Polêmica às 17:05

Kate Moss testemunhará a favor de Depp em julgamento contra Heard

Johnny Depp Amber Heard e Kate Moss
Foto: Grosby Group

O julgamento entre Johnny Depp e Amber Heard está chegando em sua reta final, e durante esta semana o processo movido pelo ator contra a atriz por publicação sobre violência doméstica ao The Washington Post chegará ao fim.

Porém, isso não significa que testemunhas essenciais não serão ouvidas perante o juiz, e uma grande estrela de hollywood dará seu depoimento na justiça na próxima quarta-feira, 25 de maio.

De acordo com publicação do The New York Post, Kate Moss, ex-namorada de Depp, é quem vai depor em breve, e será favorável ao astro de “Piratas do Caribe”. O depoimento irá acontecer via chamada de vídeo.

A presença de Moss no tribunal não estava prevista incialmente, mas após Amber Heard a mencionar em um depoimento, os advogados de Depp a chamaram para esclarecer a história em questão.

Leia+: Irmã de Kate Moss vira avaliadora de pênis profissional. Entenda!

Na fala da atriz de “Aquaman”, ao citar uma briga com Johnny em 2015, em que ela teria socado Depp no rosto com medo de ver sua irmã ser empurrada da escada por ele, disse que imediatamente pensou “em Kate Moss e as escadas”.

Tal referência se liga ao boato de que o ator de “Piratas do Caribe” teria empurrado Kate Moss na época em que namoravam entre 1994 e 1997. A modelo britânica nunca confirmou a história.

O The NY post comenta ainda o fato de que, quando Amber Heard citou Moss no depoimento, os advogados de Johnny Depp comemoraram e chegaram a bater palmas na hora, provavelmente por terem a ideia de chamar Kate a depor.

Kate Moss irá depor convocada por defesa de JoHnny Depp (Foto: Grosby-Group)

FERIDA NÃO CONDIZ COM RELATO

Nesta segunda-feira, 23 de maio, um cirurgião ortopedista foi ouvido no ouvido no tribunal desta vez, e ele afirmou não acreditar na versão contada por Johnny Depp para o machucado em seu dedo mutilado, em que o ator diz que Amber Heard quebrou uma garrafa de vodka em sua mão durante briga na Austrália em 2015.

O profissional, que se chama Richard Moore, garantiu que o padrão da ferida não condiz com a descrição feita por Depp da briga, além de ressaltar que os relatórios médicos do machucado não citam a presença de estilhaços de vidro.

“As informações médicas são inconclusivas. Não é consistente com o que costumamos ver nesse tipo de ferimento… O relato diz que a mão estava esticada sobre o bar e a garrafa esmagou o dedo de cima”.

Leia+: Johnny Depp ‘salvou a vida’ de Courtney Love após morte de Kurt Cobain

“Mas olhando as imagens, realmente não há uma ferida significativa na parte dorsal do dedo. Era esperado que houvesse danos à unha e a outras partes do dedo”, garantiu ele enquanto mostrava a foto dos ferimentos.

Ainda, Moore sugeriu que a ferida mencionada por Johnny Depp sugere ter de originado de uma prensa entre duas superfícies duras em direções contrárias, como duas portas corrediças de vidro, e não da quebra de uma garrafa conforme citado anteriormente.

Médico afirmou que relato de Johnny Depp não condiz com machucado no dedo (Foto: Reprodução/Youtube)

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!