Joaquim encontra-se com a secretária Maria no bar do Hotel. Maria lembra-se que no dia da morte de Félix, Verónica lhe pediu para alugar um carro pois o dela tinha ido para a oficina. No bar do Hotel, Ana fala com Pipo que lhe confessa que não devia ter falsificado as análises e que não está preparado para enfrentar o seu problema. Ana, compreensiva, pede-lhe que vá ao médico e que não a afaste pois quer ajudá-lo a ultrapassar isto.

De volta ao hotel, Cris conta à família que não é fácil enfrentar Verónica, mas que acha que a conseguiu pôr no lugar e o mais importante é que está tudo bem com a bebê. Na casa Félix, Érica e Verónica discutem depois do que se passou e Érica diz à mãe que não tem direito de tomar decisões sem o seu consentimento em relação à forma como cria a filha. Verónica, de cabeça perdida, diz à filha que é ela que manda enquanto Érica e Yara viverem debaixo do seu teto. Érica, já sem paciência, pega nas suas coisas e na filha e sai de casa. Em casa dos Soares, Érica não para de chorar enquanto conta a Luís a discussão que teve com a mãe. Dolores tenta acalmar a jovem e pega na bebé. Érica pede-lhes que a deixem passar ali a noite. Na Quinta, Duarte chama Bárbara para jantar, mas esta recusa-se. Cansado da sua atitude, Duarte diz que vai começar a dormir noutro quarto.

QUINTA-FEIRA, 04 DE NOVEMBRO – Capítulo 123

Bernardo tenta falar com o primo na tentativa de o ajudar, mas Duarte não quer falar. Na sua cela, Nazaré pensa em Duarte e começa a esmurrar o colchão como se de um saco de boxe se tratasse. Olga acorda e pede-lhe, por favor, que se acalme. No Lar, Floriano dá os parabéns a Ermelinda e convida-a para ir almoçar. Ermelinda diz que este ano quer uma festa e que o fadista mistério também tem de vir. Olívia pede a Verónica que pare de tentar afastá-la de Bernardo. Verónica diz-lhe que ganhou, pois, Bernardo gosta mesmo dela. Olívia fica desconfiada da sua postura. Na sala de visitas da prisão, Nazaré está frente a frente com Leonardo. A jovem olha-o desconfiada e pergunta quem é que o mandou. Leonardo não desarma e diz apenas que o seu caso lhe foi parar às mãos e, como achou desafiante, decidiu aceitar. Nazaré não confia nele. 128

Na casa Gomes, Matilde diz a Joaquim que não sabe como vão pagar o advogado. Joaquim diz que não vão pagar nada e que, mesmo que não saibam de onde é que Leonardo apareceu, não têm outra saída que não aceitar. Duarte liga a Joaquim a dizer que já descobriu a oficina de Verónica. Verónica chama Nuno ao seu gabinete, e ríspida, pede que entregue uns documentos à secretária Maria que têm de ser corrigidos. Nuno estranha a sua postura e Verónica acaba por confessar que Érica dormiu fora de casa e pede desculpa pela sua indelicadeza. Nuno entra no seu gabinete e pesquisa por Verónica na internet. Encontra uma fotografia, que imprime e guarda para si.

A secretária Maria está a devolver os documentos corrigidos a Verónica enquanto lhe conta que Joaquim lá esteve à procura dela. De repente, Duarte entra com a fatura da oficina e acusa a tia da morte de Félix e Cláudia. Verónica diz ao sobrinho que não tem provas nenhumas e ainda tenta manipular a conversa e acusá-lo a ele do acidente. Duarte diz que vai à polícia e que Verónica vai acabar atrás das grades. Nuno vê Duarte à saída e tenta disfarçar a sua cumplicidade. Segue Duarte e, longe de Verónica, diz-lhe que devia ter deixado a investigação para ele. Duarte não está para esperar que Nuno descubra alguma coisa enquanto Nazaré continua presa.

Verónica avisa Nuno que o último segurança foi despedido porque não soube fazer o seu trabalho. Nuno pede desculpa e diz que tentará ser melhor. Pergunta a Verónica se há algo que deveria saber e que ela não lhe está a contar, mas a vilã apressa-se a dizer que não. Na Quinta, Prata fala com Duarte, Laura e Joaquim e diz-lhes que não deviam ter andado a investigar nada nas suas costas, contudo avisa-os que o testemunho do pastor vai reabrir o processo e que todos são suspeitos. Olga fala com Nazaré e diz que tem um recado, a jovem deve aceitar o advogado. Nazaré pergunta-lhe quem é que a mandou dizer-lhe isso e ela diz que sabe tanto quanto ela, mas que devia seguir o conselho. Prata vai a casa de Verónica e Paula confirma que Verônica bateu com o carro. Verónica, farta de acusações infundadas, diz a Prata que a partir de agora terá de falar com o seu advogado.

