Redes Sociais às 07:00

Ex-dançarina faz acusações contra Shakira: ‘Não a respeito mais’

Shakira, Jenny García
Shakira, Jenny García / Reprodução / Instagram /@shakira /@jennygarciaoficial

A dançarina e influencer mexicana Jenny García revelou em uma entrevista ao programa mexicano “La Saga”, da jornalista Adela Micha, no YouTube, que trabalhou com Shakira em 12 shows da cantora colombiana no México, e confessa que não foi uma boa experiência.

Jenny, que já atuou em shows de diversos artistas internacionais, contou o que pouca gente sabe sobre o forte caráter da cantora e algumas atitudes pedantes que Shakira supostamente teve com ela.

Segundo depoimento de García, ela teve a oportunidade de trabalhar com a ex-companheira de Gerard Piqué fazendo parte de seu grupo de dançarinos.

Era o emprego que tanto Jenny estava buscando, porque sentia uma grande admiração pela cantora. Mas revela que tudo mudou quando ela a conheceu pessoalmente.

“Trabalhei com essa senhora e não a respeito mais desde o dia que trabalhei com ela”, disse García.

“Trabalhei em 12 datas com ela e ela não me pagou. E vou te contar uma coisa, eu teria trabalhado com ela de graça, mas o jeito que ela nos tratou… nós dançarinos… ela desviava o rosto da gente, ela não agradeceu, ela nos repreendeu muitas vezes e ainda nos enxotou do palco uma vez”, contou Jenny para surpresa dos apresentadores.

Jenny García participou do corpo de dançarinos de vários shows de Shakira no Palacio de los Deportes, e disse que dessa experiência a única coisa que lhe ficou é que a cantora é uma pessoa ‘grosseira’.

“Ela me tirou do camarim, eu estava de topless no Palacio de los Deportes e ela entrou no meu banheiro porque o banheiro dela havia quebrado e o segurança nos tirou e ela entrou e saiu e não fez um gesto de agradecimento ou uma desculpa… fui até os seguranças [porque eu ainda estava em topless] e falei para eles ‘se quiserem não falamos com vocês, mas deixem a gente passar’… minha amiga estava de tanga e eu estava cobrindo os peitos com as mãos. O pessoal da segurança passou, o pessoal da imprensa passou, todo mundo passou e eu estava furiosa”, lembrou.

Por fim, a dançarina expressou que para ela esse foi um sinal de como Shakira é em realidade.

“Perdoe-me, isso não é respeito, ‘meninas, posso ir ao seu banheiro, obrigada e com licença’ teria sido legal, mas a maneira como ela nos tratou foi patética”, concluiu Jenny.

@lasagaoficial

Jenni García nos revela la mala experiencia que vivió en una gira con Shakira.¿Qué habrá pasado? aquí te damos los detalles. #jennygarcía #shakira #gira #conciertos #palaciodelosdeportes #artista #cantante #bailarina #tiktokmehizoviral #suenaentiktok ♬ sonido original – La Saga

NOVAS ACUSAÇÕES DE FRAUDE FISCAL

Shakira foi acusada pela segunda vez de fraude fiscal na Espanha, revela o jornal espanhol “El Mundo”. A publicação obteve informações sobre um novo processo, onde os promotores afirmam que a cantora deixou de pagar 6,7 milhões de euros (US$ 7,1 milhões) em impostos sobre sua renda de 2018 ao usar “uma rede corporativa em paraísos fiscais”.

A denúncia, apresentada na terça-feira (26), afirma que Shakira “deixou de declarar receitas e deduzir despesas que não lhe correspondiam, conseguindo assim reduzir o valor a ser pago à Agência Estadual de Impostos (AEAT) Imposto de Pessoas Físicas e Agência Tributária da Catalunha (ATC).”

Nenhuma data de julgamento foi marcada para a estrela pop, que se mudou para Miami com seus dois filhos após a complicada separação de Gerard Piqué.

Segundo a coluna “Page Six” do jornal “The New York Post”, por meio de um comunicado, a equipe jurídica da artista informou: “Nenhuma notificação foi recebida em Miami, endereço oficial da cantora, sobre esse novo processo judicial em relação ao ano fiscal de 2018. A equipe jurídica de Shakira está focada na preparação do julgamento correspondente aos anos fiscais de 2012-2014, que terá início em 20 de novembro.”

As novas alegações surgem menos de dois meses antes de a cantora de 46 anos ser julgada em Barcelona num caso separado, onde foi acusada de seis delitos de fraude por alegadamente não ter pago quase US$ 15,4 milhões em impostos entre 2012 e 2014.

O julgamento de Shakira começará em 20 de novembro e, se Shakira for considerada culpada, ela poderá pegar até oito anos de prisão e uma multa pesada.

Notícias Relacionadas