Morte às 16:34

Influenciadora russa morre após cair de prédio durante ‘festa do sexo’ na Tailândia

Influenciadora Evgeniia Smirnova
Reprodução/Instagram

A modelo e influenciadora Evgeniia Smirnova, de 37 anos, morreu ao cair do oitavo andar de um hotel em Phuket, na Tailândia no dia 31 de maio e agora outra modelo e dois amigos foram acusados pela morte da russa durante o que a polícia local chamou de “festa de sexo”.

O americano Jamaal Smith, de 38 anos, o jordaniano Ahmad Alatoom, de 28, e a russa Natalia Kosenkova, de 35, foram acusados ​​de imprudência causando a morte da influenciadora. Caso sejam condenados, eles poderão ficar presos por 10 anos.

Leia+: Raul Gazolla relembra situação constrangedora em cena de sexo com Christiane Torloni

Os policiais disseram que os três amigos afirmam que Evgeniia estava muito bêbada quando subiu uma escada externa entre o sétimo e o oitavo andares, informou o The Bangkok Post.

O chefe de polícia Amphon Buarapphon revelou que uma autópsia encontrou um nível muito alto de álcool em seu sangue e as autoridades continuam uma investigação de suposto assassinato em suas mortes e estão procurando por quaisquer sinais de agressão física ou disputa.

Influenciadora Evgeniia Smirnova
Reprodução/Instagram

Evgenia foi encontrada vestindo apenas calcinha com ferimentos fatais na cabeça e uma perna quebrada após a queda. Ela ainda tinha cabelo humano em sua mão, que a polícia tailandesa está usando para fazer testes de DNA.

A mulher russa era conhecida por ter contas de mídia social com outro nome e programas transmitidos ao vivo em sites adultos até pouco antes de sua morte.

Relatos disseram que havia evidências de uma “festa de sexo”, regada a drogas e álcool no condomínio Emerald Terrace, da qual Smirnova sofreu a queda fatal.

Leia+: Maraisa revela quanto tempo está sem sexo: “Tomando meu tempo”

Kosenkova, modelo e DJ que é uma das acusadas, revelou que a morte de Smirnova foi um “incidente infeliz”.

“A única coisa que posso dizer é que este foi um incidente infeliz, mas não foi um assassinato, e nenhuma das pessoas envolvidas é culpada”, afirmou, negando também que a festa envolvia sexo e drogas, mesmo com a polícia encontrando maconha e preservativos.

“Eu não conhecia Evgenia Smirnova até aquela noite. Eu não conhecia a garota, ela só veio para a festa onde estávamos. E ela ligou para o amigo dela (Alatoom), que teve comportamentos estranhos. Posso dizer que eu e meu amigo (Smith), que conheço há muito tempo, nos comportamos com dignidade e decência. A polícia confia em nós. A polícia diz que não está preocupada conosco. Sou apenas uma turista aqui… estou morando aqui há cinco meses. Sou um turista comum. Era uma festa com bebidas”, finalizou Kosenkova à imprensa local.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!