Televisão às 12:33

Helena Ranaldi revisita ‘Mulheres Apaixonadas’ com emoção

Helena Ranaldi em "Mulheres Apaixonadas" (Reprodução/Globoplay)
Helena Ranaldi em “Mulheres Apaixonadas” (Reprodução/Globoplay)

A atriz Helena Ranaldi foi a grande convidada do “Encontro”, da Tv Globo, da quinta-feira , 30 de novembro, e por um motivo muito especial: A nova exibição de “Mulheres Apaixonadas” fez muito sucesso e trouxe assuntos contemporâneos para as discussões das redes sociais, entre eles, a violência contra a mulher. Na trama, ele viveu Raquel, esposa do agressor psicopata Marcos (Dan Stulbach). As cenas impactaram na versão original e voltam a deixar todos impactados mesmo após 20 anos da novela.

Ao assistir a cena durante o ao vivo comandado por Patrícia Poeta, a atriz se emocionou e fez um discurso em prol da causa da mulher, que fica ainda mais forte após as últimas notícias envolvendo o caso Ana Hickmann. A atriz se arrepiou e se emocionou:

“Essa cena… eu fiquei emocionada mesmo. Óbvio que em nenhum momento o Dan me agrediu, mas a gente vai buscar a emoção de cada personagem e, essa emoção da violência é um lugar muito difícil, muito pesado, eu, graças a Deus, nunca passei por isso, mas através da Raquel eu vivenciei essa situação. É um lugar que, dentro da sua casa, o lugar que você precisa e você merece acolhimento e, de repente, você ser agredida? É muito forte”.

Patrícia Poeta ainda reforçou que em 2003 não existia a Lei Maria da Penha, que foi criada apenas 3 anos depois que ela foi instaurada. Sobre isto, Helena pontuou:

“A novela contribui muito para a mudança da lei, lembro que eu e Dan fomos a Brasília participar, acho que teve um papel social muito importante, que, tem que ter continuidade. É um tema atual”

Ela revisitou alguns outros papéis de sua carreira e foi muito elogiado por, aos 57 nos, manter sua aparência jovial e deslumbrante. Ao ver seus papéis mais marcantes na casa, ela abriu o coração com emoção:

“Me sinto privilegiada, tive a oportunidade de fazer bons personagens, porque quando gente tem um que te desafia, que tem conflito, isso já ajuda demais no resultado do trabalho. Agradeço aos autores, diretores, que me convidaram, que lembro com muito carinho”.

Ela também citou que Raquel de “Mulheres Apaixonadas” foi a personagem responsável por ela conseguir parar de fumar:

“Eu aproveitei o gancho de que ela era uma professora de Educação Física, pegar essa coisa da saúde e parar de fumar, que era uma coisa que eu estava tentando e não conseguia”.

Dan enviou um recado especial elogiando toda a parceria com Helena durante a gravações da novela e também lembra outras cenas, como uma atrás do armário aonde ela acaba apanhando com as raquetes de tênis. Ele revelou:

“Eu lembro de uma cena do vestiário, uma das primeiras com a raquete. Eu lembro que ela ficou atrás de um armário, a Helena segurando uma almofada e eu batia nela. Lembro que falei: “Segura essa almofada que eu vou com tudo” (…) Fomos recebidos em Brasília, algo muito fora do normal, ai transcendeu a novela e transcende a arte. E é aí que a novela provoca o país a ser melhor. Sou muito agradecido”.

Notícias Relacionadas