Polêmica às 08:42

Felipe Andreoli detona Maurício Souza: ‘Covarde!’

Felipe Andreoli detona Maurício Souza

Foto: Reprodução TV Globo

O caso envolvendo Maurício Souza e suas opiniões homofóbicas – embora ele não considere – continua rendendo debates e críticas ao ex-jogador de vôlei do Minas Tênis Clube. O atleta se posicionou contra o novo quadrinho do Super-homem, em que o filho de Clark Kent se assume bissexual. O programa “Globo Esporte”, exibido na quinta-feira, 28 de outubro, mostrou Maurício se justificando após ser demitido do Minas e ter sido vetado de qualquer convocação para a seleção brasileira. Em sua fala, o atleta atribuiu seu desligamento do clube ao barulho da ‘lacração’ e aos seus posicionamentos conservadores. Ao término da matéria e antes de um intervalo, Andreoli não poupou.  

“Maurício, homofobia não é opinião, é crime, cara, mata. Você fez essa ofensa nas redes sociais que você tem mais de 300 mil seguidores. Depois, foi pedir desculpa em uma que você tem 50? Atitude covarde, hein?”, disse o jornalista.

“Outra coisa: essa questão não é política. Você não foi demitido do Minas porque você é conservador, de direita ou religioso, nem por causa da ‘lacração da internet’. Você foi demitido porque você foi homofóbico e, pelo jeito, não se arrependeu. Homofobia é crime e não se respeita”, concluiu Felipe Andreoli

MAURÍCIO MINIMIZA A SITUAÇÃO E CULPA A ‘TURMA DA LACRAÇÃO’

O agora ex jogador do Minas, Maurício Souza, foi às redes sociais para falar a respeito de sua demissão do Minas, clube pelo qual jogava vôlei. Ele afirmou que não tinha qualquer problema com o clube, colegas ou patrocinadores, contudo, suas “opiniões” a respeito da população LGBTQIA+ fizeram muita pressão sobre as empresas que investem no grupo.

Maurício culpou a ‘turma da lacração’ pela demissão, que começou com um afastamento e evoluiu para a rescisão total do contrato que mantinha com o clube mineiro. Toda bomba explodiu depois que ele resolveu criticar a sexualidade do novo personagem que ocupa o posto de Super-Homem da DC Comics. O jovem Jon Kent, filho de Clark, se assume bissexual e mantém uma relação com outro personagem, Jay Nakamura

Veja +: Douglas Souza rebate criticas de Maurício a personagem bissexual

Esse namoro assustou o atleta. Resta saber o porquê. Em publicação no Instagram, ele escreveu: “Ah, é só um desenho, não é nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar…”. Aparecer num quadrinho se tornou o problema para o jogador.

Nas imagens que pararam no Instagram, Maurício foi direto em seu depoimento: “A culpa disso tudo é da turma da lacração, que fez pressão nos patrocinadores e acarretou de o patrocinador ameaçar tirar o patrocínio tanto do time masculino, quanto do feminino e isso ficou insustentável.”, avaliou.

Veja+: Douglas Souza quebra silêncio e relata ataques homofóbicos

O atleta ainda disse que nenhum problema interno acarretaria a quebra de contrato. “A culpa é da galera que não aceita mais opinião contrária à deles, qualquer coisa falada que não seja o que eles aprovam você é homofóbico e preconceituoso. A tolerância do outro lado é zero!”, esclareceu.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

Rafa Kalimann arrasa em jantar beneficente em Nova Iorque
Carnaval 2022: Sabrina Sato se esbalda no primeiro ensaio da Vila Isabel
André Marques está fora da próxima temporada de ‘No Limite’
A Fazenda 13: Tati Quebra Barraco é eliminada em Roça histórica
Jogador Maurício Souza culpa a ‘turma da lacração’ por demissão