BBB 22 às 11:14

BBB22: Lina errou próprio pronome em discurso de defesa do Paredão?

linn da quebrada séria em discurso para permanecer no bbb22
Divulgação/Globo/BBB

O 13º Paredão do “BBB22” foi formado na noite de sexta-feira, 08 de abril, colocando na berlinda Linn da Quebrada, Eliezer e Gustavo para disputar a preferência do público para permanecer na casa mais vigiada do Brasil

Porém, durante seu discurso de 30 segundos para defender sua permanência no jogo, Lina acabou utilizando a expressão “me doando por inteiro”, e alguns internautas começaram a criticar a cantora e afirmar que ela mesma havia errado seu pronome.

“Vocês viram a Lina falando no masculino no discurso? ‘Me doando por inteiro’, mas se é outra pessoa é cancelado”, disse uma usuária no Twitter.

Leia+: Vote na Enquete do BBB22: Eliezer, Gustavo ou Lina, quem deve ser eliminado no paredão?

Isso acabou gerando muito debate na web, e uma das pessoas que administra a conta de Linn da Quebrada no Twitter acabou se pronunciando e afirmando que a artista não estava referindo a si mesma, mas sim empregando um adjetivo como advérbio em sua fala.

Algum professor de português (ou instituição) por aqui para explicar que quando o adjetivo é empregado como advérbio, ele permanece invariável? Logo, dizer ‘me doando por inteiro’ é o adequado. Vamos aproveitar essa fala desonesta da Mayara para informar as pessoas?”

PROFESSORA FÃ SE PRONUNCIOU

Ainda, o desejo foi atendido, e uma professora de português fã de Linn da Quebrada fez uma thread no Twitter explicando porque o uso da expressão “me doando por inteiro” estava correto.

“Tá na mão. Uma professora explicou o motivo da frase da Lina estar inteiramente certa”, publicou, junto com a thread.

CONFIRA A EXPLICAÇÃO

“Não podemos analisar as palavras isoladamente porque elas sempre se aplicam a um contexto. Apesar de ‘inteiro’ ser um adjetivo legítimo, no caso em questão foi empregado como advérbio: ‘Me doando por inteiro’ é ‘Me doando inteiramente’, assim como ‘Bater forte’ é ‘Bater fortemente’”, iniciou a professora.

Leia+: Paredão às avessas gera guerra entre torcidas na web

“A estrutura ‘Me doando por inteira’ é semelhante a ‘Me doando menos’, que com certeza teria o desacordo com a norma-padrão mais facilmente reconhecido. Nesse caso, o adjetivo não qualifica O SUJEITO, A PESSOA, mas intensifica O VERBO”, explicou.

Em outras palavras: em ‘Me doando por inteiro’, Lina não está dizendo que ESTÁ INTEIRA, mas que a ação de DOAR-SE está sendo executada INTEIRAMENTE, de MODO INTEIRO. Se o verbo não tem gênero, por que o advérbio que a ele se liga sintaticamente expressaria gênero?”

“Doem-se aos estudos linguísticos, à ciência e à honestidade. Lina não tem dúvidas sobre sua identidade”, concluiu ela.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!