Notícias às 08:00

Dia da Mulher: Confira famosas que lutam pelos direitos das mulheres

Fotomontagem Anitta e Pitty
Reprodução/Instagram/@anitta/@pitty

No dia 8 de março, é comemorado mundialmente o Dia Internacional da Mulher. A origem da data remonta ao final do século XIX e início do século XX, quando milhares de mulheres saíram às ruas nos Estados Unidos e Europa em busca de melhores condições de vida e de trabalho.

Leia+: Confira o look de Anitta na Paris Fashion Week

Um século depois, já avançamos muito, mas ainda há um longo caminho pela frente. Mulheres ainda recebem menos que os homens, mesmo exercendo a mesma função. Mulheres ainda tem a inteligência e a capacidade colocada à prova, ainda não tem o direito de decidir o que quer fazer com o próprio corpo, ainda sofrem assédio, feminicídio, entre tantas outras coisas que precisam acabar.

Pensando nisso, nós do OFuxico separamos algumas famosas que usam sua visibilidade para lutar pelos direitos das mulheres e fazer com que a voz de todas sejam ouvidas.

Leia+: Emma Watson mostra boa forma em passeio de barco

CONFIRA!

Nicole Kidman

Em suas redes sociais, Nicole Kidman sempre comentou sobre os direitos das mulheres. E no Festival de Cannes de 2017, a atriz aproveitou para defender a participação das mulheres no cinema.

“Dos filmes dirigidos em 2016, segundo o Women in Filmming, 1,2% foram dirigidos por mulheres. Só 193, das 4 mil séries para a TV, foram dirigidas por mulheres. Estes números dizem tudo. Estas estatísticas falam de algo muito importante hoje. Como atrizes, a gente tem que apoiar as diretoras mulheres. Tenho esperança que este cenário mude ao longo do tempo. E quando alguém disser que é tão difícil, vamos poder dizer que não é”, disse ela.

Jennifer Lawrence

A atriz também é publicamente defensora das mulheres. Em um artigo, Jennifer Lawrence denunciou a desigualdade salarial.

“Quando o vazamento da Sony aconteceu e eu descobri o quanto menos eu estava sendo paga do que as pessoas que por sorte têm pintos, eu não fiquei brava com a Sony. Eu fiquei com raiva de mim mesma. Eu falhei como uma negociadora porque desisti cedo. Eu não queria parecer difícil ou mimada. E, com base nas estatísticas, não acho que sou a única mulher com esse problema. Será que estamos socialmente condicionadas a nos comportarmos dessa maneira? Poderia ainda ser um hábito persistente tentarmos expressar as nossas opiniões de uma determinada maneira que não ofenda ou assuste os homens? Até que vi a folha de pagamento na internet e me dei conta de que todos os homens com os quais eu estava trabalhando definitivamente não se preocupavam em não parecer difíceis ou mimados”, disse ela.

Jennifer Lawrence é uma das famosas defensoras do direito das mulheres
Jennifer Lawrence é uma das famosas defensoras do direito das mulheres – Foto: Grosby Group

Angelina Jolie

Além de ativista pelos direitos humanos, Angelina Jolie também defende com unhas e dentes os direitos das mulheres. Em sua conta no Instagram, a atriz fez um post sobre violência doméstica, que atinge milhares de mulheres ao redor do mundo.

“À medida que o mês de Conscientização da Violência Doméstica chega ao fim, encorajo todos a aprenderem sobre os fatores de risco e os sinais de alerta da violência doméstica, a checar quaisquer membros da família ou amigos com os quais você possa estar preocupado, a apoiar (se puder) e cobrar seu Senador a priorizar a reautorização urgente da Lei de Violência Contra a Mulher”, disse ela.

Pitty

A cantora sempre fez questão de defender os direitos das mulheres. Em sua conta no Instagram, Pitty comentou sobre os grandes números de violência doméstica.

“Não existe ‘mas’, nem ‘porquê’, NADA justifica. Isso depõe contra nossa humanidade. Aliados, se manifestem. Essa questão não é só nossa”, escreveu.

Em uma entrevista para a Revista Rolling Stones, a cantora também defendeu o feminismo. “O feminismo não é só bom para as mulheres, para os homens também, para a sociedade, pois se trata de igualdade, não de supremacia. O machismo oprime os homens também. Acho que no dia que eles perceberem isso, vai ser uma grande revolução”.

Valesca Popozuda

Valesca Popozuda sempre fez questão de defender a ideia de que mulheres podem usar a roupa que quiserem e não merecem sofrer assédio por isso.

Em sua conta no Instagram, a cantora já compartilhou uma foto em que aparece nua. “De saia longa ou pelada, eu não mereço ser estuprada”, disse ela.

Daniela Mercury

A cantora baiana assumiu o relacionamento com a jornalista Malu Verçosa em 2013 sem se importar com o preconceito que sofreria.

Em suas redes sociais, Daniela Mercury sempre defende os direitos das mulheres e da comunidade LGBTQIA+. Além disso, a artista faz questão de se posicionar politicamente e é assumidamente contra o governo de Jair Bolsonaro.

Emma Watson

Emma Watson também sempre fez questão de defender os direitos das mulheres. A atriz é Embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres e fez um discurso sobre feminismo.

“Eu fui indicada para ser embaixadora da Boa Vontade da ONU Mulheres, e quanto mais eu falo sobre feminismo mais eu me deparo com a realidade de que lutar pelos direitos das mulheres, muitas vezes, vira sinônimo de guerra dos sexos. Isso, com certeza, tem que acabar. Quero deixar claro que, por definição, feminismo é a crença de que homens e mulheres devem ter direitos e oportunidades iguais. É a teoria da igualdade dos sexos nos planos político, econômico e social”, começou ela.

Em seguida, a atriz contou que desde pequena percebeu que as mulheres são tratadas de maneira diferente na nossa sociedade.

“Comecei a questionar os preconceitos de gênero há muito tempo. Aos oito anos, eu fui confundida e classificada como mandona porque eu queria dirigir os teatrinhos que preparávamos para os nossos pais, porém os meninos com a mesma atitude não eram considerados mandões. Aos 14 anos, passei a ser sexualizada por alguns membros da imprensa. Aos 15 anos, minhas amigas começaram a parar de praticar seus esportes preferidos para que não criassem músculos. Aos 18 anos, meus amigos eram incapazes de expressar seus sentimentos. Eu decidi que era feminista e isso se deu de forma natural”.

Anitta

A cantora defende ativamente os direitos das mulheres. Em uma entrevista para a revista mexicana Soy Latino, Anitta afirmou que apesar de todo seu sucesso ainda é muito difícil ser mulher em nossa sociedade.

“É difícil ser mulher em qualquer aspecto em um mundo sexista e misógino. Os homens e a sociedade machista não estão preparados para ver uma mulher ter poder, dinheiro e sucesso. Portanto, somos sempre empurradas para um lugar de fraqueza, limitações, estupidez, incapacidade, fragilidade. E não é onde queremos estar. Não é onde estaremos”, disse ela.

Acompanhe abaixo a nossa Live de ofertas do Dia Internacional da Mulher. Para conferir as melhores ofertas, CLIQUE AQUI !

Siga OFuxico no Google News e receba alertas sobre as principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!