No Limite às 14:31

Sincerona, saiba por que Angélica promete muito entretenimento para o No Limite

Reprodução/Instagram

Os órfãos de “BBB21” já estão ansiosos para a estreia de “No Limite 5” nesta terça-feira (11). Depois de um programa intenso, marcado por muita confusão e personagens únicos, as expectativas para a nova edição do reality show da Globo estão cada vez maiores, principalmente por todo elenco ser um ex-BBB. 

Angélica Ramos é um dos nomes que prometem marcar presença na atração. Natural de Embu das Artes, São Paulo, a empresária deu o que falar na sua participação do “BBB15”, principalmente pela coleção de barracos. Sem medo de falar o que pensa, a embuense foi rejeitada durante a sua presença no reality. Porém, em outros tempos, Angélica corre o risco de ser uma “salvação” para o entretenimento, uma vez que a dinâmica do programa de sobrevivência é bem diferente da do Big Brother Brasil.

Negra, careca e com muita atitude, Angélica foi eliminada do Big Brother Brasil com 69% dos votos. A empresária angariou altos índices de rejeição após protagonizar cenas de bate boca e desentendimento com outros participantes do programa. Agora, com uma chance de mostrar ainda mais até onde vão os seus limites, a empresária é a grande esperança do público para o reality show.

Pensando nisso, OFuxico separou alguns motivos pelos quais Angélica arrumaria confusão no programa e relembrou alguns momentos hilários da embuense no “BBB”.

Confira!

Briga por voto

Em “No Limite”, diferente do “BBB21”, as eliminações não dependem do público. Os participantes, divididos em tribos, enfrentam a “Prova da Imunidade", em que o grupo vencedor garante a permanência no reality por mais uma semana. Já a equipe perdedora se prepara para dar adeus a um dos seus e, um por um, escrevem o seu voto particular e​m um pergaminho e o depositam em uma urna. Ou seja: como se fosse a votação pela casa no BBB. Porém, nesse caso, a sua eliminação não depende do público, mas sim, do próprio grupo, já que o mais votado é automaticamente eliminado. Os critérios de votação podem ser vários: desde um competidor que represente uma maior ameaça no jogo àquele que não está colaborando nas provas. 

E quem é que não se lembra das confusões de Angélica por causa de voto? A ex-sister discutiu várias vezes com os participantes da casa por não concordar com as justificativas dos brothers de confinamento. Uma delas foi com Cézar, que votou na ex-sister. Durante a prova do líder, a embuense passou a dar alfinetadas no colega por não ter aceitado o motivo do voto dele e protagonizou um bate-boca com o participante, acusando-o de mentir.

 

Além dele, Angélica também arrumou confusão com Fernando, que também votou nela. Tudo aconteceu após a formação do paredão entre Adrilles e Douglas. Logo depois do fim da edição, Angélica chamou Fernando para uma conversa séria e afirmou que considerava ele como o seu parceiro dentro da casa e que não esperava ser votada. Mesmo explicando que votou em Angélica para proteger o seu par romântico, Aline, a embuense não aceitou a justificativa, disse ter se sentindo traída e terminou a amizade com o brother.

Agora, sabendo que o voto pode eliminá-la diretamente do programa, será que Angélica vai arrumar ainda mais confusão? Com a pressão, que é bem maior do que a do Big Brother, a empresária tende a se irritar ainda mais com as decepções de voto e falar tudo na cara, sem pensar duas vezes.

Surra de sinceridade!

Como diria Mc Melody: Falem bem ou falem mal, mas falem de mim.  Apesar de doer por causa de voto, Angélica já deixou bem claro que não se importa com o que pensam dela. Sem papas na língua, a empresária já deixa claro desde o “BBB15” que não liga para quem não vai com a sua cara, mas também não deixa ninguém pisar no seu calo sem dizer boas verdades: "Se você não gosta do meu jeito, entra na fila porque tem um monte de gente que não gosta”, dizia ela na casa.

Em mais uma polêmica do Big Brother Brasil, Angélica mandou a real para Aline Gotschalg, sua colega de confinamento e chegou até a processar a loira. Durante o reality, ela teria dito que Angélica era prostituta.  Apesar das desculpas feitas em público e pessoalmente nos bastidores do reality show, a embuense seguiu contra a atitude da participante.

“É muito fácil falar e depois dizer que fez tudo bem, sem pensar. A Aline errou e foi muito sério o que ela falou de mim. Está na hora da Aline aprender a ter responsabilidade com o que fala. Ela não é uma menininha, é uma mulher e não é a dona da verdade. Não aceito as desculpas, que enfie as desculpas no bolso”, disse Angélica em entrevista a EGO. “Estava na minha, mas toda ação tem uma reação”.

Ou seja, se rolar algum comentário atravessado, já sabem né? Como uma boa competidora, Angélica não é de deixar barato e vai até o fim contra qualquer um que se meter no seu caminho.

Representatividade

Mulher, negra, mãe e muito batalhadora, Angélica também traz muita representatividade para o “No Limite”. A participante foi muito atacada durante a sua participação no programa com comentários preconceituosos e essa é uma nova forma de colocar as garras para fora.

“Eu não fiz metade do carnaval que a Ana Paula faz no BBB deste ano. Mas ela é a lacradora, a rainha da casa, e eu sempre fui tida como a barraqueira. Será que se eu fosse loira e de olhos claros, teria sido diferente?”, provocou a participante em entrevista ao Colecionador de Sacis.

Angélica Ramos em família

Na época, a empresária falou das montagens que recebeu, sobre o preconceito sofrido pelos próprios filhos – que deixaram de ir a escola por mais de um mês, e sobre as dificuldades de ser negro em um País que não reconhece sua mestiçagem.

“Eu sempre repito a frase que diz: ‘Enquanto a cor da pele for mais importante que brilho nos olhos, sempre haverá guerra’”, reflete Angélica, citando Luther King.

Sobre a sua participação no BBB 15, Angélica ainda disse que foi “extremamente positiva”, principalmente para ela entender o quanto o país ainda tem muitos preconceitos mascarados.

“Foi muito importante para meu autoconhecimento e amadurecimento como pessoa. Eu não tinha noção do quanto é complicado ser negra no Brasil até entrar no programa, e é muito complicado! Hoje eu estou graduada, pós-graduada, doutorada nesse assunto”, afirmou. 

Resistência

E claro, como um dos pontos mais importantes, Angélica também mostrou que manda bem em uma prova de resistência. A embuense ficou 10 horas em uma prova de resistência e apesar de não ter levado o prêmio de 1,5 milhão, deixou a sua marca no Big Brother Brasil. 

Sabendo que No Limite conta com provas super complicadas e que exigem resistência, a ex-sister tem muitas chances de se dar bem e talvez, quem sabe, arrumar alguma briga para sair na frente… Nunca se sabe, né?

Mesmo que hoje Angélica afirme que muita coisa mudou e que teria se comportado diferente em vários momentos da casa, a sua essência ainda permanece. E é isso que os espectadores mais querem ver: Angélica Ramos autêntica, sem medo de ser ela e dona de muitos memes.