Polícia às 19:10

Jornalista do SBT revela roubo e agressão grave após show de Joelma

adeildo b machucado após roubo e agressão
Reprodução/Instagram @jacaraujotv

Apesar de estar em um momento menos tenso, Adeildo B, repórter da TV Jornal, filial do SBT no Amazonas, foi assaltado e agredido por bandidos na noite do último sábado, 14 de maio, chegando a ser torturado na madrugada.

O crime ocorreu quando o profissional deixou o show de Joelma no Sambódromo de Manaus, quando ele esteve no local para prestigiar a artista e gravar cenas para episódio do programa “Turma do Barra”, na qual ele integra o elenco.

A revelação foi feita pela diretora da atração, Jacqueline Araújo, que compartilhou um vídeo de Adeildo machucado e ensanguentando, contando sobre o episódio de agressão, na qual ele teria sido abordado por dois bandidos, que o atacaram e levaram seus pertences.

Leia+: Paulo Cupertino, acusado de ter assassinado o ator Rafael Miguel, é preso em São Paulo

“Oi gente… Eu acabei de ser assaltado aqui em Manaus… Eu peguei um moto táxi, pedi um moto táxi, pedi um moto táxi para voltar para o hotel”, disse o jornalista, bastante machucado.

Um deles entrou num beco e já tinham três atrás de mim. Levaram meus dois celulares. Foi muito rápido, muito rápido mesmo”.

Adeildo B chegou a afirmar que um dos assaltantes detinha uma arma de fogo, mas que ao travar uma briga física, o fez soltar o objeto. A TV Jornal garantiu que a polícia irá se encarregar das investigações, e o repórter não deve se ausentar de suas tarefas, já tendo voltado à Recife nesta segunda-feira, 16 de maio.

Vídeo de Adeildo B machucado após ser roubado e agredido ao deixar show de Joelma
Adeildo B foi roubado e agredido após show de Joelma (Foto: Reprodução/Instagram @jacaraujotv)

CANTOR DE K-POP FOI AGREDIDO PRO HOMOFOBIA

Apesar de os artistas de K-Pop serem extremamente famosos, principalmente na Coréia do Sul, eles não estão isentos de atitudes negativas mundanas como o preconceito e a violência, e isso ficou escancarado nesta quinta-feira, 05 de maio.

Holland, cantor solista do gênero, revelou ter sofrido um ataque homofóbico em Seul, capital do país, quando um homem desconhecido o socou e o deixou com o rosto machucando, incluindo uma cicatriz no nariz, além de tê-lo xingado.

Leia+: Rapper Kidd Creole é condenado à prisão após matar morador de rua esfaqueado

“Na noite passada, eu estava andando por Itaewon com meu produtor e um amigo. De repente, um homem se aproximou e me socou duas vezes, me chamando de ‘gay sujo’. Agora eu tenho uma cicatriz no rosto e vou para o hospital. Isso é obviamente um crime de ódio”, escreveu ele no Twitter.

O fato de minha sexualidade, como gay, ser pública nunca deveria me expor a esse tipo de violência. Nem qualquer outro LGBT+ e todos os idosos, mulheres e minorias neste mundo. Isso acontecendo em 2022 mostra a triste realidade dos direitos humanos LGBT+”.

“Espero que seja resolvido. Isso nunca deveria acontecer com ninguém no mundo, não importa quem você é. Eu espero que nosso mundo tenha mais amor e esperança do que ódio e violência”, concluiu Holland.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!