Redes Sociais às 20:30

Juliana Paes apoia campanha pelo fim da violência contra a mulher

Juliana Paes fala sobre campanha para conscientização pelo fim da violência contra a mulher
Foto: Reprodução/Instagram

A atriz Juliana Paes, conhecida por seus trabalhos em novelas, filmes e minisséries premiadas em todo o mundo, se manifestou em suas redes sociais trazendo números chocantes a respeito da violência contra mulher. A postagem aconteceu como forma de apoiar a campanha do “31 Lilás”. Lançada no dia 31 de agosto, o projeto é uma iniciativa de conscientização pelo fim da violência contra a mulher, desenvolvida pela startup Maria.Family, uma plataforma de apoio a mulheres vítimas de violência que oferece acolhimento psicológico virtual, empoderamento, conscientização, educação e espaço para colaboração.

Leia+: Juliana Paes desabafa sobre envelhecimento e fala de Pantanal

O projeto também conta com o apoio e o envolvimento da modelo e apresentadora do programa “Esquadrão da Moda”, do SBT, Renata Kuerten, da atriz Gabi Lopes, além de outras 300 mulheres influenciadoras e infoprodutoras. Os dados divulgados pela atriz são do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e Ipec, e mostram que a cada 10 minutos, uma mulher é vítima de estupro; a cada 7 horas, uma mulher é morta por feminicídio; a cada 1 minuto, 25 brasileiras sofrem violência doméstica.

Leia+: Danton Mello e Juliana Paes se emocionam na coletiva de “Predestinado”

A manifestação da campanha tem como objetivo salvar vidas de mulheres em todo o Brasil, comunicando a importância desse movimento e mostrando para essas vítimas que elas podem ser acolhidas por meio da plataforma que conta com site, aplicativo e perfil nas redes sociais e funciona para auxiliar no combate à violência contra mulheres e para ajudar na recuperação de vítimas. 

Leia+: Juliana Paes abre o jogo após ser acusada de demitir empregada doente

“Criamos o aplicativo Maria Family, uma tecnologia rápida, intuitiva e de fácil acesso, para ser uma ferramenta voltada para a geração de conteúdo, apoio por meio de uma rede segura e sigilosa e, em especial, para o acolhimento psicológico online, no qual as mulheres de todo o país poderão encontrar ajuda especializada”, explica a Founder  e CHRO Sonia Ana Leszczynski, Mestre e PhD pela University of Iowa, nos EUA, e membro da UNESCO / UNEVOC, centro internacional para Educação e Formação para o Ensino técnico e profissional, que faz parte do mandato das Nações Unidas para promover a paz, a justiça, a equidade, redução da pobreza e uma maior coesão social.

Leia+: Juliana Paes curte praia com o marido e os filhos. Veja as fotos!

A plataforma oferece conteúdos educativos gratuitos sobre diversos temas para todas as mulheres, com relevância sobre o tema “violência contra a mulher” e seus desdobramentos; atendimento psicológico online gratuito, realizado pelas “Mariólogas”, um time de cerca de 100 psicólogas cadastradas; cursos de empoderamento feminino com mulheres e influenciadoras que inspiram; e treinamentos através de diversos cursos online, em parceria com a GoCademy /G4 Educação.

Leia+: Juliana Paes faz bolo e brinca: ‘Maria da Paz veio com tudo’

No site da Maria.Family, ainda é possível encontrar informações detalhadas e de apoio para disseminar conhecimento e viabilizar o empoderamento feminino. Como o bem-estar mental é muito importante, também existe um espaço para profissionais que queiram apresentar sua expertise e propiciar a oportunidade de um atendimento qualificado fazendo um bem ao próximo. As mulheres em situação de violência que buscam ajuda podem se cadastram para receber um acolhimento através do link: maria.family/precisodeajuda.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!