Política às 10:45

Datena se anima com liderança na disputa pelo Senado em SP

Datena

Reprodução/TV Band

José Luiz Datena comemorou recente pesquisa eleitoral que mede as intenções de voto na disputa pela vaga ao Senado por São Paulo nas eleições de 2022. O levantamento foi conduzido pela Paraná Pesquisas e o cenário mostra o apresentador em primeiro lugar nas intenções de voto com 25,7%.

Neste cenário, Datena tem como adversários Sérgio Moro, que aparece em segundo lugar com 19,8%, e Fernando Haddad, em terceiro com 17,7%. O que promete deixar a disputa mais favorável para o apresentador é que os dois são tidos como pré-candidatos a presidência e ao governo do estado de São Paulo, respectivamente.

Datena ainda não bateu o martelo a respeito de qual partido se filiará para de fato disputar as eleições, mas as notícias o animaram. Para a revista Veja, Datena destacou: “Mesmo se Moro e Haddad forem candidatos ao Senado, vai ser bom porque eu vou bater no dois”. O apresentador acredita que caso os dois realmente não participem da disputa pelo Senado, ele deve crescer uns 10 ponto percentuais.

O apresentador afirmou que uma definição sobre o partido virá somente em janeiro. “Esse anúncio vai ficar para a segunda quinzena de janeiro. Eu continuo conversando com todos, mas as opções mais prováveis são PSDB e PSD”, disse o apresentador a Veja.

Recentemente, Datena formalizou seu apoio às candidaturas de João Doria ao Palácio do Planalto e Rodrigo Garcia ao governo do Palácio dos Bandeirantes, o que deve aproximar o apresentador do PSDB e afastar ele do PSD. Apesar dessa decisão, o apresentador afirmou respeitar muito o cabeça do PSD. “Não guardo mágoas de ninguém. O [Gilberto] Kassab é um homem que respeito muito e um grande articulador”, afirmou.

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

O Paraná Pesquisas também divulgou números a respeito das intenções de votos para o governo do estado de São Paulo. Dois cenários foram considerados, um com Geraldo Alckmin e Haddad na disputa, e outro sem os dois. A pesquisa que tem a participação dos dois, mostra o ex-tucano na frente, mas empatado dentro da margem de erro com o petista.

No cenário sem os dois possíveis candidatos, Marcio França lidera com 24,3% das intenções de votos, seguido por Guilherme Boulos, que tem 18,6%. O levantamento ouviu 1818 eleitores distribuídos em 88 municípios de São Paulo entre os dias 13 e 17 de dezembro. A pesquisa tem um nível de confiança de 95% e margem de erro de 2,5 pontos percentuais.

DATENA DESISTIU DA PRESIDÊNCIA

Depois de ter seu nome bombado entre as fofocas dos famosos por conta da saída da Band para disputar as eleições presidenciais, José Luis Datena recuou. Aliás, negou. O apresentador do “Brasil Urgente” disse em um programa da Rádio Bandeirantes, na quinta-feira, 14 de outubro, que isso não acontecerá. Contudo, Datena não descartou a possibilidade de ser candidato em 2022, a presidente da república ou ao cargo de senador.

“Eu quero dizer que é mentira que eu vou sair da Bandeirantes para concorrer às eleições. Mesmo porque, se eu tiver que deixar a televisão para concorrer à eleição, é somente em último caso e para um cargo executivo. E eu só deixaria a televisão perto das eleições, como qualquer outro trabalhador”, disse Datena.

O apresentador, que tem um salário estimado entre R$ 600 e R$ 700 mil por mês na Band, é filiado desde julho deste ano, ao ex-partido de Jair Bolsonaro, o PSL. Isso aumentou as hipóteses de que ele seria candidato no próximo pleito.

A negativa do apresentador é direcionada a um anúncio que ele mesmo teria feito, no dia anterior. Datena enfatizou que sua candidatura à presidência ainda não está definida.

ANÚNCIO NO DIA ANTERIOR

Na tarde de 13 de outubro, José Luiz Datena anunciou que deixará a Band. Isso, porque pretende concorrer as eleições para Presidente da República em 2022. Dessa forma, não vai conciliar os dois cargos. Durante o “Brasil Urgente”, seu programa na emissora, o jornalista declarou que pretende, de modo geral, ser um ‘bom brasileiro’. Sendo assim, entrou para a política com esse objetivo.

Em julho deste ano, ele se filiou ao PSL, ex-partido de Jair Bolsonaro, que passa por um processo de reformulação. Agora, com planos de se fundir ao DEM. Ao falar de sua saída, Datena citou o filósofo grego Platão. Ademais, explicou o porquê demorou tanto tempo para se envolver com a política tradicional.

“Platão, que foi um sábio, dizia: se você não entrar na política e não for um bom cidadão, com boa intenção – e meu único interesse em entrar na política é público, de ser um bom brasileiro – enquanto você não entrar na política, o mau político continuará lá e ele vai ocupar o lugar do bom político”, declarou.

Em seguida, reforçou que sua história na política não é recente, mas ele sempre ficou inseguro com relação ao que acontece nos bastidores de Brasília. “Um dia, um político importante disse que político não tem senso ridículo. O outro me disse que político não pode ter ética. Por essas frases e outras eu não entrei para a política até agora”, disse.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Pai de Tiago Leifert defende apresentador em treta com Ícaro Silva
Mirella se pronuncia sobre suposto affair com Whindersson Nunes
Selena Gomez filma segunda temporada de série de mistério

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!