SEXTA-FEIRA, 05 DE NOVEMBRO – Capítulo 124

Érica vai a casa buscar o resto das suas coisas. Verónica, furiosa, tenta dissuadir a filha, mas Érica não cede e diz que Laura tem razão quando diz que Verónica é uma pessoa tóxica e que contamina tudo à sua volta. Joaquim e Matilde visitam a filha. Matilde está desolada. Nazaré conta aos pais as suas desconfianças em relação ao advogado, mas Joaquim, perentório, diz à filha que deve aceitar a ajuda. No Mercado, Carol filma Matias para o seu canal. O jovem aconselha Sofia a levar o tamboril, mas ela acha muito. Ele diz que é o seu peixe preferido e Sofia convida-o para jantar. Matias fica incomodado com a forma como Carol olha para ele.

No seu quarto, Nuno olha a fotografia de Verónica. Quer muito acreditar que ela é inocente. Laura chega para repor as toalhas e Nuno apressa-se a esconder a fotografia. Na Quinta, Bárbara olha Duarte e recorda a conversa que teve com a mãe. Decide quebrar o silêncio e dizer ao marido que lhe trouxe do Mercado as amêndoas que ele gosta. No bar do Hotel, Érica está a comunicar a Cris que vai viver para a Quinta com Duarte. A conversa decorre quando entra um grupo de encapuzados e começam a criar o pânico. Pipo corre em direção às escadas, Nuno vem a descer, mas leva um murro e um pontapé e fica caído no chão, atordoado.

No Hotel, Mike vai à caixa registadora e tira o dinheiro quando Laura aparece. Mike bate em Laura quando Gonçalo e Ana aparecem. Mike agarra Ana e arrasta-a com ele para a rua. Cris está muito preocupado com Érica, chama o 112 enquanto Laura liga a Prata a avisar que não sabem de Ana e que pensam que foi levada pelo grupo de assalto. De volta à casa Félix, Mike encontra-se com Verónica para receber pelo serviço no Hotel e comunica a Verónica que raptou Ana, a filha de Laura. Paula entra e conta a Verónica que Érica foi viver para a Quinta. Na Quinta, Érica conta o que se passou no Hotel. Verónica chega, vem ver da filha, e mostra-se aflita quando percebe que Érica estava no Hotel na altura do assalto. Érica recusa-se a falar com a mãe e Verónica vai embora, humilhada.

SEGUNDA-FEIRA, 08 DE NOVEMBRO – Capítulo  125

Na prisão, Olga mostra a Nazaré a revista com a notícia sobre o advogado que a quer defender. Nazaré insiste em perguntar quem é que lhe mandou o recado, mas Olga não lhe diz. O ambiente no Hotel é de grande tensão. Cris acha que podia ter feito mais para impedir que levassem Ana, mas nem a própria Laura, que é polícia, conseguiu impedir que levassem a filha. Os hóspedes, assustados pelo que aconteceu, começam a abandonar o Hotel. Duarte entra no quarto e diz a Bárbara que não quer estar a dormir num quarto diferente do dela. Deita-se na cama, de costas para a mulher, e aguarda um sinal de Bárbara que o faça avançar, mas Bárbara permanece imóvel.

Laura e Gonçalo estão desesperados. Falam com Prata que diz que a PJ está a fazer os possíveis e impossíveis para encontrar Ana. Laura exige-lhe que faça mais. No Restaurante, Sofia conta a Joaquim que disse a Heitor que se ele quisesse a redenção teria de contar toda a verdade e ilibar Nazaré. Joaquim fica com esperança que Heitor seja capaz de denunciar Verónica. O advogado Leonardo fala com Nazaré e conta-lhe que foi falar com Verónica. Diz que a vilã ficou nervosa ao falar de Heitor. Nazaré aceita finalmente a sua ajuda. Glória fica furiosa quando chega ao Mercado e vê Toni na banca. Discute com o filho e diz que não o quer ali. Toni explica à mãe que o irmão não está bem, mas que se não quer ajuda que se pode ir embora. Glória reconsidera porque, na verdade, não tem outra opção. Ficamos na felicidade de Toni por ter conseguido “eliminar” Matias com os comprimidos que lhe pôs no café.

