Polêmica às 10:53

Hailey Bieber é processada por violação de marca registrada

Hailey Bieber
Reprodução/Instagram

Hailey Bieber, esposa de Justin Bieber, é alvo de processo por violação de marca registrada por uma empresa de moda que já existe no mercado há 9 anos. Isso porque a nova linha de skincare de Hailey, a Rhode, tem o mesmo nome da marca.

Purna Khatau e Phoebe Vickers, cofundadoras da marca de roupas Rhode, entraram com a ação contra a modelo no Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul de Nova York na terça-feira (21).

Leia+: Hailey Bieber comenta sobre síndrome de Justin Bieber: ‘Situação assustadora’

No documento, elas afirmam que lançaram a empresa em maio de 2013 e que “nutrem a marca RHODE por meio de muito sacrifício pessoal e dificuldades”. Com faturamento, chegando a quase R$ 75 milhões, a marca considerada uma “respeitável” no mundo da moda, além de ser vendida em lojas de luxo, como Saks Fifth Avenue e Neiman Marcus e usada por celebridades como Beyoncé e Rihanna.

Instagram da marca Rhode, de Hailey Bieber
Reprodução/Instagram

Khatau e Vickers ainda pensam em expandir para área de utensílios domésticos e setor de maquiagem e cuidados com a pele, que foi onde começaram a ver “alguns problemas”, já que Hailey Bieber lançou a marca no início do mês, prejudicando a marca, já que deixou os consumidores confusos.

O Instagram oficial da marca de Hailey Bieber já tem 422 mil seguidores e continua na ativa, apesar dos problemas judiciais e o processo alega que, durante a pesquisa ao digitar “rhode” na busca, era direcionada à marca das empresárias, mas agora indica a linha de skincare de Hailey.

Hailey Bieber e a marca Rhode
Hailey Bieber e a marca Rhode – Reprodução/Instagram

“Temos preocupações reais com o futuro. Colocamos sangue, suor e lágrimas nesta marca há anos… É decepcionante para mim que uma mulher empreendedora, de quem somos fãs há muito tempo, esteja tentando sufocar o que construímos”, disse Khatau no processo.

E parece que a luta judicial tem um fundo de “vingança”. De acordo com as empresárias, Hailey tentou comprar a marca há quatro anos, mas elas recusaram.

“Infelizmente, o fato de Hailey estar atualmente se concentrando em cuidados com a pele, enquanto nos concentramos na moda não impediu a confusão da marca, e não impedirá no futuro. Nós fazemos parte de um mercado de beleza maior no qual moda e cosméticos se sobrepõem e muitas vezes colaboram. Nós, é claro, entendemos que Hailey quer usar seu nome do meio para sua marca, mas a lei sobre isso é clara: você não pode criar esse tipo de confusão de marca só porque quer usar seu nome. O que a Sra. Bieber está fazendo é prejudicar uma empresa minoritária que duas mulheres construíram meticulosamente em uma marca global em crescimento”.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!