LGBTQIA+ às 10:00

Grag Queen elogia Gloria Groove e sonha com super canção LGBTQIA+

grag queen posando estilosa com look prateado
Reprodução/Instagram @gragqueen

Um nome que ganhou muita notoriedade nos últimos meses foi o de Grag Queen, que ganhou a aclamada competição “Queen of The Universe”, disponível no catálogo do Paramount+, e nas últimas semanas, realizou uma turnê na Inglaterra e na América do Norte.

Em entrevista ao OFuxico, a drag queen comentou sobre a virada em sua carreira após vencer a competição e receber o título de “Rainha do Universo”: “O contraste foi tão grande! Saímos de um quarto em Canelas (cidade do Rio Grande do Sul) na pandemia para um palco cantando para Trixie Mattel, e ganhando representando o Brasil”.

“Foi muito difícil de processar, pois aconteceu muito rápido, mas sou muito grata pelas oportunidades da vida, como conhecer a RuPaul, chegar aqui fora do Brasil e ser reconhecida pelas pessoas, ser querida pelo público do meu país, isso não tem preço”, comemorou a cantora.

Ainda, ela atribuiu sua vitória à sua brasilidade: “Eu acho que eu não seria nada sem o Brasil. Em uma competição onde todas são lindas, todas são cantoras, performes, o que me diferenciava e dava um brilho especial era ser brasileira, e foi essa a minha maior estratégia, apresentar umas coisas grandes, absurdas, com um sorrisão no rosto que ninguém pode negar que ‘ela tá entregando tudo’”.

FENÔMENO DRAG QUEEN NO BRASIL

Grag Queen
Grag Queen é considerada a primeira ‘Rainha do Universo’ (Foto: Divulgação/Rodolfo Magalhães

Durante a conversa com OFuxico, Grag Queen também chegou a dar seu ponto de vista em relação ao fenômeno drag queen na música brasileira nos últimos anos, e como acabou fazendo parte deste movimento de forma bastante inesperada:

“Então, eu acompanhei o boom drag de 2017, em que Pabllo lançou ‘Open Bar’, Gloria estava fazendo seu primeiro álbum, ‘O Proceder’, mas sem ter a mínima noção do que ia acontecer em minha vida. Não sabia nem colar um cílio, passar um lápis… Hoje olhar no espelho, abrir as mídias, os números de ouvintes mensais, essas coisas, me dão aquele baque”, explicou.

“Ainda sou muito feliz por ter tido oportunidade, não ter desistido, pois quantas vezes pensei nisso. É muito um feito que o universo me mandou dizendo: ‘Grag, veja como vale a pena continuar batalhando, continuar ralando’. E não cheguei nem no comecinho de onde quero de fato chegar, então vou continuar batalhando e ralando”, garantiu ela.

Ainda, Grag falou de como foi conhecer RuPaul Charles, uma das maiores drag queens do mundo e comandante do reality show RuPaul’s Drag Race: “Não foi apenas conhecer a RuPaul, pois ela me chamou para ir até o camarim dela. Ela me recebeu, deu parabéns, ou seja, sabe quem é Grag Queen, e isso é muito poderoso, pois assisto o reality dela desde o Ensino Médio, e venho da mesma bolha que falava os bordões em inglês”.

“Ela ainda me deu ‘boas-vindas à família’, falou que vamos nos encontrar muito esse ano, e eu saí de lá em estado de choque, mas com um carão, tranquila e agradecida por tudo que aconteceu”, garantiu.

CARREIRA MUSICAL BEM-SUCEDIDA

Grag Queen capa
Grag Queen lançou música com Christian Chávez (Foto: Divulgação)

Ainda, Grag Queen falou do fato de ter feito uma turnê internacional de forma um tanto “prematura” em relação ao tempo que outros artistas brasileiros levam para se apresentarem fora do pais.

“É muito louco como ‘acabamos pulando muitas etapas’ da natureza da indústria da música, mas sou muito feliz e consciente de quem estou representando, de como estou representando, por isso eu faço total questão de falar do Brasil em todas as entrevistas e shows”, disse ela.

“É um processo de descobrimento artístico que todas tem oportunidade de ter no Brasil. Estou vendo o que consigo fazer no meu show, o que minha voz é capaz de aguentar, conceitos para um novo álbum, é muito doido fazer esses experimentos aqui fora, mas estou tendo repostas incríveis do público por aqui”, explicou a drag queen.

“Por mais que não tenha essa euforia, pular, sair do chão e cantar alto igual no Brasil, eles são bem receptivos, jogam dinheiro para todos os lados, eu adoro. Estão sendo experiências muito legais”, afirmou a cantora.

MÚSICA COMO CENTRO DE TUDO

Ainda, Grag contou que sua música deve ser sempre o centro de toda a sua carreira: “Eu sinto que não adianta eu ter seguidores, o título de ‘Rainha do Universo’, roupas, dinheiro, se a minha música, que é a minha verdade desde o começo, não chega nas pessoas, então eu sou muito grata por ‘Party Everyday’, adoro ver as pessoas me marcando na balada toda semana cantando alto, no show cantando do começo ao fim”.

“É minha maior vitória, pois foi para isso que virei drag, para cantar, ter minhas músicas, escrever, comunicar. Espero que continue subindo, que as pessoas continuem gostando, porque eu não paro de fritar a cabeça pensando em novos hits para vocês”, prometeu.

Porém, não ache que isso seja a confirmação do lançamento de um álbum de estúdio nos próximos dias, pois isso deve levar um tempo: “Não há uma previsão concreta, mas há uma intenção gigantesca disso acontecer. Certeza de que uma hora vem”.

ELOGIANDO GLORIA GROOVE E GRANDE SONHO DO MOMENTO

Na reta final da entrevista, Grag Queen chegou a rasgar elogios a Gloria Groove, outra grande drag queen brasileira com quem ela tem vivências parecidas e uma amizade de muitos anos, além de dividirem a mesma gravadora, a SB Music.

“A Gloria é uma pessoa extremamente incrível, generosa para caramba, sempre me ajudando, comentando, abrindo portas! A gente compartilha de muitas coisas semelhantes, como um passado que envolve a Igreja, começar cedo, agora somos drag queens no Brasil, que só quem é entende. É muito bom ter esse lugar de parceria e de empatia para que possamos sempre contar uma com a outra”, declarou a cantora.

Ainda, Grag contou qual seu maior sonho do momento: um super feat com vários artistas LGBTQIA+!

“Gostaria de fazer tanta cosia! Meu sonho é fazer uma música com muitos feats., igual o Michael Jackson em ‘We Are The World’, acho que é meu maior sonho, já sonhei com isso, de verdade. Imagina que incrível ter todo o povo LGBTQIA+ em uma faia, acho chiquérrimo”.

Finalizando, Grag Queen contou o que gostaria de dizer para seu eu do passado, declarando uma mensagem motivacional carregada de emoção: “Eu diria: segura firme! Sei que estão um caos na igreja, um caos na escola, um caos dentro de casa, e não poderia estar um caos dentro de você.

“Você vai se sentir desconfortável, você vai se sentir enganado, frustrado muitas vezes, mas uma hora isso tudo vai passar. Você vai começar a se amar, a se respeitar, e você vai virar a ‘Rainha do Universo’, acredite ou não, e estará dando entrevistas por aí!”, concluiu.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!