TERÇA-FEIRA, 09 DE NOVEMBRO – Capítulo 126

Verónica fala com Mike irritada por terem envolvido Érica no assalto e por a terem magoado. Mike diz-lhe que, em situações daquelas, há coisas impossíveis de controlar. Verónica ordena-lhe que, passado umas horas, libertem Ana. Heitor chega e Sofia é direta, pergunta-lhe se já pensou no que falaram de inocentar Nazaré e acusar Verónica. Heitor diz-lhe que também ia sair prejudicado com isso e Sofia diz-lhe que, caso o faça, não se vai arrepender. Na receção do Hotel, Pipo não consegue controlar a ansiedade por não saber nada de Ana e acaba por destabilizar Gonçalo. Prata chega com as roupas de Ana sujas de sangue e Pipo e Laura desatam a chorar com medo que lhe tenha acontecido alguma coisa realmente grave.

Na casa Félix, Verónica fala com uma guarda. Fernanda é direta e pede a Verónica que lhe diga, sem mais rodeios, o que quer. Verónica diz-lhe para acabar, de vez, com Nazaré Gomes. Fernanda acede em troca de 100 mil euros. A vilã passa-lhe parte do dinheiro e avisa-a que não quer o seu nome associado ao que vai acontecer. De volta ao Hotel, Laura, desesperada, conta a Cris que encontraram as roupas da irmã manchadas de sangue. Cris tenta acalmar a mãe e diz-lhe que vão encontrar Ana. Gonçalo chega e o casal começa a discutir. Sofia leva Laura dali para fora e Laura, de cabeça perdida, diz à amiga que Gonçalo é um fraco. Sofia acalma-a e tenta fazê-la entender que Gonçalo também está a sofrer com toda a situação. No Mercado, ao fim do dia, Toni surpreende Matias e Glória por ter vendido o peixe todo da banca. Toni consegue cair nas graças da mãe, de novo, mas Matias desconfia da súbita vontade de trabalhar do irmão.

Na prisão, a guarda Fernanda mete conversa com Nazaré e pergunta-lhe qual é a sua história. Olga, que se apercebe desta aproximação, avisa Nazaré para ter cuidado com Fernanda pois, se se está a aproximar dela, é porque procura alguma coisa. Duarte tem uma surpresa para Bárbara. Quer levá-la a um sítio, mas Bárbara só pode saber quando lá chegarem. Duarte põe uma venda à mulher e ela, apreensiva mas resignada, acede. Chegam os dois ao pomar, Bárbara tira a venda e fica rendida à surpresa que o marido lhe preparou- um pic nic só para os dois. Duarte oferece uns brincos a Bárbara e diz-lhe que estavam a precisar de estar sozinhos.

QUARTA-FEIRA, 10 DE NOVEMBRO – Capítulo 127

Cris diz ao pai que Laura está a descansar. Gonçalo olha para o filho desolado e diz que não há quase hóspedes nenhuns. Gonçalo acaba por se emocionar por não saber de Ana. De volta a casa, Bárbara está muito feliz com a surpresa do marido. Duarte, por seu lado, diz que comeu demais. Bárbara avança para ele e beija-o com paixão. Nuno janta em casa de Verónica. Ela, já um pouco tocada da bebida, pede a Nuno que a trate por tu. Nuno ajuda-a a ir para o quarto. Quando o segurança ajuda Verónica a deitar-se, esta agarra-lhe na mão e pergunta se tem mesmo de ir. Nuno ainda hesita, mas acaba por sair. No Mercado, ainda cedo, Mike vai ter com Toni e pergunta-lhe se pode recomeçar a trazer o produto. Toni confirma e diz que agora está de volta à banca de vez.

Gonçalo diz a Laura que não vai parar até encontrar Ana. De repente, ouvem Ana a chamar e correm para a receção. Laura corre para a filha, mas Ana está tão atordoada que nem fala. Laura acha que Ana está em choque e diz a Gonçalo para chamar uma ambulância. Na Prisão, Fernanda avisa Nazaré para tirar uma toalha e seguir para o banho. Nazaré acede e vai sob o olhar atento de Fernanda. No duche vemos Nazaré a tomar banho. De repente, Nazaré é apanhada pelas costas por Fernanda que tenta sufocá-la com um pano. Nazaré tenta debater-se, mas está a sufocar. Olga aparece, de surpresa, na casa de banho e Fernanda apressa-se a esconder-se. Olga tenta ajudar Nazaré que está em pânico e não percebe o que acabou de acontecer.

