Notícias às 13:55

A Fazenda 13: Em menos de um mês, peões causam como nunca e driblam manual

Tretas e confusões em A Fazenda 13
Foto: Reprodução/ Playplus

No próximo dia 14 de outubro, “A Fazenda 13”, da Record TV, completa um mês o ar. Se você acompanha reality show – seja esse ou o da emissora vizinha – responda: já viu tanta treta em tão pouco tempo? Não houve! Nunca houve! E não estamos falando apenas de brigas. Teve overdose de punições, expulsão e desistência também. Ao melhor estilo “tudo ao mesmo tempo, agora”, o reality rural está só começando…

Já na primeira semana, no segundo dia de game, o público já foi “presentado” com uma briga horrorosa entre Solange Gomes e Rico Melquiades. Teve também embate entre Mussunzinho, Nego do Borel e Dynho Alves, na baia; Tati quebrando o barraco com Rico, as amigas Aline e Erika tretado, todo mundo contra Rico por várias vezes e muito, muito mais… Embora o diretor geral, Rodrigo Carelli, tenha liberado o cuspe dessa vez, parece que funcionou como a mãe que libera criança: ninguém nem tchum!

Para que você não se perca diante de tanta confusão, destacaremos a seguir um “dossiê” de tudo o que já rolou até o fechamento desta matéria, já que, certamente, com Rico Melquiades como fazendeiro, vem muito mais até o final do dia… isso porque, em quase todas as confusões, ele esteve envolvido. Foram raros os momentos em que o influenciador digital alagoano ficou de fora, se tornando praticamente um sinônimo do verbo “causar”. Então vamos aos fatos:

CHILIQUE, HISTERIA E DESPERCÍDIO: SEM RESTRIÇÕES

Começamos pelo “mais fresco”: a briga generalizada que rolou na madrugada desta sexta-feira, 08 de outubro, foi tão babadeira que ainda está sendo analisada e pode gerar mais expulsão. Exceto por embate físico – Rico afirmou que Dynho colocou o pé em sua frente, para que ele caísse, e Victor jogou uma garrafa em cima do alagoano –  o manual não proíbe nada do que aconteceu ali: chilique e histeria são liberados, sem restrições sequer intensidade. Até mesmo o lamentável desperdício de café, jogado por Rico no chão, e de leite, despejado por Victor Pecoraro na cabeça do fazendeiro, pode.

BATE BOCA LIBERADO

No manual de conduta da sede, não há restrição alguma em relação a discussão sem contato físico. Desde que não se encoste um dedo um no outro, os peões podem bater boca à vontade. E foi isso o que deu o tom nada amistoso à primeira treta da edição. Solange chamou Rico de feio, ela devolveu chamando-a de velha coroca… Em outra tretinha entre eles, no último dia 04 de outubro, a ex-musa da banheira não gostou e uma brincadeira feita elo influenciador digital e disse que “quebraria a cara dele” se ambos estivessem fora do jogo. Rico respondeu que a mãe dele faria o mesmo com a modelo. Como dissemos, falar, pode! Então, que falem!

FOFOCA? E COMO PODE!

Na mais recente briga entre Solange e Rico, a modelo bateu no peito que não era fofoqueira. Mas um dia antes, ela e o alagoano bancaram os próprios fifis aos ficarem escutando uma outra briga entre peões, escondidos. Sejamos justos: a modelo logo saiu e o peão ficou firme lá, disposto a não perder um detalhe. Mas o fato é que eles estavam sim unidos na fofoca…

LIMITE DE PUNIÇÃO? NÃO TEM! E PROPOSITAL? À VONTADE!

Esse item requer anotação, porque não dá pra acompanhar, não…Os participantes já ficaram sem água encanada e gás por 24 horas por uma punição provocada de forma proposital por Rico Melquiades (ele de novo, olha aí!), depois dele ser o mais votado pela casa para ir à roça, ficando revoltado. O alagoano decidiu andar sem microfone, o que é proibido pelas regras da atração. Antes disso, ele já havia tomado punição também por causa de microfone, por ter esquecido de tirar o item para tomar banho.

No dia seguinte à primeira festa, forma três punições seguidas ainda a ressaca dos peões. A eles praticamente não passam um dia sem perderem algo por descumprirem regras. Até o fechamento desta matéria, Aline Mineiro era a algoz, com suas seguidas. Ela já havia feito xixi no poço, mas “passou batida”,

A baia é um território de punições também. Dayane já levou itens proibidos por duas vezes. E disse que nada aconteceu…

ITENS PROIBIDOS

No contrato dos peões está destacado que eles não podem vestir roupas com logomarca, slogan, marca visível ou marca de patrocinador. Ao que tudo indica, a produção não está muito por dentro dos parangolés, porque tem peão mostrando marca sim… deixa quieto!

Não pode também roupas estampadas com o nome e/ou fotos da própria pessoa ou familiar. Mas como Dynho Alves circula pra lá e pra cá com pijama com o roto dele e da mulher, MC Mirella?

Calçados com logomarca ou marca muito visível; Colares e correntes de qualquer tipo; livros; amuletos da sorte; pelúcias, também são proibidos.

E sigamos à espera de mais entretenimento para a família brasileira….

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

Thaís Carla chora ao comentar a vitória em processo sobre gordofobia
Rafael Vanucci comemora a perda de 82 quilos
Eliane Giardini relembra Nazira, sua personagem em ‘O Clone’
A Fazenda 13: Victor Pecoraro joga garrafa contra Rico
A Fazenda 13: Rico acusa Dynho de violência após briga