No Limite às 19:49

No Limite: ‘Somos um laboratório de pessoas’, diz Elaine Melo

Reprodução/Instagram

Sempre com um sorrisão que ilumina onde passa, Elaine Melo, ganhadora da primeira edição do No Limite, no ano 2000, está de bem com a vida e com tudo que conquistou. Antes de entrar no reality, a paulistana hoje com seus 55 anos era cabeleireira quando se inscreveu para a atração e segue o ofício, agora em um salão menor e bem pertinho de onde mora.

Dona de uma risada contagiante e de uma determinação sem comparação, Elaine, quando entrou na disputa pelo prêmio, na época de R$ 300 mil, foi desacreditada e criticada por muitos, pois estava acima do peso e iria competir com um pessoal malhado. E foi ela quem subiu e desceu duna, comeu o famoso olho de cabra, manteve seu foco, sua determinação e conquistou o primeiro lugar na atração, na época apresentada por Zeca Camargo.

Agora, 21 anos depois, a Globo traz de volta o No Limite em sua quinta edição, estreando nesta terça-feira (11), desta vez apresentado por André Marques, com um prêrmio no valor de R$ 500 mil.

OFuxico conversou com Elaine Melo, que contou como ficou sua vida após o reality e ainda dei dicas para os participantes traçarem uma ótima caminhada. Confira!

OFuxico – O que o reality te trouxe de mais bacana?

Elaine Melo – As amizades que ficaram, desde o programa até hoje.

OF – Vejo sua emoção ao assistir a final, quando você venceu. O que passa na sua cabeça ao relembrar tudo?

EM – Saudade. O que passa na minha cabeça quando vejo aquela final é saudade dos momentos, das pessoas, das coisas que viemos e do lugar que é maravilhoso, muito lindo.

OF – Valeu a pena?

EM – Acho que valeu sim. Este ano completam 21 anos do programa. Na época não tinha rede social e eu tô aí até hoje. Vejo que muita gente luta pra ficar em rede social, fazer e acrescentar coisas e eu sempre na minha, quieta, até por ser de outra geração. Mas adoro a história de rede social, tô gostando muito de mexer. E olha, de 1500 seguidores passei agora pra mais de 12 mil seguidores. Incrível, né¿

OF – Qual foi o pior ou piores momentos na época em que estava no programa?

EM – Acho que teve vários momentos piores, mas a primeira coisa que cito foi a fome. Ver pessoas passando fome é triste. Fui criada em uma família italiana, que come a vontade, tem tudo a vontade e ver gente passando fome me incomoda muito. E também a saudade dos filhos foi uma coisa pior.

OF – Você teve depressão depois da atração… O que rolou?

EM – Eu havia perdido meu pai há 10 anos quando fui para o No Limite e não vivi o luto. Já estava fazendo terapia, parei com tudo… Aliás, começava e parava e uma hora afundei. Tudo ficou pior lá pelos seis meses depois do No Limite.

OF – E o casamento depois da atração?

EM – Continuo com a mesma pessoa. Nosso  relacionamento já era diferenciado desde lá de trás. A repórter na época me contatou para entrar no programa e disse se eu não queria pedir pra meu marido pra ir. Eu disse que ia apenas avisar que estava indo fazer alguma coisa, que nunca pedi para fazer nada a ele. Estamos juntos há 42 anos. É tempo hein? (risos).

OF – Atualmente o que você faz?

EM – Continuo trabalhando como cabelereira. Menos que antes, claro. Estou focada em cuidar da minha mãe que teve um problema de saúde, então, saí do salão onde trabalhava,  estou num salão menor aqui perto de casa e tô tranquila. É isso, a gente tem que ser o que é, tomar decisões na vida e estar em paz consigo mesma.

OF – E palestras, não voltaria com elas?

EM – Voltaria, porque gosto de falar, né? (risos). Mas formataria uma palestra não só com os ícones do No Limite mas outras coisas como depressão.

OF – Como usou a grana que recebeu?

EM – Usei! (risos)

OF – Quem ficou na sua vida de todos que conheceu no reality?