Verónica vai ao encontro de Nuno ao Hotel. Pede-lhe desculpa pela noite anterior e ele descansa-a e ainda lhe diz que mesmo que lhe tivesse contado o seu maior segredo, iria sempre ficar entre eles. Verónica, mais descansada, convida Nuno para jantar. Gonçalo quer que Ana lhes conte o que lhe aconteceu e quem é que a levou, mas Ana não consegue falar, só quer ir para o quarto. Laura mostra-se mais compreensiva e tenta acalmar Gonçalo.

QUINTA-FEIRA, 11 DE NOVEMBRO – Capítulo 128

Ana deita-se na cama do irmão. Quando Cris lhe toca, a jovem reage ao contacto e afasta-se assustada. Cris não sabe o que fazer, mas Ana pede-lhe que não a deixe sozinha. Bárbara está entusiasmada com as vendas online enquanto Duarte fica logo angustiado pois recebe a notícia de que Nazaré foi atacada na prisão. Sofia visita novamente Heitor na prisão, que lhe pergunta se ela vai mudar a opinião que tem dele caso ele conte a verdade. Sofia olha Heitor e diz que não lhe pode prometer isso apenas lhe pode dizer que é um passo na direção certa. Laura fala com Pipo, está preocupada com Ana porque ela não quer falar com ninguém e está a isolar-se. Quando ficam sozinhos, Pipo pede a Ana que o deixe fazer por ela o que ela também já fez por ele. Ana só consegue chorar.

No quarto de Nuno, este pensa em Verónica enquanto escreve à falecida mulher Joana a contar que está a ficar nervoso com esta aproximação a Verónica, pois não sabe se foi ela a responsável pela morte de Joana e do filho. Duarte visita Nazaré na prisão e diz que a guarda, à entrada, lhe disse que ela tinha sido atacada. Nazaré faz-se de forte, mas logo é surpreendida quando Duarte lhe conta que a polícia encontrou a sua mota no local do acidente de Félix e Cláudia. Joaquim vai ter com Sofia que lhe conta que acha que Heitor está próximo de confessar toda a verdade. Sofia diz a Joaquim que lhe prometeu um jantar em troca, mas Joaquim tem algum receio que Sofia se esteja a envolver demais e que se possa magoar.

Na prisão, Verónica e Heitor estão frente a frente e Heitor ameaça Verónica contando que Sofia tem lá ido visitá-lo com regularidade. Verónica, furiosa, diz-lhe que já podia ter acabado com ele, mas Heitor adverte a vilã de que ela devia ter mais medo que ele abra a boca. Duarte encontra-se com Nuno no Hotel e diz-lhe que tem de apressar a investigação pois o tempo escassa. Nuno confessa que não vê Verónica como culpada e Duarte avisa-o para não se deixar manipular pela vilã. No Lar, Ermelinda apercebe-se que Ismael leva uma carta para Floriano. Ermelinda rouba a carta e obriga Ismael a traduzi-la. Ficam os dois em choque quando percebem que a carta diz para Floriano cuidar bem do bebé. Os dois ficam a pensar que Floriano é o pai da criança.

SEXTA-FEIRA, 12 DE NOVEMBRO – Capítulo 129

Glória está a retocar o batom antes de sair de casa. Sem que dê conta, Matias vai atrás dela. Já no bar, Glória ganha coragem para ir falar com o cantor mistério quando o filho aparece e tenta tirar a máscara ao homem com o intuito de revelar a sua identidade. O gerente do bar vem em auxílio do cantor e acaba com a confusão. Na prisão, dentro da sua cela, Nazaré fala com Olga. Diz-lhe que sabe quem encomendou o serviço, mas não consegue é perceber quem terá aceite fazê-lo. Olga adverte Nazaré que mesmo que soubesse havia pouca coisa que pudesse fazer contra essa pessoa. Nazaré fica com a sensação de que pode ter sido uma das guardas. Na Quinta, Bárbara preparou um ambiente romântico com velas e música para surpreender o marido. Duarte chega e fica comprometido com a surpresa. Bárbara percebe o seu constrangimento e o marido conta-lhe que soube que Nazaré foi atacada na prisão e que foi ele quem lhe contratou o advogado.

