Polêmica às 10:45

Xuxa vai à Justiça contra apoiador de Bolsonaro que a chamou de assediadora de menores

Xuxa em print de vídeo no Instagram

Reprodução/Instagram

Após ser chamada de “assediadora de menores”, Xuxa Meneghel registrou uma queixa-crime contra Anderson Campos, vereador de Nilópolis, no Rio de Janeiro. As informações são do site Notícias da TV.

De acordo com os documentos na Justiça, a apresentadora pede a condenação do político por calúnia, injúria e difamação em ação que corre no Cartório da 1ª Vara Criminal da Comarca de Nilópolis.

Vale lembrar que, em maio deste ano, Xuxa e vários outros famosos assinaram um pedido de impeachment do presidente. No documento protocolado pelo Movimento Vidas Brasileiras na Câmara dos Deputados, Xuxa criticava a atual gestão com relação à pandemia.

Veja+: Após vídeo polêmico, Xuxa corta relações com Andréa Sorvetão e Conrado

“Queremos salvar vidas. Entendemos que esse governo seja o principal responsável por tantas mortes e, por isso, entregamos um pedido de impeachment do presidente da República por crimes de responsabilidade”, escreveu a apresentadora na solicitação.

No entanto, no mesmo mês de maio, Anderson Campos, apoiador de Bolsonaro, defendeu o presidente e atacou não só Xuxa, como Felipe Neto e o comentarista Casagrande.

Veja+: Xuxa Meneghel apoia manifestação pelo impeachment de Bolsonaro

“Que moral que uma assediadora de menores como a Xuxa, um desvirtuador de bons costumes como o Felipe Neto e um usuário de drogas como o Casagrande têm para pedir o impeachment do presidente Jair Messias Bolsonaro?”, questionou.

Segundo os advogados de defesa, Xuxa sequer citou o nome de Anderson Campos em sua solicitação e fez tudo exclusivamente visando a democracia. Na queixa-crime, ainda consta que a apresentadora se sentiu lesada por conta da repercussão negativa, já que isso rendeu para ela e por isso quer que sejam imputados crimes de calúnia, difamação e injúria.

Xuxa ainda fez um requerimento no processo que não quer audiência conciliatória.

Vereador respondeu

Com relação à acusação, Anderson Campos afirmou ao Notícias da TV que apenas chamou Xuxa de “assediadora de menores” por ela ter feito o filme Amor Estranho Amor (1982).

“O fato que narrei a respeito da vida dela é público: ela fez um filme erótico com um menor de idade. A partir do momento que ela pediu o impeachment do presidente Bolsonaro –o qual eu defendo e com o qual eu represento no município–, me achei no direito de mostrar o nível de imoralidade que a cercou no passado, dizendo que ela não tem moral nenhuma para poder pedir o impeachment”, afirmou, deixando claro que tem o direito de se expressar e que “não volta atrás e reafirma tudo o que disse”.

Amor Estranho Amor, filme de Walter Hugo Khouri, teve a presença de Xuxa quando ela nem imaginava se tornar a Rainha dos Baixinhos, onde tinha apenas 18 anos. O longa é um misto de prostituição e nudez, tendo a exploração infantil como um dos temas abordados.