Notícias às 10:00

Confira quem são os famosos que lutam pelo meio ambiente

Reprodução/Instagram

Neste sábado (5) é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. A data, instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo principal de chamar a atenção de todas as esferas da população para os problemas ambientais e para a importância da preservação dos recursos naturais, é crucial para que as pessoas reflitam sobre os impactos das suas ações no meio ambiente.

Mesmo com a agenda cheia de compromissos, algumas celebridades sempre arrumam um tempinho para cuidar do nosso planeta e estão sempre se engajando em causas ambientais para que a natureza continue sobrevivendo. Pensando nisso, nesta data mais que especial, OFuxico trouxe algumas celebridades que estão sempre pensando no meio ambiente e lutando por um mundo melhor.

Confira!

Leonardo Dicaprio

Não tem como falar de causas ambientais e não lembrar de Leonardo Dicaprio. Mais que um rostinho bonito e um grande talento no mundo artístico, o ator se tornou um dos mais populares ativistas ecológicos graças às suas ações para salvar o mundo. Sempre aproveitando as redes sociais para atingir milhares de pessoas, com a intenção de aumentar a conscientização sobre as mudanças climáticas e o bem-estar no mundo em que vivemos, o bonitão trabalha para proteger o planeta Terra há mais de 20 anos. 

Em 1998, Leonardo decidiu criar sua própria fundação, Leonardo DiCaprio Foundation,que ao longo dos anos se proporcionou saúde e bem-estar a pessoas no mundo todo, apoiando projetos que salvam espécies ameaçadas de extinção e implementando soluções inovadoras que ajudam a restaurar o equilíbrio dos ecossistemas ameaçados. Seu trabalho também busca a conservação dos oceanos, além de lutar pelos direitos dos indígenas. Além disso, em 2004, DiCaprio se tornou um mensageiro da paz para as Nações Unidas nas questões ligadas à mudança climática. 

Além da própria instituição, DiCaprio se envolveu com outros grupos como o Natural Resources Defense Council, ONG que existe desde a década de 70; a Global Green USA, que faz parte da Cruz Verde Internacional; e a International Fund for Animal Welfare, o Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal. O astro ainda lançou, em 2007, o documentário A Última Hora, seu primeiro filme sobre o tema. Com a participação de diversos especialistas em defesa do meio ambiente, o longa mostra a situação atual de vários ecossistemas ao redor do mundo e traz soluções que podem ajudar a restaurar parte deles.

Depois disso, DiCaprio produziu diversos trabalhos do gênero, como O Extermínio do Marfim (2016), que fala sobre o tráfico ilegal de marfim na África; Gelo em Chamas (2019), sobre formas de reduzir a emissão de gases que contribuem para o efeito estufa; Sea of Shadows (2019), sobre a menor espécie de baleia do mundo, que está correndo risco de extinção; e And We Go Green (2019), sobre a Fórmula E, uma categoria de corrida de carros elétricos ecológicos.

Além de alertar o público sobre os problemas envolvendo o meio-ambiente através do cinema, Leonardo é conhecido por fazer diversas doações em tragédias, como o terremoto de 2010 no Haiti, e também apoia outras causas além do meio ambiente. O astro doou US$ 61 mil para a organização GLAAD, que monitora como a mídia retrata as pessoas LGBTQ+.  

Após todos esses trabalhos, Leonardo DiCaprio foi nomeado em 2014 como o Representante das ONU sobre as Mudanças Climáticas, estabelecendo de vez seu nome como um dos mais importantes em defesa do meio ambiente no mundo. Recentemente, o astro se encontrou com Greta Thunberg, jovem de 16 anos conhecida por ter um poderoso discurso em prol do meio ambiente, e fez um compromisso de ajuda mútua. 

Gisele Bündchen 

Gisele Bündchen também é um dos grandes nomes do ativismo ambiental. A sua imersão na causa começou em 2003, quando ela viajou à região do Xingu, na parte que fica na Amazônia, e começou a prestar atenção ao que estava acontecendo com a natureza. “Passei uma semana em uma tribo indígena e todos reclamavam que estavam doentes porque as águas estavam poluídas. Eram os pesticidas que contaminavam os rios. E não havia árvores para protegê-los. Os peixes também estavam doentes. E me perguntei porque ninguém fazia algo a respeito disso”, disse ela em entrevista à Vogue. 