A família Carvalho está pronta para começar a jantar quando Heitor aparece de surpresa. Sofia fica tensa e muito nervosa e Pipo não percebe a presença do pai. Sofia confessa ao filho que tem ido visitá-lo à prisão. Heitor quer ficar em casa com a família, mas o filho diz que se o pai fica, ele sai. Sofia acaba por pedir a Heitor que vá embora. Bárbara está muito desiludida, mas Duarte explica que se conseguir salvar Nazaré tudo muda e tem mais hipóteses de recuperar a Atlântida. Bárbara fica desolada quando percebe que o marido não lhe consegue dizer, sem rodeios, o que sente por ela. Bárbara e Duarte começam a discutir. Duarte tenta explicar à mulher que só está a pagar o advogado porque precisa de Nazaré, mas que não sente nada por ela, é uma questão de necessidade para recuperar o que é dele por direito. Érica e Bernardo entram na sala atraídos pelos gritos. Laura e Gonçalo tentam desesperadamente que a filha reaja ou diga alguma coisa sobre o que se passou. Cris, mais compreensivo, pede que deixem a irmã descansar. Ficam só os dois e Cris deita-se na cama com Ana que se aninha no irmão a chorar.

Na casa dos Silva, Glória grita com Matias e diz-lhe que não acha normal a cena que o filho fez no bar. Avisa-o que vai continuar a ir ver e ouvir o cantor mistério e, como castigo, Matias vai ficar uma semana sem roupa lavada. No Lar, já de noite, Ismael chega a cantarolar. Vai até aos cacifos para guardar os seus pertences quando é surpreendido por Ermelinda, que lhe apanha a máscara. Ermelinda acaba de perceber que Ismael é o cantor mistério. Fernanda vai à cela de Nazaré, que finge estar a dormir. Quando a guarda se aproxima, Nazaré agarra-a e obriga-a a confessar que foi ela quem a tentou matar. A guarda pede reforços e bate em Nazaré pela tentativa de agressão. A seguir, a guarda Fernanda tranca Nazaré na solitária e diz-lhe que permanecerá ali até se acalmar. Nazaré olha-a, cheia de raiva, e diz-lhe que este tratamento não vai resultar com ela.

Heitor vai ter com Verónica e queixa-se do emprego que esta lhe arranjou. Verónica desvaloriza e diz que, por agora, não pode dar nas vistas. Pede-lhe que siga Nuno, mas que nunca ouse tocar-lhe. Na Quinta, Duarte procura por Bárbara quando Bernardo lhe diz que ela saiu. Duarte confessa ao primo que ultimamente, sempre que se fala de Nazaré, Bárbara e ele discutem. Guarda Fernanda vai buscar Nazaré à solitária pois tem uma visita a aguardá-la. Avisa-a que não se ponha com brincadeiras ou volta para lá definitivamente. Quando Nazaré chega à sala de visitas, dá com Bárbara. Ainda surpreendida pela presença da rival, Nazaré fica a saber que é Duarte que lhe está a pagar o advogado. Bárbara é clara, quer Nazaré longe do seu casamento e da sua vida e aconselha-a a arranjar um novo advogado. Bárbara ainda confessa a Nazaré que o marido lhe disse que a odiava e que apenas estava a ajudá-la para seu próprio benefício na reconquista da Atlântida.

Bernardo liga para a prisão e fala com Nazaré sobre a quilometragem da sua mota. Nazaré não percebe bem qual é o plano de Bernardo e ele também não se adianta muito deixando Nazaré inquieta. Já no Mercado, Bernardo fala com o inspetor Prata sobre a conversa que teve com Nazaré e Prata admite que a análise dos km da mota pode ser um bom caminho a seguir. Joaquim e Matias vão a casa de Sofia. Esta diz-lhes que está determinada em seguir com o plano para fazer com que Heitor inocente Nazaré. Joaquim acha demasiado arriscado, mas Matias prontifica-se a proteger Sofia. Em casa dos Soares, Érica acorda e fica embevecida por ver Luís com a bebé Yara. Agradece ao namorado por tê-la deixado descansar. Luís olha-a, apaixonado, e pede-lhe que se mude lá para casa. Verónica chega com os dois pratos na mão. Nuno pergunta-lhe se costuma cozinhar e Verónica nega, mas diz que desta vez lhe deu vontade. Começam a comer e faz-se um silêncio ensurdecedor. A comida está péssima e Verónica diz que é melhor encomendarem indiano.