EM – Ficamos em 7: Eu, Thiago, Vanderson, Andea, Pipa, Juliana e a Ilka, continuamos amigos, temos um whats onde continuamos falando. Ficou uma amizade muito bonita, muito gostosa.

OF – Tudo indica que vem aí um BBB com ex-participantes do reality. Se acaso te chamassem você iria?

EM – Eu iria. Se tivesse um BBB com ex-participantes de reality, eu iria. É bom participar e ver como você funciona com outras pessoas. Você externa o que tem de melhor e o que tem de pior, consegue se posicionar. Acho importante isso dentro do reality, porque começa aquela confusão dentro de um reality e, de repente, todo mundo se centraliza e percebe o que faz de errado ou não e isso é muito importante. Somos um laboratório de pessoas e isso ajuda a quem está fora, a se ver também. Acho importante.

OF – Você pode fazer uma lista de 5 dicas que daria aos participantes desta nova edição¿

EM – Claro:

  • Seja você mesmo, não adianta fazer figura porque não vai funcionar. Tente ao máximo ser original e verdadeiro, mesmo que as pessoas no entorno não concordem, veja o exemplo da Juliette desdenharam e fizeram de tudo, mas não adianta, a TV transpassa o que é verdade e as pessoas percebem quem é verdadeiro.
  • Viva o momento, não se preocupe com o que vai ganhar ou não, isso passa originalidade.
  • Preste muita atenção na água que vai tomar. Veja onde água está corrente. Garrafinha de água não!
  • Olhe o entorno, árvores com frutas típicas da região do Ceará. A comida é bem difícil. Tem muita gente pra iouca comida
  • Olho aberto no chão, direto. E não deixar folhas acumularem, pois cobras adoram ficar embaixo de folhas. Fizemos um caminho de coco para que as folhas não acumulassem.

Confira tudo o que você precisa saber deste retorno de No Limite!

  • Prêmio

Ao contrário do Big Brother Brasil, que o campeão leva R$ 1,5 milhão, no “No Limite” o valor é mais “escasso”, já que o ganhador ou ganhadora leva R$ 500 mil para casa.

  • Participantes

André (BBB13), Angélica (BBB15), Arcrebiano (BBB21), Ariadna (BBB11), Carol Peixinho (BBB19), Elana (BBB19), Gleici (BBB18), Gui Napolitano (BBB20), Iris Stefanelli (BBB7), Jéssica (BBB18), Kaysar (BBB18), Lucas Chumbo (BBB20), Mahmoud (BBB18), Marcelo Zulu (BBB4), Paula Amorim (BBB18) e Viegas (BBB18).

Confira a nossa galeria com todos os participantes!

  • Times

Logo no início, os participantes serão divididos em dois grupos: Calango e Carcará. A partir daí, começa a disputa!

  • Logo no início, os participantes serão divididos em dois grupos: Calango e Carcará. A partir daí, começa a disputa!

    Participantes do No Limite

    • Local

    Apesar de ser no litoral do Ceará, a produção preferiu escolher um nome fictício ao local, que é chamado de Praia Brava.

    A região possui praia, falésias, dunas e áreas que lembram o deserto, além de uma vegetação abundante, tudo o que é preciso para um reality deste nível.

    Participantes do No Limite durante prova

    • Provas e Dinâmicas
    • Prova dos Privilégios

    A produção ainda não deu muito spoiler de como serão as provas, mas sabemos quais serão. A primeira delas é a Prova dos Privilégios, onde quem vencer garante mantimentos e utensílios que podem ajudá-los na convivência.

    • Prova da Imunidade

    Já na Prova da Imunidade é onde os participantes terão que se doar ao máximo, já que, quem perder, terá que encarar o Portal da Eliminação, enquanto a equipe vencedora garante mais um tempo na disputa.

    Participantes durante prova do No Limite

    • Apresentador

    Ao contrário das outras edições, que foram apresentadas por Zeca Camargo, agora o programa é comandado por André Marques, que não esconde a alegria por estar à frente do projeto.

    Times do No Limite conversando com André Marques