Reality Show às 13:20

Drag Race Brasil: Quem venceu a primeira temporada?

Jurados para a grande final de Drag Race Brasil (Reprodução/Paramount/MTV)
Jurados para a grande final de Drag Race Brasil (Reprodução/Paramount/MTV)

Após 12 episódios ao todo, o último é a junção de todos os acontecimentos em um top 4: Hellena Malditta, Organzza, Betina Polaroid e Miranda Lebrão lutaram bravamente pela primeira coroa de Drag Superstar brasileira durante uma temporada cheia de glamour, performances incríveis, looks de tirar o fôlego e muito mais. O grande dia chegou: Uma delas, que você descobre abaixo, ganhou uma coroa e um cetro, 150 mil reais e um ano de cosméticos da Anastasia Beverly Hills!

A participação mais do que especial para o final de temporada é com Bruno Alcantara, o PitCrew brasileiro que está nas temporadas regulares de Drag Race ao lado de Rupaul. Como um último desafio, elas precisam dublar e gravar o clipe de “Party Everyday”, da Grag Queen. E como é o último desafio e o último episódio, é só família ‘dragnífica’ na bancada: Bruna Braga e Dudu Bertholini fizeram a temporada ficar elevada e se unem ao talento de Grag para deliberar e coroar a nossa rainha.

Bruno Alcantara e Grag Queen no último episódio da temporada (Paramount/MTV)

Só Família mesmo!

  • O clipe foi gravado e mostrado com uma performance direto no palco principal das quatro finalistas. Após isto, era hora da Runaway: Cada uma em seu estilo mais do que representativo em uma categoria de “Melhor Drag”. Hellena Malditta optou por um belo vestido e uma calda de sereia, servido beleza com um belo cabelão e fazendo jus aos seus looks perfeitos durante a temporada.
Hellena Malditta em look para a final (Paramount/MTV)
  • Organnza homenageou os antepassados com muita Black Excellence. Ao olhar ali é impossível achar um defeito em um look que evoca toda a representatividade que ela traz consigo e carrega um legado emocionante com cada andar na passarela.
Organzza em seu look grandioso e representativo da final (Paramount/MTV)
  • Betina Polaroid trouxe o rock’n’roll em um look bem característico da cena com bondage, representados pelo látex e um facekini cheio de espinhos. A queen foi a primeira a ir para as duas piores da temporada e chegou com um fôlego incrível na grande final.
Betina Polaroid com a sua veia do rock’n’roll na final (Paramount/MTV)
  • Miranda Lebrão foi com sua realeza teatral em um look mais do que grandioso: Cabelão, duas cores mesclando-se e formando uma silhueta incrível. A última a dublar por sua vida e com um histórico para se aplaudir e muito.
Miranda Lebrão glamourosa no final de Drag Race Brasil (Paramount/MTV)

Além do tradicional momento delas se declararem para as suas crianças interiores, que arrancou lágrimas de todos e até de milhares de faz, elas puderam se reencontrar com todas a queens que participaram.  E elas também fizeram a passarela com os seus looks de galas grandiosos e especiais.

Hora de coroar!

Ao som de “Envolver”, de Anitta, as quatro dublaram em seus estilos: Hellena fez uma performance mais sensual e cheia de reviews; Organzza performou com toda a sua força e elegância, com um review de uma peruca afro trançada. Betina fez a veia do rock pulsar e se jogou ali mesmo para tentar ganhar a coroa e Miranda usou seus truques e humor único para chamar a atenção para si.

Vale destacar que em todas as franquias, o Lip Sync só serve de parâmetro se for um “Lipsync Royale”, como nas seasons 9 e 10, onde acontecem três batalhas até chegar na vencedora. Digamos que aqui ele serve mais para uma performance e um possível desempate se algo acontecer no meio do caminho.

Top 4 se prepara para a grande final e a dublagem para a coroa (Paramount/MTV)

Com isto dito, e tradicionalmente com os 4 finais gravados desde a temporada 4 da versão internacional, só é possível descobrir a Winner na edição final e o nome dela é Organzza!

Com um discurso inspirador, aclamando a todas as crianças pretas, ‘crianças viadas’ que sofrem com a homofobia em todos os locais da sociedade e também bradando pelo “Favela Venceu”, sua vitória coroa um histórico incontestável e uma força da natureza com muita representatividade. Viva a primeira rainha e que seja um longo e próspero reinado!

Organzza é coroada a primeira drag superstar do Brasil (Paramount/MTV)