Premiações às 07:00

Prêmio Multishow começa com polêmica e promessa de diversidade

Prêmio Multishow começa com polêmica e promessa de diversidade
Prêmio Multishow começa com polêmica e promessa de diversidade. Foto: Reprodução/Instagram/Multishow

Nesta quarta-feira, 8 de dezembro, acontece a 21ª edição do Prêmio Multishow, do canal do grupo Globo. Esse ano, contudo, os burburinhos a respeito do evento começaram bem antes do que o esperado. Isso, porque Ludmilla cancelou a apresentação da noite de gala. Ela se sentiu injustiçada por não estar na categoria de “Cantora do Ano”, enquanto outras artistas, que não produziram com a mesma frequência ou sucesso receberam indicações. No final das contas, todo esse reboliço não se traduziu na prática, pelo menos não esse ano. A Categoria “Cantora do Ano” se transformou numa grande homenagem a Marília Mendonça.

A intérprete de “Pecado” foi a primeira a se manifestar oficialmente. Contudo, toda essa pressão acabou esbarrando em diversos outros artistas. Os ‘injustiçados’ do Prêmio Multishow vão de Joelma a Jão, de Duda Beat a Pabllo Vittar. Todos fora das categorias que poderiam melhor representar no evento. Vale destacar, Lud concorreu com “Clipe do Ano” e “Hit do Ano”.

A situação ficou tão complicada que até o júri do evento entrou em xeque. Para contornar a torta de climão, a organização do Prêmio resolveu se manifestar e prometeu mais diversidade e consideração aos diversos artistas brasileiros para as próximas edições.

Com relação a esse ano, a categoria de Cantora do Ano teve mais mudanças do que esperado. Além da expansão dos membros da academia, que elenca os indicados da premiação, a grande homenageada da noite será Marília Mendonça. A cantora, que morreu no começo de novembro após um acidente de avião, deve receber as honras da noite com o maior troféu do evento. Aliás, a mãe da sertaneja já fez até um procedimento estético para receber o troféu póstumo que a filha adiciona a sua coleção.

SOLUÇÃO PARA 2022

O canal criou um conselho com diversos profissionais para entender os movimentos artísticos. Além disso, destaca que a ideia de eventos do tipo é trazer cada vez mais representatividade para frente das câmeras. Ainda assim, entende que é preciso evoluir. O textão é tão longo quanto a polêmica.

“Sabemos que o mundo de hoje ainda está longe da representatividade ideal e continuaremos trabalhando no que for necessário para evoluir”, começa o texto. Em seguida, adianta: “Temos consciência de que a luta pela diversidade deve ser diária e entendemos que precisamos estar ainda mais comprometidos com a causa. Assim, em conjunto, nos propusemos a criar um Coletivo ainda mais diverso, para somar ao trabalho que temos feito, contribuindo com as próximas edições do Prêmio Multishow”.

Não deu outra, a repercussão na Internet veio e com força. Apesar de não ter sido cancelado pelos fãs das redes sociais, o evento sofreu bastante com as opiniões diversas do público. Afinal de contas, onde estão os ídolos que todos amam, mas não são tão vistos como deveriam? Para muita gente, é uma falta de respeito, racismo, preconceito ou homofobia não dar espaço a vozes importantes. OFuxico fez um levantamento com os principais ‘esnobados’ da premiação. De fato, boas vozes ficam à margem do mainstream por falta de incentivo da própria indústria, que não abre espaço para quem está começando.

Categorias e indicados

Cantora do Ano: Em respeito ao legado da rainha do sertanejo, o título de Cantora do Ano vai para Marília Mendonça. Além de Marília, Anitta, Ivete Sangalo, IZA e Luisa Sonza concorriam ao prêmio.

Cantor do Ano: Dilsinho, Emicida, Ferrugem, Gusttavo Lima e Luan Santana.

Música do Ano: “Batom de Cereja” (Israel & Rodolffo), “Girl From Rio” (Anitta), “Morena” (Luan Santana), “Calma” (Marisa Monte) e “Gueto” (IZA).

Experimente: João Gomes, L7nnon, Marina Sena, Matheus Fernandes e Zé Vaqueiro.

Hit do Ano: “Batom de Cereja” (Israel & Rodolffo), “Baby Me Atende” (Matheus Fernandes e Dilsinho), “Deixa de Onda” (Dennis, Ludmilla e Xamã”, “Meu Pedaço de Pecado” (João Gomes) e “Tipo Gin” (Kevin, O Chris).

Grupo do Ano: Gilsons, Grupo Menos É Mais, Lagum, Os Barões da Pisadinha e Sorriso Maroto.

Dupla do Ano: Anavitória, Henrique & Juliano, Israel & Rodolffo, Jorge e Mateus, Zé Neto e Cristiano.

Performance do Ano: Anitta, Gusttavo Lima, Ivete Sangalo, Luísa Sonza e Pabllo Vittar.

Clipe TVZ do Ano: Atenção (Pedro Sampaio feat. Luísa Sonza), Girl From Rio (Anitta), Modo Turbo (Luísa Sonza, Pabllo Vittar, Anitta), Morena (Luan Santana), Rainha da Favela (Ludmilla).

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Luisa Sonza revela detalhes chocantes da apresentação de ‘Anaconda’
Bruno Goya revela carta escrita por Thainá Duarte enquanto gravavam ‘Aruanas’
Netflix publica trailer da primeira temporada do reboot de Rebelde

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!