Polêmica às 11:21

Antonia Fontenelle é condenada novamente em processo contra Felipe Neto e terá que cumprir pena

Antonia Fonyelle e Felipe Neto

Foto> Divulgação

Chegou a ao fim a batalha judicial entre Antonia Fontenelle e os irmãos Felipe e Lucas Neto. A atriz e apresentadora foi condenada a um ano de prisão. Ela publicou um vídeo editado que associava os dois youtubers à incitação e à prática de pedofilia. A pena foi comutada em serviços à comunidade e Antonia ainda deverá pagar multa de R$ 8 mil. Felipe Neto fazia uma live quando recebeu a notícia e não conteve as lágrimas.

Em entrevista ao jornal Metrópoles, Felipe Neto destacou que não queria ver a loira na cadeia, mas precisava que a justiça fosse feita: “Saber que ela tomou essa condenação, que vai ficar para sempre na ficha dela, dá uma felicidade muito grande, de justiça, não de vingança. Eu não quero ver ela na cadeia, eu quero que ela pague pelos crimes que cometeu. É a justiça sendo feita”, resumiu.

Felipe Neto move cinco processos contra Antonia Fontenelle. Esse é o terceiro em que a loira é condenada. No mês passado, a viúva de Marcos Paulo sofreu nova derrota e a condenação foi aplicada pela juíza Simone Cavalieri Frota, do 9º Juizado Especial Criminal da Barra da Tijuca.

Desta vez, a influencer foi condenada por chamar Felipe Neto de “vagabundo de merda” e se referir ao youtuber como “esse merda”. Por ser ré primária e ter bons antecedentes, a juíza optou pela pena de multa. Antônia gravou um story no Instagram sobre a condenação. Ela disse que vai recorrer da decisão.

“Acaba de sair mais três sentenças, duas o Felipe Neto perdeu e em uma eu fui punida de novo, multada em R$ 5 mil, por algo que eu nem sei. Foi algo menos grave do que ‘m****’, não sei o que eu falei. Em duas ele perdeu, nessa eu perdi, vou recorrer porque é primeira instância”, disse ela.

Porém, ao jornal O Dia, o advogado de Felipe Neto, André Perecmanis, negou as palavras da loira: ”Não é verdadeira a informação de Antonia Fontenelle, a qual diz ter sido condenada ao pagamento de apenas R$ 5 mil de multa pela propagação de ofensas contra o comunicador digital Felipe Neto. Assim como é igualmente mentirosa a afirmação de que o teria chamado de ‘feioso’. Na realidade, na segunda condenação que recebeu, foi imposto à mesma o pagamento de uma multa de aproximadamente R$ 126 mil  por tê-lo chamado de ‘merda’ e ‘vagabundo de merda’. Além disso, a expectativa é de que outras condenações ainda ocorram.”

ATRIZ AFIRMOU QUE SÓ QUIS PROVOCAR DISCUSSÃO

No final de novembro, o Ministério Público do Rio de Janeiro protocolou o pedido de condenação de Antonia Fontenelle por crimes de injúria e difamação contra Felipe Neto. O youtuber move cinco processos contra a apresentadora, que já foi condenada em dois deles.

A atriz se defendeu alegando que não pretendia ofender os dois, mas sim “provocar a discussão e a readequação dos conteúdos produzidos”.

O juiz Ricardo Coronha Pinheiro, do TJ-RJ, que decidiu sobre o caso, discordou das alegações, afirmando que “a vontade de ofender é por demais nítida no caso tratado neste feito, muito longe de expressar a vontade de provocar uma mera discussão”.

GISELE ITIÊ TAMBÉM TRAVA BATALHA JUDICIAL CONTRA FONTENELLE

Depois de ter perdido a ação que movia contra Antonia Fontenelle por xenofobia e racismo, Giselle Itiê decidiu abrir um novo processo contra a viúva de Marcos Paulo. Desta vez, a apresentadora é processada por danos morais e a atriz pede uma indenização por se sentir ofendida.

Ao saber que Giselle, que é mexicana, havia sofrido assédio de um diretor de novelas aos 23 anos, e citou que havia trabalhado com o ex-marido de Fontenelle. Antonia afirmou que Giselle deveria voltar para seu país.

“Volta para o seu país, é o melhor que você faz”, postou a comandante do canal “Na Lata Com Antonia”, na ocasião. 

Sem papas na língua, a loira ainda fez outras declarações sobre o episódio e, em seu canal no YouTube,  falou sobre o novo processo.

 “Giselle Itiê não desistiu da ação. Ela entrou com processo por danos morais, pedindo dinheiro. Não sei se ela pediu segredo de Justiça, mas não estou a fim de fazer segredo com uma coisa absurda dessas”, disse.

Em depoimento a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), em fevereiro deste ano, Antonia Fontenelle alegou não ter preconceito com o México e, sempre que pode, passa férias em Cancún.

Após ser ouvida, a delegada Marcia Noeli Barreto indiciou a influenciadora digital pelo crime de racismo. A youtuber, por sua vez, manifestou o desejo de fazer um acordo com o Ministério Público para não ser processada. Após a informação de seu indiciamento ter se tornado pública, Antônia Fontenelle, publicou uma mensagem em suas redes sociais.

“Comunicado importante. Aos que me perseguem diariamente por uma questão política e as furiosas que não se conformam por não carregarem o título viúva de Marcos Paulo. Estarei off nos próximos dias por motivo de férias com os filhos e o namorado. Obrigada”, escreveu, na ocasião.

Em julho, Antonia foi absolvida e comemorou nas redes sociais.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Morre a ativista e escritora bell hooks
Em homenagem a Marília Mendonça, Dulce Maria estará no WME
Maurílio é diagnosticado com tromboembolia pulmonar

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!