BBB às 16:55

BBB21: Gilberto afirma que saída de Arthur doeu muito

Divulgação/TV Globo

O Almoço da Líder Juliette com Gilberto rendeu diversos papos interessantes, e em dado momento, Arthur acabou sendo lembrado por eles.

“A saída dele me doeu muito”, disse o brother. “Você estava apaixonado por ele?”, brincou a sister.

Gilberto então explicou que considerava a torcida do brother bem forte, junto com a de Fiuk e da própria Juliette.

Enquete: Quem deve sair no atual Paredão do BBB21?

“Achava que ele e Fiuk tinham as maiores torcidas. No meu sonho, era você a segunda maior torcida, eu a quarta. Mas achava que ele e Fiuk, que um deles iria ganhar”.

Ainda no almoço, eles chegaram a analisar a postura de todos os participantes da edição do reality show e como o público viu todos eles.

“É impressionante como a gente consegue perceber as coisas aqui dentro, e quando as pessoas ficam se fazendo de doida, que não está vendo. Amigo, me dava logo uma coceira”, disparou a maquiadora.

Saiba tudo sobre o BBB21!

“Juro, me coçava inteira. Ficava: 'Não estou entendendo não, é sério?'. Ficava incomodada. Quero assistir lá fora para ver como era, se vai ser outro universo ou se a gente vai ver tudo igual”.

Gilberto completou: “Deus me dá um conforto de que o povo entendeu, sabe? É como você fala das suas próprias expressões. Morro de medo disso, de assistir e me sentir perverso. Vou chorar tanto”.

BBB21: ‘Sarah não queria ouvir nem ver’, dispara Juliette
BBB21: Juliette diz que quer Camilla de Lucas na final

Gilberto chora e diz que queria fazer história no reality

Gilberto era o único acordado na varanda da casa do “Big Brother Brasil”, então ele passou mais uma vez a relembrar sua trajetória no reality show enquanto falava sozinho.

“Só tenho alegria, gratidão, muito amor, felicidade. Eu fui Líder três vezes. Com colar, roupão. Foi incrível. Fui Anjo em dupla com Fiuk”, disse ele.

“Tive dois amores: Arthur e Fiuk. Eram adversários, viraram amores. Eu sou o último homem 'Pipoca', meu amor. Eram cinco, eu sobrevivi”.

Em seguida, o doutorando em economia citou ter beijando na boca, mas criticou suas atuações como Líder: “Nunca acertei uma indicação, errei tudo”.

Então, a emoção foi mais forte e tomou conta de Gilberto, que acabou chorando e revelando seus desejos iniciais ao aceitar participar do programa.

“Queria muito fazer história aqui dentro porque é o lugar que eu amo, me deu esperança durante muito tempo. Eu sonhei, eu idealizei. Eu me vi muito aqui dentro”.