Notícias às 21:28

Thiago Braz chega ao pódio e faz história nas Olimpíadas. Veja fotos do medalhista de bronze!

Thiago Braz

Gaspar Nóbrega/COB

Thiago Braz já fez história nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, quando conquistou o a medalha de ouro no salto com vara e ainda bateu o recordo olímpico. E, nesta terça-feira, 3 de julho, ele voltou a fazer história, ganhando a medalha de bronze em Tóquio 2020.

Porém, a parte de fazer história não fica apenas com a medalha e o fato de manter o recorde olímpico. O brasileiro é o nono na história do salto com vara em Olimpíadas a somar duas medalhas no evento. Os outros foram os norte-americanos Bob Richards e Bob Seagren, o francês Renaud Lavillenie, o polonês Tadeusz Ślusarski, o japonês Shuhei Nishida e os soviéticos Igor Trandenkov e Maksim Tarasov.

VEJA TAMBÉM:

+ Simone Biles retorna às competições em grande estilo e chega ao pódio

SONHO COM O BRONZE

E Thiago Braz vai ter que tomar cuidado com o que ele sonha. O atleta revelou que sonho que tinha ganhado a medalha de bronze e acordou contrariado, pois queria o ouro. Mas, na vida real com o bronze no peito, não escondeu a felicidade.

“Dois dias atrás eu tinha sonhado que fiquei com a medalha de bronze. No sonho, eu não gostei muito porque queria a de ouro (risos), mas fiquei feliz com a medalha. No meu dia aconteceram muitos sinais legais, e isso me deu força para seguir, continuar, guerrear e ir para cima”, contou, ao SporTV.

VEJA+:

Áudio de Galvão Bueno vaza e pode mexer com a programação da Globo

Ítalo Ferreira: da prancha de isopor à glória eterna nas Olimpíadas. Veja fotos

SINAIS DE QUE TÓQUIO TRARIA COISAS POSITIVAS

Thiago Braz ainda revelou que, mesmo antes do sonho com o bronze, ele sentiu “sinais”, mesmo que pequenos, de que as Olimpíadas de Tóquio trariam bons resultados para ele, como a medalha e o recorde olímpico mantido.

“Foram acontecendo sinais como se fosse tudo prosperando para que acontecesse. Fui percebendo o que estava acontecendo. Uma moça precisava voltar para o Brasil, na realidade, ela me ajudaria muito, que é a psicóloga Marina, e deu certo dela ficar. Eu não fui atrás de nada, foi acontecendo. Um amigo meu da China me trouxe quatro blusas muito legais… E alguns sinais que podem ser pequenos, mas, para mim, soava muito como sinal de Deus para mim. Em três etiquetas não tinha nada em inglês, só em uma, que pedia para que eu abrisse o coração: ‘Open your heart’. E todo mundo falando: ‘É possível, você consegue’. Não significa que seria fácil, teria de lutar, ir atrás, me esforçar, e aconteceu. Estou super feliz”, finalizou.

VEJA AS FOTOS DE THIAGO BRAZ NAS OLIMPÍADAS!