TERÇA-FEIRA, 16 DE NOVEMBRO – Capítulo 131

Na Quinta, Bárbara conta a Duarte que foi ver Nazaré e que a avisou para se manter longe deles e para contratar um novo advogado. Duarte tenta fazê-la ver que o advogado é o único que vai conseguir provar a inocência de Nazaré. Bárbara mantém as suas dúvidas, mas Duarte diz-lhe que só a quer a ela e que vai lutar pelo casamento. Prata dá conta a Bernardo do decorrer da investigação. Diz-lhe que verificou a quilometragem da mota de Nazaré e que chegou à conclusão que foi manipulada, mas que isso não faz com que Nazaré deixe de ser suspeita da morte de Félix. Enquanto aguardam pela comida, no sofá, Verónica e Nuno ficam bastante próximos até que surge o primeiro contacto e acabam por se envolver. Matilde visita a filha na prisão que lhe diz que vai arranjar outro advogado pois não está para aturar Bárbara. Matilde pede-lhe que tenha calma e que não se meta em mais confusões ali dentro.

Já de volta à sua cela, Nazaré cruza-se com a guarda Fernanda e diz que sabe que foi ela quem a tentou matar. Nazaré avisa a guarda que ainda está a tempo de denunciar Verónica e de se safar de acabar como todos os que se aliam à vilã. Verónica e Nuno já se estão a vestir, mas a vilã sente-o estranho. Quando lhe pergunta o que se passa Nuno explica que foi a primeira vez que esteve com outra mulher que não Joana e que foi estranho. O segurança apressa-se a ir embora, deixando Verónica ofendida e desconfortável. Sofia e Heitor almoçam no Barbatanas. Heitor faz tentativas repetidas de aproximação e Sofia está visivelmente desconfortável. Matias, que observa tudo, está constantemente a interromper para garantir que Sofia está bem. Sofia insiste que Heitor denuncie Verónica. Verónica, farta da distância do filho, vai ter com Olívia ao Hotel e manipula-a a ir ajudar Cris.

Bernardo, já de regresso à Quinta, conta a Duarte que quando foi a casa de Verónica se cruzou com Nuno e que achou aquela situação toda muito estranha. Verónica liga ao filho e diz-lhe que vá ter com a namorada pois esteve no Hotel e viu a jovem com um comportamento estranho. Duarte vai ao encontro de Nuno ao Hotel para lhe dizer que se está a deixar manipular por Verónica e que, dessa forma, não vai conseguir ajudá-los. Nuno defende-se dizendo que nunca acreditou na versão deles a 100%. No pátio da prisão, Olga percebe que Nazaré troca um olhar pouco simpático com a guarda Fernanda. Olga avisa a amiga para se manter longe da guarda ou vai ter problemas. João chega a casa de Matilde com as compras feitas. Matilde agradece o apoio pois tem andado sem cabeça para nada com a situação de Nazaré. Matilde diz a João para deixar de dormir no sofá e quando João acha que vai, de uma vez por todas, poder dormir com Matilde, ela oferece-lhe o quarto de Nazaré.

Ismael, pressionado por Ermelinda, tenta sacar a Floriano a história do bebé. Floriano acaba por admitir que o bebé não é dele e que o trouxe para ajudar uma rapariga desesperada que anda a fugir da máfia russa. Ermelinda e Ismael ficam com pena dele. Olívia está com Cris na receção e ajuda-o com o computador. Bernardo observa-os à distância e quando vê que dão um abraço, perde a cabeça e empurra Cris. No mesmo instante, Heitor entra no Hotel e vai direito à cozinha ter com o filho. Pipo não quer falar com o pai e pede que os deixe em paz. Laura aparece e expulsa Heitor. Verónica encontra-se com a guarda Fernanda e dá-lhe uma reprimenda por não ter tratado do assunto. A guarda garante-lhe que Nazaré não a viu e Verónica ordena-lhe que trate do assunto de uma vez por todas.

Duarte vai até à casa Silva para contar a Toni da aproximação de Nuno a Verónica. Toni fica tão receoso como Duarte com esta nova ligação e sabe que os pode por em perigo. Na Atlântida, Verónica chama Nuno e pede-lhe desculpa por ter sido bruta com ele. Ele confessa que talvez ela tenha razão quando disse que não se pode trair uma mulher que está morta. Olga está com Nazaré na cela a fazer-lhe uma trança no cabelo quando o alarme de incêndio começa a tocar. A guarda Fernanda abre a cela e ordena-lhes que saiam para o pátio. À saída da cela, Fernanda empurra Olga e gera-se uma grande confusão. A guarda Fernanda consegue chegar a Nazaré e espeta-lhe uma faca na barriga. Olga grita desesperada por ajuda.

