Polêmica às 10:08

MC Poze recebe ameaças e show em Salvador é cancelado

MC Poze

Foto: Divulgação

A primeira apresentação do funkeiro MC Poze, marcada para o sábado, 30 de outubro, em Salvador, teve que ser cancelada às pressas. O funkeiro cantaria seus hits no Alto do Andu, na região da Avenida Paralela, mas recebeu ameaças de membros de uma facção criminosa. Em vídeos publicados na web, a facção ameaçou o músico carioca de morte.

Criminosos foram até o local onde ocorreria o “Baile do Embrasa” e picharam o muro. Nas imagens, é possível ver armas e até granadas.

“Vai tocar aqui não, MC Poze aqui na Bahia é bala”, diz um dos homens, sem mostrar o rosto, enquanto outro escreve ameaças na parede da casa de shows. Ao final, os criminosos ainda efetuam uma série de disparos contra as paredes e portão. 

Veja +: Saiba tudo sobre MC Poze a as polêmicas que envolvem o funkeiro

SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA APURA POSSÍVEIS RIXAS

Na noite de quinta-feira, 28 de outubro, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) divulgou que o show não foi liberado para evitar algum incidente mais grave.

“A Secretaria da Segurança Pública não permitirá a realização do evento ‘Baile do Embrasa’, marcado para o próximo sábado (30), no espaço de shows Alto do Andú, em Salvador. Ameaças de traficantes contra o MC Poze, uma das atrações, motivaram a decisão”, destacou o comunicado.

Segundo a SSP, as equipes de inteligência apuram uma possível rixa entre organizações criminosas e o cantor: “”Embora a competência para autorizar shows seja da Prefeitura, cabe, no entanto, ao estado garantir a segurança e prevenir para que delitos não ocorram. Nosso principal objetivo é preservar vidas”, afirmou o secretário Ricardo Mandarino.

Veja +: MC Poze teve uma treta feia com Nego Di

AMEAÇAS NÃO SÃO NOVIDADE PARA MC POZE

Essa não é a primeira vez que MC Poze é ameaçado por membros de organizações criminosas, após anúncios de shows em outras cidades. O polêmico cantor já precisou cancelar um show em Manaus (AM), após sofrer ameaça de morte de bandidos locais.

No ano passado, o artista chegou a ser investigado pela polícia do Rio de Janeiro por suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas e teve a prisão preventiva decretada após ser denunciado pelo Ministério Público local.

Marlon Brendon Coelho Couto da Silva, nome de batismo do artista, faria parte da maior facção criminosa do Rio. Ainda segundo a polícia, ele ainda seria responsável por incitar a violência, promover o grupo criminoso e participar de shows pagos pelo tráfico.

Veja +: MC Poze deixou a namorada de 17 anos, grávida do terceiro filho

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

Felipe Andreoli detona Maurício Souza: ‘Covarde!’
Ex-ator é preso por vandalizar estátua de George Floyd
Rafa Kalimann arrasa em jantar beneficente em Nova Iorque
Carnaval 2022: Sabrina Sato se esbalda no primeiro ensaio da Vila Isabel
André Marques está fora da próxima temporada de ‘No Limite’