Notícias às 15:15

Heloísa Périssé relembra momento especial e homenageia Paulo Gustavo

Reprodução/Instagram

A sexta-feira (4) de Heloísa Perissé começou diferente. Hoje faz um mês da morte de Paulo Gustavo, que morreu por complicações da Covid-19 no último 4 de maio. No Instagram, a atriz relembrou um momento divertidíssimo ao lado do amigo e lamentou a saudade que ainda sente do humorista.

"Um mês que você tá no céu! Estávamos na sua casa na serra, quando você disse: vamos fazer um vídeo da Tati? E fizemos esse! Não acreditei que você lembrava o texto todo e fez melhor que eu própria hahahahha! Te amo tanto. O tempo pode até amenizar a dor, mas a saudade só aumentará! Te amo sem fim", legendou ela, que postou um vídeo de Paulo Gustavo dublando uma de suas personagens.

Além de Heloísa, Tatá Werneck, Mônica Martelli e Thales Bretas também lamentaram a saudade do ator, que foi tão querido pelos brasileiros durante a sua vida. 

Tatá Werneck sonha todos os dias com Paulo Gustavo: ‘Impossível não estar aos prantos’ 

Nesta sexta-feira (04) completa um mês da morte de Paulo Gustavo. O humorista de 42 anos foi mais uma vítima da Covid-19 e sua ausência é muito sentida por muita gente. Entre elas, Tatá Werneck, uma de suas grandes amigas. A atriz usou suas redes sociais para falar da data e da saudade.

"Um mês sem você. E eu ainda tenho impulsos rápidos de pegar o telefone pra te ligar e saber o que você tá achando. Eu resolvi me recusar a acreditar que tudo aconteceu. Já que estamos todos afastados com pandemia, quando tudo voltar ao normal eu penso”, escreveu.

Tatá reforçou que ainda não acostumou com a realidade de não tero artista por perto.

“Tava muito insuportável imaginar que o cara mais genial que eu já conheci não tá aqui. Eu vejo seus vídeos e rio tanto. Você estará sempre aqui! Na sua família. Nos seus filhos. Nas obras que ajudou a construir. E na sua arte única! Suas personagens brilhantes”, disse.

 

A atriz revelou que sonha com Paulo Gustavo diariamente.

“Você está aqui sim. E eu sonho com você todas as noites. Impossível escrever sobre você e não estar aos prantos. Eu te amo tanto", afirmou.

Revolta na web

Semana passada, Tatá Werneck defendeu Juliana Amaral, a irmã de Paulo Gustavo, após uma internauta chamar Juliana de “alienada” por criticar o presidente Jair Bolsonaro e recusar as lamentações do político pela morte do comediante, vítima da Covid-19.

No dia 29 de maio, Juliana publicou em seu perfil no Instagram uma foto da tatuagem que fez em homenagem ao irmão e na legenda mandou um recado contundente ao presidente.

"Sr. presidente, me disseram algo sobre o senhor ter postado condolências à minha família. Só agora tive forças de vir responder como o senhor merece, e o mínimo que eu posso lhe dizer é que, por coerência, nunca mais ponha na sua boca o nome do meu irmão", escreveu Juliana.

A seguidora criticou Juliana e Tatá não perdeu tempo.

“Vai tomar… quem você pensa que é pra vir na página dela dizer o que ela deve ou não fazer? Se enxerga, gado!”, escreveu a atriz.