Política às 14:07

Marcas de luxo das joias de Bolsonaro brilham entre astros e estrelas

Marcas de luxo das joias de Bolsonaro brilham entre astros e estrelas
fotomontagem: Grosby Group e Agência Brasil

A semana foi marcada pela história das investigações da Polícia Federal envolvendo as joias recebidas pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e as denuncias de que, às vésperas de deixar o posto, ele utilizou a estrutura do governo federal num grande esquema de desvio de presentes valiosíssimos recebidos por ele de autoridades estrangeiras.

Aqui no OFuxico o foco não é a política, mas esse imbróglio todo envolve uma marca de luxo que faz parte do mundo das celebridades e frequentemente é vista nos grandes eventos e tapetes vermelhos, dando aquele toque de glamour nos looks de astros e estrelas de primeira grandeza. Como as marcas Chopard e Patek Philippe estão no centro do caso com peças encontradas no sacolão da muamba presidencial, então vamos agora saber tudo sobre essas grifes e todo o luxo e valores que elas envolvem.

Chopard, seus encantos e seus valores

Chopard é uma marca de luxo suíça, fundada em 1860 por Louis-Ulysse Chopard. Inicialmente, focada em relógios de bolso e cronômetros, a empresa expandiu seu portfólio, apostando também em joias sofisticadas. Atualmente, com presença nos EUA, Europa e Ásia, a Chopard tem peças que são verdadeiros ícones de elegância.

As peças Chopard estão avaliadas em valores astronômicos. Em seu site oficial, por exemplo, brincos com diamantes são vendidos por cerca de R$ 525 mil. Relógios e colares também apresentam preços elevados, refletindo a sofisticação da marca. Celebridades como Marina Ruy Barbosa, Bruna Marquezine, Rihanna, Julianne Moore e Cate Blanchett frequentemente são vistas ostentando peças da marca em tapetes vermelho de eventos. Adriana Lima junta-se ao time com inúmeras aparições ostentando colares, brincos e anéis assinados pela grife suíça.

Hoje, a Chopard está sob o domínio da família alemã Scheufele. A Forbes avalia o patrimônio da família em aproximadamente 1,5 bilhão de dólares (cerca de R$ 8,2 bilhões).

Amuleto da sorte na entrega do Oscar

Durante anos a Chopard foi encarada como um amuleto de sorte para os vencedores do Oscar. A joalheria foi responsável pelas joias usadas por Cate Blanchett na premiação de 2014, ano em que a atriz venceu o Oscar de melhor atriz pelo filme “Blue Jasmine”, dirigido por Woody Allen. Estas joias estavam avaliadas em incríveis US$ 18,1 milhões, ou seja, cerca de R$ 93,29 milhões. O conjunto é o terceiro mais caro já usado no evento, atrás apenas dos colares de Gloria Stuart estrela de “Titanic”,  em 1998, avaliados em US$ 20 milhões (R$ 103 milhões), e de Lady Gaga em 2019, avaliados em US$ 30 milhões (R$ 154 milhões).

Até 2015, outras celebridades, como Julianne Moore em 2015, brilharam no tapete vermelho e venceram o Oscar usando peças da Chopard. Os atores Colin Firt (“O Discurso do Rei”) em 2011 e Eddie Redmayne (“A  Teoria de Tudo”) em 2015 também marcaram presença com relógios da marca ao receberem suas estatuetas.

Embaixadora da marca é uma linda mulher

Em março de 2023 Julia Roberts se tornou a nova embaixadora das joias Chopard
Em março de 2023 Julia Roberts se tornou a nova embaixadora das joias Chopard. Grosby Group

Em março de 2023 Julia Roberts se tornou a nova embaixadora das joias Chopard. A consagrada atriz americana assinou um contrato para estrelar 12 vídeos revelando aspectos pessoais e artísticos de sua carreira.

A união de Julia Roberts com a Chopard é como aquelas combinações atemporais. Conhecida por papéis icônicos em filmes como “A dama de vermelho” e “Um lugar chamado Notting Hill”, a atriz personifica a essência independente, dinâmica e sofisticada da marca. Desde 2021, ela já era o rosto das coleções Chopard’s Happy e Happy Diamonds. Agora ela elevou o seu status para embaixadora global da marca.