Foi a partir disso que Gisele começou a divulgar dicas de consumo consciente em seu site e nas redes sociais. A modelo criou a ONG Água Limpa para promover campanhas de plantio de árvores pela Amazônia com o intuito de ajudar a purificar a água dos rios. Depois, vieram engajamentos em outras campanhas e a adesão a movimentos como o Believe Earth, lançado no Rock in Rio, em setembro de 2018. Em 2016, ela sobrevoou a Amazônia na companhia do presidente do Greenpeace Brasil, Paulo Adario, e chorou de tristeza. Do alto, na região de Alta Floresta, viu imensas áreas desmatadas e queimadas, que se logo tornaram pasto. Na época, participava de gravações para o segundo episódio da série americana de documentários Years of Living Dangerously, com o cientista expert em Amazônia, Antonio Nobre.

A top model se tornou uma voz importante para convencer o mundo de que é importante preservar e que a Amazônia é imprescindível para a vida na Terra. Também embaixadora do UNEP, o programa das Nações Unidas para o meio ambiente, a super modelo usa a fama mundial que tem para atrair atenção para o assunto. 

Além disso, Gisele também se manifesta nas redes sociais sobre o tema, dá dicas ecológicas e até de culinária “eco-friendly”. No ano passado, em homenagem aos seus 40 anos, a modelo se uniu com  Instituto Socioambiental (ISA) e a Rede de Sementes do Xingu (ARSX), com os quais Gisele construiu uma história no passado, e começou um projeto de plantar 40 mil árvores na Amazônia Legal.

Marcos Palmeira

O ator Marcos Palmeira é responsável pelo projeto PAIS (Produção Agrícola Integrada Sustentável), que promove um sistema de produção agroecológica por meio do uso de energia solar, a fim de beneficiar diversas famílias, suprindo a necessidade de alimentos e ainda incentivando a geração de renda das produções próprias. Marcos, inclusive, é dono de uma fazenda orgânica, no Rio, que produz alimentos sem agrotóxicos e é referência em sustentabilidade. Além disso, o artista ainda é envolvido com projetos indígenas.

Angelina Jolie

Um grande nome no meio de famosos ativistas dos direitos humanos, apoio aos refugiados e causas ambientais, Angelina Jolie já se envolveu em uma série de iniciativas. Justamente por isso, a atriz coleciona honras e títulos, como Enviada Especial do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, Embaixadora da Boa Vontade da ONU, dama da Ordem de São Miguel e São Jorge e vencedora do Prêmio Humanitário Jean Hersholt. 

Desde pequenos, os filhos da atriz também já são envolvidos, mesmo que indiretamente, nas causas que despertam a luta da mãe. Em 2003, ao adotar Maddox, no Camboja, ela transformou 60 mil hectares do parque nacional Samlout em uma reserva de vida selvagem – que foi ampliado e, atualmente, abriga diversas outras iniciativas financiadas pela artista, como escolas e uma fábrica de leite de soja. Em 2014, junto de Brad Pitt, a atriz criou a Fundação Shiloh Jolie-Pitt – em homenagem à filha – para ajudar a vida selvagem na Namíbia. A norte-americana ainda se tornou patrona das Harnas Wildlife Foundation, orfanato de vida selvagem e centro médico que fica no deserto de Kalahari; adepta do trabalho de conservação da reserva natural Naankuse Wildlife Sanctuary e, por fim, financiadora de projetos de conservação de animais grandes na Namíbia. 

Emma Watson

Conhecida pelo papel de Hermione Granger, em "Harry Potter", Emma Watson não só é um nome de destaque quando o assunto é a luta pelos direitos das mulheres, sendo inclusive indicada pela ONU Mulheres como Embaixadora da Boa Vontade para defender o empoderamento de mulheres jovens, além de já ter comparecido ao Globo de Ouro de 2017 acompanhada por uma conhecida líder feminista e ter doado mais de R$ 4 milhões para campanha contra o assédio, como também se compromete com o meio ambiente.

A atriz é comprometida também com a sustentabilidade e veste apenas marcas que cuidam do meio ambiente. Ela chegou a criar uma conta no Instagram para compartilhar seus looks de grifes famosas enaltecendo de que forma a roupa e a marca são sustentáveis.

Isabel Fillardis

Isabel Fillardis fundou e é presidente da ONG Doe Seu Lixo, que tem como objetivo reduzir o impacto ambiental que os resíduos podem causar, ajudando, com isso, na geração de empregos por meio da coleta seletiva.

