BBB às 13:55

Babu critica falas de Gizelly: ‘Não dou nem importância’

Divulgação/Globo

No último sábado (25), Babu Santana deixou boa parte do público do BBB que torcia para ele bem triste. Ele foi eliminado em Paredão contra Rafa Kalimann e Thelma e deixou o programa na semifinal.

Ex-BBB Ivy não descarta voltar com ex-marido: 'Deixo rolar'

Porém, nesta segunda-feira (27), ele fez uma participação mais que especial no programa Encontro, com Fátima Bernardes. Primeiramente, ele falou do convite para o BBB e achou que era uma trollagem ou até uma ação dentro da casa.

"Pensei que ia fazer alguma trollagem, alguma ação atuando dentro do programa, quando falaram 'você vai participar do programa', eu falei 'rapaz, olha isso'. Sempre curti muito. […] Quando chamaram, falei 'eu vou', fiquei 20 anos sem umas férias programas, então falei que ia encarar como férias".

BBB20: Marcela elogia cada uma das sisters e emociona web

Babu ainda revelou que a convivência o fez viver uma situação um pouco “caótica” em algumas oportunidades. "Eu tive um choque de cultura, uma briga de gerações, uma forma diferente de enxergar a vida. Me vi às vezes em uma situação muito caótica."

Recordista nos Paredões, já que foi para 10 durante toda a edição, Babu revelou que contou com um público “atípico do BBB” em sua torcida e que não esperava chegar tão longe.

"Tive muito medo de ser um cara 'quadrado' para a maioria das pessoas. Eu ficava imaginando que era um público muito jovem. Mas acho que tive um tipo de público que é atípico no 'Big Brother'. Eu falei para a minha gente: 'vai marcando os shows para fevereiro, porque não vou durar dois dias naquela casa'. Cada vez que eu comecei a criar identificação com o jogo, tinha uma satisfação pessoal".

Boninho alfineta internautas ao falar do BBB: ‘Eu não decido’

Em certo momento do programa, Babu viu um vídeo em que Gizelly acaba falando que o ator era “vitimista”, mas o ator contou que nem dará bola para pessoas que o criticaram.

"As críticas que acho que não tem fundamento, não dou nem importância. Ano passado, o nosso meio passou por um massacre, foi terrível. Eu trabalhei janeiro e setembro. Tenho três filhos, saí da favela para tentar ter uma vida mais digna e tudo mais. Eu peguei um buraco, um abismo, no cinema nacional. Teatro estava muito difícil. Foi muito brabo. O final do meu ano foi uma coisa que pensei em desistir da carreira. Quando entrei no 'Big Brother', eu estava muito depressivo, porque a crise me pegou de um jeito que não tinha visto há muito tempo. Entrei muito com isso na cabeça. Não estou nem aí se alguém quer achar que é vitimismo. Era um fato que estava acontecendo na minha vida".

BBB20: ‘Beijo para o Hadson, Lucas e Prior’, debocha Manu

Claro que Babu, que estava com o famoso pente de garfo no cabelo, falou sobre toda a representatividade do acessório.

"O meu cabelo nasceu comigo, sofri todo o processo de um menino que tem o cabelo crespo, e vi a minha irmã passar por todo o processo de uma menina com cabelo crespo. Quando era pequeno, tinha que deixar o cabelo baixinho, porque se deixava um pouco alto, você representava sujeira. Fui crescendo, fui tendo contato com pessoas, lendo, me aprimorando e comecei a entender a história do nosso cabelo, que ele é bonito, que podia usar ele longo. O garfo é a libertação do black e a conscientização vai fazer parte. Não queria fazer uma campanha, só jogar uma sementinha para as pessoas que estavam ali."

O ator ainda comentou sobre a importância de Thelma estar na final e que sua torcida, obviamente, é para ela.

Boninho dá spoiler do BBB21 e diz: ‘Melhor no ano que vem'

"A humanidade caminha a passos lentos, mas caminha para frente. Sobre ter uma mulher preta na final, sempre foi um dos meus planos. Se teve uma coisa que defendi, foi eu ou Thelma chegar na final, por uma questão de representatividade".

A sister disputa a preferência do público para ganhar R$ 1,5 milhão com Rafa Kalimann e Manu Gavassi nesta segunda-feira (27).