Polêmica às 01:00

Kris Wu, astro do K-Pop, é preso após acusação de estupro

Kris Wu

Divulgação

O cantor Kris Wu, ídolo chinês que foi integrante do grupo de K-Pop sino-sul-coreano EXO antes de seguir carreira solo, foi preso após acusação de estupro. A notícia foi confirmada pela Agência de Segurança Pública de Chaoyang, em Pequim, na China, na rede social Weibo, similar ao Twitter.

Vale ressaltar que a ação mostra uma mudança drástica na Justiça chinesa, pois casos de agressão sexual na indústria do entretenimento, envolvendo celebridades chinesas não costumam ser resolvidos rapidamente.

O jornal “Diário do Povo”, mídia oficial do Partido Comunista da China, afirmou que a nacionalidade estrangeira de Kris Wu não pode ser usada como proteção para escapar das leis.

Veja+:

K-pop: Conheça os grupos promissores da nova geração

“Quem infringir a lei será punido por lei. Lembre-se: quanto maior a popularidade, mais você deve ser autodisciplinado; quanto mais popular você for, mais deverá obedecer à lei”, diz um trecho destacado pelo portal Global Times.

Diante da denúncia, pelo menos 15 marcas de luxo, como Porsche e Bulgari, desfizeram suas parcerias com Kris Wu, que pode perder até R$ 400 milhões. Ele negou as alegações e entrou com um processo contra Du Meizhu por difamação.

VEJA TAMBÉM:

+ Cantor Giovani, da dupla com Gian, sofre acidente de carro

+ Juliette Freire dá fora em Neymar, após brincadeira

+ Disputada! Neymar, Ítalo Ferreira e Richarlison lutam por Juliette. Vem entender!

O CASO

Vale lembrar que no início do mês, a estudante Du Meizhu, de 19 anos, afirmou ter sido alcoolizada e estuprada pelo cantor há dois anos, ou seja, quando era menor de idade. No relato, ela ainda fala de outras adolescentes que teriam sido vítimas.

No documento ainda há o relato que o agente de Kris Wu pediu a Du Meizhu ir à casa do cantor de 30 anos em 5 de dezembro, para participar de uma seleção para aparecer em um videoclipe do artista.

No entanto, após uma festa, o artista e a estudante fizeram sexo e Kris Wu transferiu 32 mil yuans (R$ 25 mil) para Du para compras online em 8 de dezembro. Os dois continuaram a se comunicar no WeChat, plataforma de mensagens instantâneas da China, até abril.

A investigação policial contradiz a declaração pública que Kris Wu divulgou sobre a alegação de estupro de Du. No post, ele disse que só teve contato com Du uma vez, em dezembro do ano passado.

GOLPE

Na semana passada, um homem identificado apenas por seu sobrenome, Liu, confessou ter cometido fraude na acusação de estupro a Kris Wu.

Um comunicado da polícia de Pequim relata que Du e Kris Wu foram enganados e transferiram dinheiro para Liu, que estava se aproveitando do escândalo.

VEJA TAMBÉM:

+ Marina Ruy Barbosa rebate alfinetadas de Samantha Schmütz e pede respeito

+ Caracterizada como Filó, Gorete Milagres rebate Carlos Alberto de Nóbrega

+ Morre Mário Monjardim, dublador de Salsicha e Pernalonga, aos 86 anos

+ Meghan Markle se irrita com a família real por causa de valiosa herança