A harmonia entre Roberts e a Chopard é evidente. No Festival de Cannes 2022, ela brilhou no tapete vermelho da pré-estreia de “Armageddon Time” vestindo um sofisticado smoking preto, complementado por um deslumbrante colar de diamantes amarelos de 100 quilates da Chopard, que se destacou no evento.

Antes de Roberts, Marion Cotillard (“Piaf – Um Hino ao Amor”) também emprestou sua beleza para a famosa marca. Ela foi designer de uma coleção em uma linha de “joias éticas” que utilizam exclusivamente pedras com origem comprovada, sem causar danos ambientais ou poluir a natureza. A coleção foi lançada em maio de 2015, coincidindo com o Festival de Cinema de Cannes.

Patek Philippe relógios: A perfeição materializada

Patek Philippe é um nome icônico no universo da relojoaria, destacando-se pela qualidade e exclusividade de seus produtos. Esta renomada marca, vista por muitos especialistas como a melhor fabricante de relógios do planeta, construiu sua reputação ao longo de mais de 160 anos de história.

Não foi da noite para o dia que a Patek Philippe conquistou o coração do mercado. A sua história começou em 1839, quando Antoni Patek chegou a Genebra, na Suíça, e juntou-se a Franciszek Czapek para fundar a relojoaria. Contudo, apenas cinco anos depois, Patek uniu forças com Adrien Phillipe, formando assim a emblemática marca Patek Philippe.

A marca evoluiu e adaptou-se ao longo dos anos, incorporando inovações e aperfeiçoando técnicas que reformularam completamente o negócio.

No pulso dos poderosos

No último Grammy, Jay-Z usou um Patek Philippe Grandmaster Chime em ouro branco avaliado em mais de R$ 12 milhões. O sofisticado relógio traz mostradores em opalina azul, com numerais em ouro. Sua placa central é de ouro maciço 18 quilates, e a pulseira é confeccionada em couro de crocodilo azul marinho.

Em 2022, durante uma viagem a Nova York, Carlinhos Maia investiu cerca de R$ 1 milhão em um Patek Philippe, modelo analógico em prata. A peça veio em uma elegante caixa de madeira ostentando o logotipo da marca.

Colecionador de relógio há muitos anos, é comum ver Leonardo DiCaprio com o pulso decorado por uma peça da marca. Um de seus preferidos é um Nautilus da Patek Philippe, resultado de uma parceria com a Tiffany, fabricado em tonalidade verde-água.

Joias recebidas por Bolsonaro da Arábia Saudita: Detalhes e valores

Marcas de luxo das joias de Bolsonaro brilham entre astros e estrelas
Fotomontagem: Tânia Rêgo/Agência Brasil e Reprodução

As recentes descobertas de três caixas de joias associadas a Jair Bolsonaro (PL) revelaram um total de 14 peças, incluindo anéis de diamantes, dois relógios – um deles em ouro branco – e outros itens de luxo, como canetas rose gold. Juntas, essas peças têm um valor estimado entre R$ 17 e R$ 18 milhões.

  • Primeiro Pacote:
  • Colar, Anel, Relógio e Par de brincos de diamantes, todos os itens da marca Chopard com diamantes
  • Valor estimado: R$ 16,5 milhões.

Segundo Pacote:

  • Relógio Rolex em ouro branco, cravejado de diamantes e pulseira em couro
  • Par de abotoaduras em ouro branco com diamante central
  • Caneta rose gold, prateada com pedras incrustadas
  • Anel em ouro branco com diamante central
  • Terço de ouro branco com pingentes em brilhantes
  • Valor estimado: R$ 1 milhão.


Terceiro Pacote:

  • Relógio da marca Rolex, de ouro branco e cravejado de diamantes
  • Caneta da marca Chopard prateada com pedras encrustadas
  • Par de abotoaduras em ouro branco, com um brilhante no centro
  • Anel em ouro branco com um diamante no centro
  • Terço de ouro branco e com pingentes cravejados em brilhantes
  • Valor estimado: R$ 500 mil.

Notícias Relacionadas