Redes Sociais às 15:10

Fábio Porchat emociona web ao resgatar vídeo antigo e raro de Paulo Gustavo

fábio porchat beijando bochecha de paulo gustavo em foto antiga

(Reprodução: Instagram)

Nesta quinta-feira (08), Fábio Porchat emocionou seus seguidores ao resgatar um vídeo especial de Paulo Gustavo, que aparece no registro mais novo, ainda nos anos iniciais de sua carreira.

“#tbt, 2 meses de saudade, Paulito!”, escreveu o comediante ao publicar a recordação em que Paulo se diverte e faz palhaçadas ao lado de Fábio, que está bastante jovem nas imagens.

Veja+: Pandemia: Famosos lamentam 500 mil mortes pela Covid-19

Nos comentários, amigos e seguidores se emocionaram com a memória do famoso.

“Meu Deus, tão novinhos”, escreveu Dora Figueiredo.

“Grande Paulo Gustavo, eternizado em nossas memórias e no nosso coração “, comentou Onã Rudá.

Veja+: Fábio Porchat se emociona ao ver placa de Paulo Gustavo

Fábio Porchat recusa foto com Luciano Huck e diverte web

Ao receber Luciano Huck na segunda-feira (07), em seu programa “Papo de Segunda”, da GNT, Fábio Porchat protagonizou um momento divertido ao lado do apresentador. Com o fim da conversa, o humorista, em tom de brincadeira, se recusou a tirar uma foto ao lado de Huck.

“Vamos tirar uma foto com o Luciano. Se bem que não sei…João?”, começou Porchat, ironizando a situação.

“Não tira não”, respondeu João Vicente, entrando na brincadeira.

“Melhor não? Deixa nos stories, nos stories apaga em 24 horas. Você acha que não? Você acha arriscado?”, continuou Porchat.

O comediante fez a brincadeira em relação ao fato de poder ser “cancelado” por aparecer ao lado de Huck, que sempre aparece em fotos antigas com personalidades que uma hora ou outra acabam se envolvendo em polêmicas e sendo duramente criticadas. Ao fundo, Luciano também riu com a piada. Ou pelo menos, aparentou rir…

Já durante o programa, Huck comentou sobre o atual cenário político do Brasil e outras pautas de interesse público.

“Hoje, o Brasil não tem capacidade de liderar nenhuma agenda global. Mas se você parar para pensar o que a gente fez no século passado. O Brasil tinha respeito na arquitetura, na arte, na música, na ciência. A gente perdeu a capacidade de liderar qualquer agenda global”, disse o apresentador acerca do gerenciamento da crise sanitária no país pelo Governo Federal.