BBB às 16:14

BBB21: Caio e Rodolffo dão show de simpatia ao atender fãs

Thyago Andrade/Brazil News

O "BBB21" acabou, mas a amizade de alguns brothers transcendeu a casa mais vigiada do País. Prova disso são os ex-confinados Caio e Rodolffo que deixaram o hotel em que estavam hospedados no Rio de Janeiro.

Ambos chegaram ao aeroporto Santos Dumont, esbanjando alegria e simpatia, principalmente na hora de atender fãs que os aguardavam no saguão.

Eles ainda se destacaram pelo look descontraído que usavam, os dois devidamente protegidos com suas respectivas máscaras, contra a Covid-19.

Vale lembrar que Caio ficou muito irritado com a brincadeira na grande final do programa, insinuando que ele teria mentido sobre um vídeo gravado a Rodolffo.

Nas imagens, o fazendeiro disse desde o momento em que viu o sertanejo pela primeira vez na atração, comentava aos quatro ventos que na entrevista da seletiva havia o citado como ídolo, que gostaria de ter sua torcida. Contudo, surpreendeu a todos ao surgir pedindo apoio de Leonardo.

Caio se destacou na simpatia com o público no Santos Dumont

Uma pausa de Rodolffo para atender fãs no aeroporto

Os amigos deixando o hotel do Rio de Janeiro

Mais magro

Na sexta-feira (23) Caio participou do programa "Mesa BBB" e fez uma surpreendente revelação: durante o período em que ficou confinado na casa do BBB, o fazendeiro chegou a perder 15kg!

Para Caio, o principal fator responsável por seu emagrecimento não foi nem a dieta reduzida da Xepa, mas sim seu estado emocional.

"Emagreci 14.8 kg. Quando eu estava na Xepa, tinha opção de rabada e eu tinha costume de fazer. O meu problema era a saudade, ansiedade, que me tiravam um pouco o apetite", começou explicando.

"Quando eu machuquei, eu tive uma queda. Já não treinava, estava estressado, já não comia bem, não dormia bem, muito remédio. Foi 7 semanas sem alimentação", completou Caio, citando o período em que machucou o pé e teve dificuldades dentro do jogo.

O fazendeiro foi eliminado do programa na última terça-feira (22) com 70,22% dos votos.