Polêmica às 06:00

Martinho da Vila comenta plágio da música de Adele: ‘Guerra não é minha’

Martinho da Vila sorrindo
Divulgação/Record TV

O programa “Domingo Espetacular”, da Record TV, entrevistou Martinho da Vila. O músico abre a casa e o baú de memórias para a equipe da atração.

O cantor conta na atração a origem do nome artístico. “Fui pra Vila Isabel a convite e fazia uns primeiros sambas enredo, assim, botando a cadência do partido alto nos sambas. O pessoal falando: ‘De quem é esse samba? É daquele cara, o Martinho, aquele lá da vila’. Foi ficando”, explica.

Ele também comenta a denúncia de plágio contra a cantora Adele em cima da música “Mulheres”, do compositor Toninho Geraes, muito conhecida na voz de Martinho da Vila: E ressalta: “Essa guerra não é minha, eu sou só o cantor”.

O artista ainda revela quais foram os empregos que ele teve antes de ser músico e conta as histórias por trás de grandes sucessos de sua carreira.

O “Domingo Espetacular” vai ao ar às 19h45. A apresentação é de Carolina Ferraz e Eduardo Ribeiro.

Martinho da Vila em sua casa
Divulgação/Record TV

ENTENDA A POLÊMICA COM ADELE

Adele é uma das maiores divas pop do mundo, tendo feito muito sucesso no início da década de 2010, sendo dona de diversos hits que estão na boca do público e entoam na mente até hoje.

Porém, curiosamente, a estrela está na justiça brasileira sob acusação de plágio, sendo processada por Toninho Geraes, compositor de Martinho da Vila.

Em entrevista para a revista Veja, o músico afirmou que a faixa “Million Years Ago”, presente no álbum “25”, é uma cópia da música “Mulheres”, uma das mais consagradas na voz de Martinho.

“Fiquei estarrecido quando me dei conta. A melodia e a harmonia são iguais. É uma cópia escancarada”, disse Geares na conversa.

A Veja ainda teve acesso à duas notificações extrajudiciais do processo, que foram enviadas em maio à Adele, Greg Kurstin (um dos compositores da canção e produtor da artista), à gravadora XL Recordings/Beggars Group e ao grupo Sony Music.

Veja+: Fãs defendem Juliette após acusação de plágio na capa de EP

Nos documentos, os advogados de Toninho Feraes garantem que, além da linha melódica, Adele e Greg “se apropriaram das primeiras notas de introdução”, as reproduzindo no início, refrão e final de Million Years Ago.

Entre trechos idênticos, substancialmente semelhantes e “imitativos”, as notificações contabilizam 88 compassos com indícios de cópia, somando três minutos e dois segundos, ou 87% da canção.

Dos envolvidos na acusação, apenas a Sony Brasil se pronunciou, declarando que o assunto está nas mãos da gravadora inglesa e da própria Adele.

“Nossa intenção era tentar um acordo, mas, diante do silêncio, recorreremos à Justiça”, disse o advogado Fredímio Biasotto Triotta.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

Duda Reis critica a Record por ‘dar chances para homens com ficha criminal’
A Fazenda: Poder da chama vermelha mudará o rumo da formação da Roça
A Fazenda: baiana Sthefane Matos é a 21ª. participante do reality
A Fazenda: Nego do Borel já se considera cancelado