QUARTA-FEIRA, 17 DE NOVEMBRO – Capítulo 132

Verónica e Nuno estão a vestir-se enquanto ela o convida para ir almoçar lá a casa. Diz a Nuno que vá andando enquanto atende a chamada da guarda Fernanda e lhe diz que quer Nazaré morta e ponto final. Duarte atende o telemóvel e fica a saber que Nazaré levou uma facada na prisão. Ele e Toni correm para o hospital enquanto as lágrimas lhes caem pelo rosto. João e Matilde jantam quando Matilde fica a saber o que aconteceu à filha. Matilde sente-se mal e é João quem a ampara. Joaquim e Matias falam com Sofia. Joaquim insiste com Sofia para esquecer esta ideia pois a sua vida e segurança vale mais que tudo. Sofia quer ajudar Nazaré. Joaquim recebe um telefonema e fica a saber o que aconteceu à filha. Já no hospital, ainda não há notícias de Nazaré. Duarte diz que vai confrontar Verónica e, apesar de Toni o tentar impedir, o jovem sai apressado do hospital.

Já em casa de Verónica, enquanto esta e Nuno jantam, Duarte aparece, de cabeça perdida, e aponta uma faca à tia. É um momento de grande tensão. Verónica fica em pânico com a raiva de Duarte. Nuno tenta impedi-lo de cometer uma loucura, mas Duarte diz a Verónica que a grande diferença deles os dois é que ela é uma assassina e ele não. Nuno não entende porque é que Duarte acha que foi Verónica que mandou matar Nazaré. Verónica, manipuladora, consegue virar a conversa e pede a Nuno que fique com ela essa noite pois está com medo. Já na Quinta, Duarte conta a Érica e Bernardo o que aconteceu a Nazaré e Bernardo diz que tem a certeza que foi a mãe. Bárbara sai porque não aguenta observar a preocupação do marido com outra mulher. Quando ficam só os dois, Bárbara confessa que é difícil para ela segurar um casamento com tudo o que se passa.

Duarte explica à mulher que esta atitude da tia também é um ataque direto contra ele. O Dr. Murilo aparece, finalmente, com notícias de Nazaré. A operação correu bem, mas a jovem ainda está demasiado fraca e ainda não acordou. Matilde pede para ir ver a filha e fica ao lado de Nazaré, visivelmente emocionada. Já em casa de Toni, este comenta com Duarte que conseguiu obter informações de dentro da prisão e já sabe quem é a guarda que atacou Nazaré. Diz que ela é conhecida por ser mafiosa. Duarte quer marcar um encontro com ela. Sofia entra em casa e dá com Heitor. Sofia fica bastante incomodada com a presença do marido e irrita-se com a filha avisando-a que não lhe admite que convide o pai sem o seu conhecimento. Heitor está de saída quando Sofia lhe pede que não volte ali a casa sem a sua permissão.

No Restaurante, a guarda Fernanda chega acreditando que vem fazer um novo negócio. Duarte e Toni começam a apertar com ela sobre Nazaré, mas a guarda não se descai e faz Duarte perder a cabeça. Olívia vai ao encontro de Bernardo à Quinta. Bernardo continua chateado com a namorada pela sua aproximação a Cris, mas Olívia tenta explicar-lhe que ela e Cris são apenas amigos. No Lar, Ermelinda acalma o bebé com uma rapidez que espanta Floriano. Floriano quer fazer as pazes com a sua mulher, mas Ermelinda está mais preocupada com o bebé. Aparece Ivana, a nova funcionária do Lar, e começa a fazer-lhes perguntas sobre o bebé. Laura, Gonçalo e Cris imploram a Érica que tente falar com Ana pois já não sabem mais o que podem fazer por ela. Érica sobe ao quarto da amiga, mas Ana está irredutível e pede-lhe que se vá embora enquanto se fecha na casa de banho.

QUINTA-FEIRA, 18 DE NOVEMBRO – Capítulo 133

Duarte liga a Toni para saber como está Nazaré. Toni diz que ainda estão a aguardar que ela acorde quando, de repente, se ouvem as máquinas a apitar e uma grande agitação no quarto onde está Nazaré. Toni, sem desligar o telemóvel, corre para o quarto da jovem quando percebe que Nazaré entrou em paragem cardiorrespiratória. O médico pede a Toni e a Matilde que saiam. Duarte está ao telemóvel com Toni, bastante alterado, quando Bárbara aparece e fica a observar toda a situação. Nazaré continua em paragem cardiorrespiratória e Toni e Matilde, cá fora, anseiam por boas notícias. O Dr. Murilo aparece finalmente, mas não revela se Nazaré sobreviveu ou não. Toni corre para o quarto de Nazaré e fica aliviado quando entra e a vê de olhos abertos. Enquanto escolhem os materiais publicitários, Bárbara repara que Duarte não está concentrado. De repente, Toni liga e avisa que Nazaré sobreviveu.

