Redes Sociais às 11:33

Jessica Alves entra para o OnlyFans: “Pessoas curiosas em me ver nua”

Foto de Jessica Alves com vestido decotado

Reprodução/Instagram

Jessica Alves aderiu ao OnlyFans! A apresentadora brasileira, que vive na Inglaterra desde os 18 anos, aderiu à plataforma que ficou conhecida pelo compartilhamento de conteúdo adulto, como fotos sensuais. Essa é a mais nova empreitada da modelo que assumiu-se transgênero em janeiro de 2020.

“Me inscrevi devido ao grande volume de e-mails e mensagens diretas no Instagram. Diariamente recebo toneladas de recados de fãs ao redor do mundo e eu realmente me esforço para responder cada um deles”, contou Jessica, em entrevista a Quem.

Segundo a loira, ela sentiu que com a cirurgia bariátrica e a perda de peso, estava segura para dividir com os internautas alguns cliques sem roupas.

Veja +: Ex-Ken Humano, Jessica Alves não quer ser a Barbie Humana

“Muitas pessoas estão realmente curiosas sobre a minha vida, e outras estão interessadas em me ver nua, então percebi que estava perdendo algo e decidi abrir uma conta exclusiva para que pudesse ter um contato melhor de 1 para 1 com esses seguidores”, explicou. Mas, ela ressaltou novamente que o principal intuito do site, é se tornar mais próxima dos fãs.

“Onlyfans não é só sobre imagens de nudez, mas para ter um contato próximo com seus fãs, é uma plataforma em que eu posso fazer videochamadas com eles e enviar as fotos que eles querem ver”, afirmou.

Além disso, Jessica lembrou que a curiosidade das pessoas para ver o resultado de sua cirurgia de redesignação sexual foi outra fonte de interesse para que ela decidisse criar o perfil na rede social.

“Muitas pessoas estão muito curiosas para ver a aparência da minha vagina, assim como eu também estava antes da minha cirurgia de mudança de sexo. As pessoas ficam realmente impressionadas quando veem como fica perfeito. Eu me impressiono todos os dias quando olho para ela.”

O QUE É O ONLYFANS?

O OnlyFans é uma plataforma onde qualquer pessoa pode começar a criar conteúdo exclusivo, seja fotos, textos, vídeos, e receber em dinheiro por isso. A plataforma surgiu como um site em 2011, em Londres, com foco nos influenciadores, para que eles pudessem monetizar conteúdos exclusivos. Os criadores podem receber mensalmente um financiamento dos fãs. Porém, no início ele não fez sucesso com este público.

Como não há restrição de conteúdo, o nicho que mais explorou o OnlyFans foi o de entretenimento adulto. Só depois de algum tempo que ele passou a fazer sucesso entre artistas, cantores independentes, influenciadores e mais segmentos.

Veja +: Jessica Alves quer perder a ‘virgindade’

COMO FUNCIONA

No OnlyFans o usuário se cadastra e cria um perfil que o dará acesso aos conteúdos de quem segue/assina. Depois, ao clicar em ”Definições”, o usuário pode escolher se sua conta será paga ou grátis. A conta gratuita não exige pagamento dos seguidores para terem acesso ao conteúdo, mas restringe o conteúdo apenas ao disponibilizado gratuitamente por alguns criadores.

Já a conta paga exige a assinatura por parte do fã, que só então poderá visualizar os posts e interagir com o perfil. As formas de pagamento aceitas são cartões de crédito e débito internacionais e Wallet Credits, um serviço para dinheiro em uma carteira virtual. Também há o formato avulso, ou pay-per-view, que é pago por conteúdo disponibilizado e gorjetas que podem ser enviadas pelo fã em razão do recebimento de foto, mensagem, entre outros.

Veja +: Jessica Alves choca com foto e seguidores apontam edição