LGBTQIA+ às 12:37

Mãe de Paulo Gustavo resgata clique em família emociona: ‘Toda forma de amor vale a pena’

dea-lucia-paulo-gustavo-e-thales-bretas

Reprodução/Instagram

Dea Lúcia, a mãe do ator Paulo Gustavo, que morreu aos 42 anos por complicações da covid-19, enalteceu o Dia do Orgulho LGBTQIA+ e aproveitou para pedir proteção ao filho.  No Instagram, ela compartilhou um clique ao lado do humorista, do marido dele, Thales Bretas e de uma outra parente. 

Veja+: Paulo Gustavo é homenageado em parada gay de New York

Na legenda da imagem, a matriarca ressaltou a importância de aceitarmos toda a forma de amor e ainda abriu o coração para o filho.

“Toda forma de amor vale a pena. A mãe que ama seus filhos acolhe e protege. Meu filho meu orgulho. Olhe por nós”, escreveu.

Veja+: Irmã de Paulo Gustavo posa com os sobrinhos: ‘Minha força’

Nos comentários, Dona Dea recebeu inúmeras mensagens de carinho: “Dona Dea, você é um amor de mãe, espelho para muitas!”, disse uma internauta. “Que foto linda”, escreveu outro. “Amamos você, Dea Lúcia. E nosso amor é eterno pelo Paulo Gustavo”, afirmou outra; “A senhora é muito importante para a nossa luta. Obrigado por ser tão cheia de amor e por ter nos dado um representante tão necessário. Amo vocês”, se derreteu um terceiro.

Thales Bretas homenageia Paulo Gustavo no dia do Orgulho LGBTQIA+

Paulo Gustavo morreu por complicações da covid-19 no dia 04 de maio, deixando muitas saudades no ramo das artes e na representatividade da comunidade LGBTQIA+ no Brasil.

Thales Bretas, viúvo do comediante, homenageou o amado em suas redes sociais nesta segunda-feira, 28 de junho, pelo Mês do Orgulho LGBTQIA+.

“Que privilégio o meu de ter vivido o grande amor da minha vida, ter realizado o sonho do casamento e ter construído uma família como sempre quis! Sei que o caminho é longo e tortuoso para maioria, e o meu também teve suas pedras, mas fico muito feliz de escutar sempre que nosso amor inspirou outras histórias felizes de vitória!”, declarou o médico.

“Contra o preconceito, contra a homofobia, contra o ódio… o amor tem que vencer! Sempre! E quando a gente luta por ele, encontra forças que desconhecia! Se a batalha for no rancor e na vingança, ela já começa perdida!”, afirmou ele

“Lute sempre pela sua alegria, pela sua vida, pelos seus sonhos! E comemore as vitórias alheias, que a sua também chegará! Dia 28 de junho, dia do Orgulho LGBTQIA+! #gaypride #orgulholgbtqia”, concluiu Thales Bretas.