Realeza às 23:15

Artista revela reação por pintar retrato oficial de William e Kate Middleton

Kate Middleton e Príncipe William retratados por Jamie Coreth
Foto: Reprodução/Instagram/@dukeandduchessofcambridge

O príncipe William e a duquesa Kate Middleton visitaram dia 23 de junho o Museu Fitzwilliam da Universidade de Cambridge para ver seu primeiro retrato oficial nas paredes do lugar. A pintura foi revelada pela primeira vez ao público e impressionou os duques de Cambridge.

Leia+: Príncipe William recebeu homenagens por seus 40 anos

A obra foi encomendada pelo “Cambridgeshire Royal Portrait Fund” em 2021 e pintada pelo artista Jamie Coreth, que retratou a duquesa em um vestido metálico, relembrando a peça que ela usou em março durante uma visita a Dublin. Na pintura William veste um terno com gravata azul, e os dois aparecem em um discreto abraço olhando para o lado.

Em entrevista à rede BBC, Coreth disse que foi uma honra para ele fazer o quadro:

“Foi o privilégio mais extraordinário da minha vida ser escolhido para pintar este quadro. Eu queria mostrar Suas Altezas Reais de uma maneira que parecessem relaxadas e acessíveis, além de elegantes e dignas”, explicou o artista.

Leia+: Príncipe William posa com os filhos no dia dos pais

Jamie Coreth acrescentou: “Como é o primeiro retrato a retratá-los juntos, e especificamente durante seu tempo como Duque e Duquesa de Cambridge, eu queria que a imagem evocasse um sentimento de equilíbrio entre suas vidas pública e privada. A peça foi encomendada como um presente para o povo de Cambridgeshire, e espero que eles gostem tanto quanto eu gostei de criá-la.”

Os duques ficaram encantados com a pintura e elogiaram o trabalho de Coreth.

MUDANÇA

Príncipe William e Kate Middleton não queriam se mudar para a propriedade de Adelaide Cottage, em Windsor. Segundo o jornal Daily Mail, os duques de Cambridge tinham outra propriedade na mira: a residência do príncipe Andrew, o Royal Lodge em Windsor Great Park.

Leia+: Irmã de Kate Middleton está grávida do terceiro filho

Desde que Andrew precisou se fastar dos deveres públicos por estar relacionado à acusações de abuso de menor, em 2019, o casal tinha em mente o Royal Lodge, pois achavam que ele também seria despojado do lugar.

Mas isso não aconteceu. Andrew continua morando lá, pagando apenas US$ 339 (R$ 1.700) por semana de aluguel em seu contrato de 75 anos. Acredita-se que a casa de 30 quartos esteja valendo pelo menos US$ 40 milhões (R$ 200 milhões).

Andrew, que se afastou dos deveres públicos em 2019 por causa de seus laços com o falecido criminoso sexual Jeffrey Epstein, não compareceu às recentes celebrações do Jubileu de Platina da rainha – e, na última segunda-feira 13 de junho, foi banido do serviço da Ordem da Cavalaria.

Leia+: Rainha Elizabeth II conversa com o Príncipe Louis

Um observador real disse à publicação: “Parece improvável que ele queira abandonar [Royal Lodge] para os Cambridge.”.

Nos últimos meses, William e Middleton também estavam de olho em Fort Belvedere, uma casa no extremo sul de Windsor Great Park, onde o rei Edward VIII assinou seus papéis de abdicação em 1936. No entanto, eles descartaram essa propriedade, pois era muito pequena para suas necessidades.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!