Polêmica às 08:49

Após promessa de ressurreição, mulher impede enterro do marido por três dias

pastor-huber-carlos-rodrigues

Reprodução/G1/Acervo pessoal

Eita! A esposa do pastor evangélico Huber Carlos Rodrigues, Ana Maria de Oliveira Rodrigues, impediu que o corpo do marido fosse sepultado. Isso porque ele, que morreu na última sexta-feira, 22 de outubro, vítima de complicações cardiorrespiratórias, deixou uma declaração, escrita em 2008, em que ele dizia ter sido informado pelo Espírito Santo de que ressuscitaria três dias após a morte. No município de Goiatuba, a cerca de 177 km da capital goiana, o prazo para a ressurreição descrito pelo pastor terminaria na última segunda-feira, 25 de outubro, às 23h30.

Conforme o documento deixado pelo religioso, Huber passaria por um “mistério de Deus”.

“Minha integridade física tem que ser totalmente preservada, pois ficarei por três dias morto, sendo que no 3ª dia, eu ressuscitarei. Meu corpo durante os três dias não terá mau cheiro e nem se decomporá, pois o próprio Deus terá preparado minha carne e meu cérebro para passar por essa experiência”, diz a declaração. Apesar de não ser registrado em cartório, o documento foi assinado por duas testemunhas.

Ainda na declaração, Huber diz que, depois da sua ressurreição, as pessoas passarão a ouvir a mensagem de Deus e a crer nela. “Eu não serei a luz, mas testificarei a luz, a luz verdadeira que veio ao mundo e ilumina todas as pessoas.

declaraçao-pastor-disse-que-ia-ressuscitar-apos-morte
Pastor disse que ia ressuscitar três dias após a morte (Reprodução/Instagram)

O ENTERRO

A funerária responsável pelo preparo do corpo chegou a esperar o prazo dado pelo religioso, em respeito à família. Às 23h30min do terceiro dia, momento informado pelo pastor para o acontecimento do milagre, ele permanecia morto.

A empresa liberou, então, o caixão para sepultamento. Um canal de TV da cidade acompanhou a movimentação no local. Naquela hora, uma multidão aguardava do lado de fora da funerária, esperando pela ressurreição, que não aconteceu. Pessoas chegaram a se deslocar ao cemitério responsável pelo enterro, aguardando a chegada do carro fúnebre.

Antes que o corpo fosse levado à cova, o grupo chegou a gritar exigindo a abertura do caixão. Os responsáveis pela descida do cadáver chegaram a se entreolhar, mas o coveiro negou a exumação. O enterro aconteceu normalmente, apesar dos protestos.

O religioso foi internado com Covid-19 em agosto deste ano, e faleceu na última sexta-feira, 22. Ele havia chegado a melhorar da doença, sendo transferido da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para um quarto regular, mas apresentou complicações e foi a óbito.

Uma equipe do canal Leão TV, do município, acompanhou a movimentação desde a aglomeração de fiéis na funerária até o enterro. Confira abaixo as imagens, o enterro acontece às 1h16min do vídeo.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS:
Erasmo investiu fortuna para evitar crise após A Fazenda 13
Antônia Fontenelle revela destino de cachê de ensaio nu
Nos Tempos do Imperador: Teresa expulsa Luísa da Quinta
Marcos Palmeira grava ‘Pantanal’ e faz alerta sobre meio ambiente
Gui Araújo, Jade, João Guilherme, Anitta… Entenda tudo sobre a polêmica!
MasterChef Brasil: Ronnie Von apresenta prova de duelos envolvendo chá
Eddie Murphy ensina a neta de dois anos a tocar piano