Saúde às 18:47

Rei Charles é contra a quimioterapia? Entenda!

Retrato Rei Charles III
Grosby Group

Diante das especulações de que o rei Charles III se recusou a ser submetido a tratamento de quimioterapia contra o câncer que ele enfrenta, o ex-jornalista da BBC e autor real Tom Bower, confessou ao jornal “Express”, que ficaria surpreso se o rei aceitasse ser tratado com ‘métodos tradicionais’ contra a doença, pois “ele sempre argumentou contra isso”.

Por que o Palácio não quer revelar qual câncer o Rei Charles enfrenta?

A discussão surgiu depois que o Palácio de Buckingham anunciou que o rei havia sido diagnosticado com uma “forma de câncer”, mas não especificou se ele está recebendo cuidados de saúde privados ou sendo tratado pelo Serviço Nacional de Saúde (NHS), que é público.

De acordo com o jornal “The Guardian”, milhares de pacientes com câncer no Reino Unido estão sendo forçados a pagar por tratamentos privados em meio a tempos de espera recordes do NHS, de acordo com dados obtidos pela publicação.

Rainha Camila assegura que o rei ‘está bem’

Os números surgiram quando o rei iniciou o tratamento para a doença, poucos dias após ser diagnosticado. Isso ocorreu após relatos de que ele visitou a London Clinic, para tratamento do aumento benigno da próstata na semana passada.

Tratamento Alternativo

Bower disse: “Estou especulando, mas o rei é um promotor da medicina alternativa (…) Ele não aceitaria quimioterapia. Ele sempre argumentou contra isso.”

Receba as Notícias de OFuxico em seu celular

“O rei acredita muito em ervas e poções naturais e coisas assim”, comentou Bower a “Express”, acrescentando que, apesar dessa especulação, ele entende que Charles seguiria as recomendações do doutor Michael Dixon, presidente da Faculdade de Medicina e chefe da Royal Medical Household.

Ele continuou: “Então, meu palpite é que no momento ele está seguindo o conselho de um homem chamado Michael Dixon, que ele defende há muitos anos, que dirige seu próprio instituto de medicina alternativa natural, desacreditado por muitas pessoas, mas o rei acredita muito nisso.”

Rei Charles III cumprindo compromissos em Gales
Rei Charles III cumprindo compromissos em Gales / Reprodução / Instagram /@theroyalfamily

Patrono da Faculdade de Homeopatia

Segundo o diário “The Guardian” em 2019, o Rei Charles foi nomeado Patrono Real da Faculdade de Homeopatia, uma organização de profissionais de saúde que também praticam a forma pseudocientífica da medicina.

Príncipe William sorri em primeiro compromisso após diagnóstico do pai

“Ontem à noite fiquei muito surpreso que as pessoas continuassem dizendo que ele iria fazer quimioterapia ou radioterapia e tudo mais”, disse Bower. No entanto, ele acrescentou: “Só esperamos que ele se recupere rapidamente.”

“Só estou preocupado que a medicina alternativa não proporcione a cura que a medicina convencional proporcionaria”, concluiu Tom Bower.

Saiba quem assume se Rei Charles III precisar se afastar do trono

Rainha Elizabeth II

Em 2022 quando foi anunciada a morte da rainha no dia 8 de setembro, através de um comunicado que dizia que a monarca morreu de ‘causas naturais’ devido à idade, o livro “Elizabeth: An Intimate Portrait”, escrita por Gyles Brandreth, que era um amigo próximo do Príncipe Philip, revelou que ela lutou pela sua vida até o fim, pois sofria de um ‘câncer raro na medula’.

Rainha Elizabeth meses antes de morrer
Rainha Elizabeth meses antes de morrer / Reprodução / Instagram /@theroyalfamily

“Ouvi dizer que a rainha tinha uma forma de mieloma, o que explicaria aqueles ‘problemas de mobilidade’ sobre os quais sempre nos contavam durante o último ano de sua vida”, disse ele.

Rainha Elizabeth II terá segredos revelados em publicação de diários

“O sintoma mais comum do mieloma é a dor óssea, especialmente na pelve e na região lombar, e o mieloma múltiplo é uma doença que costuma afetar os idosos. Não há cura conhecida, mas o tratamento pode reduzir a gravidade dos sintomas e prolongar a vida do paciente em meses ou dois a três anos”, explicou o amigo de Philip.

A especulação por trás disso, é que a rainha também era contra os tratamentos convencionais, e preferia confiar na medicina homeopática, assim como o filho Charles.

Notícias Relacionadas