“Foi durante um voo para o Espírito Santo. Eu li uma reportagem sobre uma instituição americana que estava fazendo pesquisas na Amazônia, e me assustou bastante, porque esses caras são espertos, não dão ponto sem nó. Eu me preocupei porque eles falavam sobre a riqueza da água do Rio Amazonas, algo assim. E virando a página tinha uma outra matéria que apresentava umas estatísticas sobre o aquecimento global e dizia que em pouco tempo teríamos sérios problemas com a falta de água e aquele me impressionou mais ainda. Então, achei que poderia fazer alguma coisa. Mas o ‘x’ da questão foi um cara ter me abordado depois do voo me convidando para participar de uma reunião numa empresa sobre sustentabilidade, sendo que essa empresa era a Petrobrás. Ele veio no mesmo voo que eu, mas não tinha ouvido a conversa que eu tinha tido com a minha mãe sobre esse assunto. Para mim, que sou espírita e não acredito em coincidências, foi como um sinal. Um sinal de que eu realmente ia fazer alguma coisa, mas não sabia o quê. Só que depois as coisas foram acontecendo. Logo vi uma reportagem na TV de uma senhora que vivia de recolher lixo na rua, e pensei “mas lixo dá dinheiro?”. Falei com o meu marido e fomos pensando em como fazer um trabalho social, para também tirar pessoas da rua, sem ter que depender de empresas. Pesquisando, logo vimos o potencial que o lixo reciclável tem: ele pode gerar renda, pode gerar emprego, e foi a partir dai que concebemos o objetivo da ONG, que agora é Instituto, que é a geração de emprego e renda através de coleta seletiva”, disse ela em entrevista à revista Trip.

Christiane Torloni

Juntamente com o ator Victor Fasano, Christiane Torloni criou o projeto Amazônia para Sempre, que tem como objetivo principal sensibilizar os cidadãos brasileiros sobre a importância da preservação e a real situação da floresta e interromper a devastação do ecossistema. Em 2009, entregou ao Presidente Lula o manifesto Carta aberta aos brasileiros sobre a devastação da Amazônia, com mais de um milhão de assinaturas.

A atriz se tornou uma das vozes do meio artístico mais ativas na luta pela proteção ao meio ambiente e se mostrou estarrecida com a situação das queimadas no Pantanal e o crescimento do desmatamento na Amazônia, no ano passado. 

Bono Vox

O irlandês já chegou a ser premiado com o Nobel da Paz em 2008. Além de líder do grupo U2, ele está constantemente envolvido em projetos que tratam de causas ambientais e humanitárias. É um nome famoso na luta contra a Aids e costuma contribuir para a ONG RED. O artista ainda é co-fundador da ONE, projeto que abarca mais de sete milhões de pessoas na luta contra a fome e a pobreza no continente africano.

Mateus Solano

Visando a preservação ambiental, Mateus Solano mudou sua rotina para reduzir impactos prejudiciais ao meio ambiente. Na casa, onde mora com a mulher, a atriz Paula Braun, e os filhos, Flora e Benjamin, o ator reutiliza água da chuva, usa painéis solares para reduzir o consumo de energia e faz reutilização do lixo orgânico como adubo natural.

Além das adaptações em seu lar, o artista tem um carro híbrido que o permite se locomover por propulsor elétrico. "Temos um carro híbrido. Vou ao trabalho e volto para casa sem gastar uma gota de gasolina. Gasto 5 reais na conta de luz a cada recarga completa", contou em entrevista para a Quem.

Além disso, o artista tem dois projetos ligados ao meio ambiente que pretende realizar em breve. "Tenho dois projetos na gaveta. Um seria acompanhar um caminhão de resíduos recicláveis durante um dia todo até seu destino final em alguma central de triagem e mostrar o trabalho dos profissionais e o destino daquilo que descartamos corretamente". O outro projeto se chama #praondevaiomeucocô: "A ideia é reunir todo tipo de celebridade fazendo fotos em suas privadas com a hashtag pra chamar a atenção do poder público, das empresas e do cidadão para a questão do saneamento básico", contou.

Nas redes sociais, o ator também encoraja seus seguidores por meio da hashtag #1gestomuda. "Eu convido todos a escolherem um gesto na direção de um mundo mais sustentável para mudar na sua rotina. E tenho certeza que esse gesto vai abrir olhares para novos gestos que podem e que precisam ser adotados e que não tiram pedaço de ninguém, muito pelo contrário".