Televisão às 11:12

Mais Você: Participante do Jogo de Panelas chora após acusações de racismo

Anderrupson fez blackface durante o Jogo de Panelas
Divulgação/Globo

Nesta segunda-feira, o Mais Você promoveu a final do Jogo de Panelas de Brasília com todos os participantes do quadro reunidos com Ana Maria Braga. Antes de iniciar as últimas pontuações da competição, a apresentadora abriu espaço para Anderrupson se retratar sobre o episódio de blackface que aconteceu durante o programa e teve grande repercussão.

No jantar do anfitrião Felipe, que teve o tema “Um passeio pela África com toque de brasilidade”, em homenagem a África, Anderrupson usou uma figurino da realeza africana, mas, além disso, se pintou de negro, algo que é configurado como ato racista.

Leia+: Ana Maria Braga, sem make, num clique fofo com o neto: “Amor em uma foto”

Fiquei bem assustado. É um golpe duro ser taxado como racista, quando você não é. Para quem carrega essa maldade no coração, merece (esse julgamento). Mas eu não sou, tenho minha consciência limpa e a minha intenção ali foi somente entrar em um personagem e ter um desempenho legal em um tema tão nobre que era a realeza africana. Não estávamos ali para fazer de senzala, coisas que diminuem”, disse.

Anderrupson ainda afirmou que sempre combateu o racismo em outras oportunidades. “Eu repostei algumas coisas nas minhas redes sociais, mostrando que eu combato (o racismo); Eu fico até emocionado, porque eu amo as pessoas negras, então é doído. Aprendi, não da forma didática que gostaria, mas aconteceu. Quando a lesão emocional, é uma pancada dessas, não atinge só a mim, atinge milhões de pessoas e vão tomar mais cuidado daqui pra frente”.

Anderrupson fez blackface durante o Jogo de Panelas
Divulgação/Globo

No bate-papo, o participante ainda pediu desculpas novamente e leu um texto que fez.

“Queria pedir licença para fazer uma leitura, pedir desculpas para o Brasil e para os movimentos que tratam desta pauta, fiquei envergonhado e arrependido, mas inconscientemente”, pediu.

“Bom dia, Brasil, gostaria de aproveitar o espaço hoje me desculpar com todos vocês, pratiquei o blackface sem o mínimo de conhecimento. Não vim me vitimizar, pois aqui não sou eu a vítima, fui agressor inconsciente, mas fui. Quero me solidarizar com todos que sofrem racismo no mundo. E aqui deixo um adendo: Para o racismo, não deve haver livre arbítrio, e se quer politicamente correto. Deve ser combatido de forma intolerante. Você que me assiste agora não permita nenhuma prática racista em sua casa, evento ou qualquer outro local. Pergunte se a pessoa tem conhecimento de qualquer ato racista e se ela disser que sim e se quiser justificar, coloque-o da porta para fora, não deixe o racismo entrar”, disse o participante, bastante emocionado.

Ana Maria e outros participantes também se emocionaram e a apresentadora até falou sobre os erros que já cometeu no programa,

“Errar, todo mundo pode errar, mas reconhecer o erro é uma coisa que enaltece o ser humano. Eu já errei muito, faço isso há 30 anos, todas as manhãs e já errei muito e toda vez que errei, eu reconheci o erro. Tenho certeza que um monte de gente vai se conscientizar. Temos que respeitar o que outras pessoas sentem com os nossos atos”, afirmou Ana Maria Braga.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!