Érica bate à porta do quarto, simulando que saiu, e Ana volta para a cama. Quando vê a amiga fica revoltada e chora em desespero, mas Érica abraça-a e diz-lhe que não vai sair dali que será o apoio que ela precisa e que juntas vão ultrapassar tudo. Verónica visita Nazaré no hospital e leva-lhe um ramo de flores. Nazaré confronta-a, ainda que débil, e diz que sabe que foi ela que a tentou matar. Duarte entra e expulsa Verónica e garante a Nazaré que a tia não se vai aproximar mais dela. Heitor vai ao Restaurante e, tentando ser simpático, aborda Matias com o objetivo de entender quais as suas verdadeiras intenções. Matias não se adianta e só lhe diz que a Sofia nunca precisou da ajuda de ninguém. Duarte diz a Leonardo que tem de tirar Nazaré da prisão. Conta ao advogado que Verónica até já foi vê-la ao hospital e que é perigoso ela voltar. Leonardo avisa Duarte que a guarda Fernanda desapareceu. No Lar, Ermelinda e Floriano observam Ivana. A auxiliar percebe que o casal a observa e aproxima-se fazendo perguntas sobre o bebé.

SEXTA-FEIRA,  19 DE NOVEMBRO – Capítulo 134

Joaquim vai até ao Mercado contar que Nazaré já está estável. Nisto aparece Renato, aproxima-se da banca e gaba os queijos. Dolores, atrapalhada, diz-lhe que é sua fã e oferece-lhe um queijo. Renato aconselha Dolores a participar no Concurso Internacional do Queijo, do qual será júri, pois os seus queijos são dos melhores que já provou. Bernardo vai ter com Verónica à Atlântida e confronta-a dizendo que sabe que foi ela que mandou matar Nazaré. Verónica fica ofendida com o filho, mas Bernardo não desarma e, apelando ao sentimento, tenta levar a mãe a confessar. Sem que tenha sido bem-sucedido, Bernardo vai embora. À saída, Bernardo cruza-se com Joaquim que está disfarçado de Félix e fica a achar que é o pai quem ele está a ver. Bernardo fica bastante transtornado. Glória e Ermelinda foram ver o cantor mistério. No final da atuação, Ermelinda convence Glória a ir pedir um autógrafo. Glória avança e Ismael não resiste e beija-a.

Glória gosta, mas sai a correr, envergonhada. Na Quinta, Bernardo, ainda muito confuso, volta a analisar todos os elementos que tem sobre o acidente e a morte do pai. Depois vai até ao Hotel e conversa com Laura sobre o resultado da autópsia ao corpo de Félix. Na casa dos Carvalho, Joaquim diz que foi Verónica que pagou o advogado que tirou Heitor da prisão. Sofia fica revoltada por ele estar a tentar enrolá-la. Matias conta que ele também foi tirar satisfações com ele. Na casa Gomes, Matilde anda de um lado para o outro, muito nervosa com a possibilidade de Nazaré voltar para a prisão. De repente, e para surpresa de todos, Duarte entra com Nazaré e anunciam que a jovem vai aguardar julgamento em casa, junto da família. Nazaré, muito feliz, diz que pediu para ir para casa pois acredita que ali irá recuperar melhor.

Bernardo fala com Olívia, está extremamente confuso e diz-lhe que viu o pai e que acha que toda esta confusão é por causa da situação em que a relação deles está. Olívia chora pois não percebe se Bernardo terminou tudo com ela ou não. Na casa Gomes, todos brindam felizes ao regresso de Nazaré. Bárbara interrompe e fica surpreendia com a presença de Duarte. Louca de ciúmes, parte para cima de Nazaré e é Toni que a trava. Duarte tenta explicar-se, mas em vão. Ana tem um sonho agitado. Cris acorda a irmã e diz-lhe que era só um sonho e para não ter medo que ele está ali. Cris diz-lhe que tem mesmo de contar o que aconteceu, mas Ana agarra-se ao irmão e só consegue chorar.

Os resumos dos capítulos de Nazaré são de responsabilidade da Band. OFuxico se isenta no caso de alterações. Nazaré é exibida de segunda a sexta-feira, às 20h25, logo após o Jornal da Band.