Reality Show às 20:30

Drag Race Brasil: Primeiro episódio mostrou que não estamos de brincadeira

Drag Race Brasil
Drag Race Brasil: Saiba como foi a estreia (Reprodução/Divulgação)

É dada a largada! Seja aqui ou em qualquer lugar do mundo, você já ouviu falar de “Drag Race”. Anos e anos de espera, chegou o grande momento: “Drag Race Brasil” estreou no Paramount+ com seu primeiro episódio disponibilizado nesta quarta-feira, 30 de agosto. A partir das 21h, toda quarta-feira, a MTV também exibirá na televisão o episódio semanal. Com a estreia de Grag Queen como host juntamente de Bruna Braga e Dudu Bertholini, e Gretchen como jurada convidada, vamos entrar com tudo nesta corrida, que vale 150 mil reais, um ano de Anastasia Beverly Hills juntamente com um cetro e uma coroa acompanhado do título de primeira Drag Superstar Brasileira.

O texto a seguir contém spoilers. Siga com cuidado!

Grag Queen
Grag Queen na estreia do Drag Race Brasil (Divulgação)

O Início de Todas As Coisas

Os primeiros 20 minutos é aquele esquema maravilhoso que a gente já ama do “Rupaul’s Drag Race”: As queens entram e se apresentam com uma frase para marcar a sua chegada. Dentre tantas: Miranda Lebrão chamou logo a atenção com a sua e fez um questionamento válido: “Você já teve vontade de enfiar um sabonete inteiro na boca?”. Aqui, fomos apresentados a uma surpresa: Nem sempre todo spin-off tem uma première dupla e nós fomos presentados com ela. O primeiro grupo foi dividido em: Naza, Diva More, Miranda Lebrão, Aquarela, Betina Polaroid e Melusine Sparkle.

Todas com sua graciosidade e carisma em tela, além de mostrarem que estão é com vontade de ser a primeira Drag Superstar Brasileira. Elas logo de cara têm que encarar um mega desafio: Gravar uma música, escrever seus versos e gravar um videoclipe para o grupo do reality, as Good Girls.

Desespero geral e correria, elas também passam por uma sessão com a própria Grag Queen, que funciona muito bem com as suas dicas e direcionamentos precisos, já que a maioria delas não tiveram muito contato com uma música.

Workroom

Outro ponto bem alto do episódio é que todas tem o mesmo discurso: Ser Drag no brasil não é fácil. Usar recursos de tudo quanto é tipo e usar e abusar da criatividade, mesmo que a visibilidade esteja sendo conquistada, e a oportunidade de trabalho seja sempre muito complicada. Aquarela tem um dos momentos mais comoventes: Sua drag precisa usar óculos, pois ela tem 12 graus de miopia. Sem eles, sua visão fica comprometida totalmente e ela contou que precisou fazer uma vaquinha para conseguir o valor de 2000 mil reais para comprar um, já que o seu quebrou. Em lágrimas, a rainha agradece e mostra como é difícil viver da arte por aqui, uma arte que, mesmo que celebrada, ainda enfrenta preconceitos aos baldes.

Vamos Ao Desafio!

A bancada é bem coesa e com dicas bem precisas para cada uma delas, mostrando que elas serão aclamadas sim, mas que também haverá críticas para cada uma. Entre detalhes como a falta de energia no videoclipe de Diva, Miranda e Betina, até mesmo o look de Melusine usado, um nome foi o grande destaque da noite: Naza.

A queen interiorana mostrou que tem tudo que é preciso para chegar ao topo: Carisma, confiança, beleza e trouxe um look fashion e original para a runaway de “Minhas Raízes”. Destaco aqui também o estilo clássico de Betina Polaroid, que trouxe algo bem-feito e representou o seu estado do Rio de Janeiro, além de Miranda Lebrão que trouxe um look super conceitual que relembrava a casa de vó que todos temos na memória, juntamente com o maior sistema de segurança do brasileiro: um muro com vidros no seu topo.

No final… Ninguém foi para a casa. Ainda! O episódio termina com o gancho da chegada de mais seis rainhas, que devem passar pelo mesmo desafio e então rolar um encontro entre todas elas: Tristan Soledade; Hellena Malditta; Dallas De Vil; Shanon Skarllet; Organzza e Rubi Ocean terão seu ‘close up’ na próxima quarta-feira.

Os motores? Ligados!

A corrida começou do jeito mais brasileiro possível: O nosso momento chegou. As referências trouxeram um pouco de tudo que temos por aqui, além de finalmente termos a nossa temporada e o nosso spin off oficial. Grag Queen brilha muito como uma host. Ela é humana, fluída, sabe como conduzir as críticas e o painel, além de mostrar o motivo de termos esperado tanto por este momento.

O elenco? De milhões! Diria que temos um elenco original, 100% nosso e diverso em seus estilos de drag. Não ficamos por baixo, pelo contrário! Agora é aguardar e acompanhar passo a passo desse grande reality show que está apenas em seu início!

Notícias Relacionadas