Notícias às 15:00

Médicos de Britney Spears pedem que pai da cantora deixe de ser tutor

Britney Spears de roupa branca e cabelos soltos

Britney Spears de roupa branca e cabelos soltos (Foto: Reprodução Instagram)

A equipe médica de Britney Spears está de acordo para que cantora escolha seu novo tutor e remova seu pai como seu administrador, revelou o jornal New York Post. A estrela do pop, de 39 anos, está decidida a substituir Jamie Spears, de 69 anos, de sua posição de tutor após 13 anos.

Uma nova petição de Jodi Montgomery, a administradora de Britney desde 2019, apoia o pedido do advogado dela, Mathew Rosengart, para remover Jamie como tutor, dizendo que ‘o que ele faz não é para o melhor interesse de sua filha’.

O pedido diz que Montgomery alega: “A equipe médica de Britney concorda que não está no melhor interesse dela que o sr. Spears continue sendo o tutor”.

VEJA TAMBÉM:

+ ‘Faustão está na rua da amargura’, detona Silvio Santos

+ Claudia Leitte se emociona ao voltar aos palcos

+ Astro de Bridgerton se prepara para voltar à TV como protagonista

Esse poderia ser um grande avanço no caso de Britney, já que a corte poderia entender que Jamie está causando sérios danos ao caso.

Montgomery inclusive concorda que Jason Rubin possa administrar as finanças de Britney, após Rosengart entrar com o pedido e Spears selecionar Rubin para substituir seu pai, se ele for removido ou suspenso da administração.

Britney supostamente teria pedido a Montgomery para continuar como sua co-administradora junto com Rubin, no caso dele ser aceito como seu novo tutor.

ÁUDIOS VAZADOS

Sam Lufti, ex-empresário de Britney Spears, vazou mensagens de voz nas quais a popstar supostamente afirma que seu pai, Jamie Spears, ameaçou tirar os filhos dela. Lufti, que representou a cantora em 2007 antes dela conseguir uma ordem de restrição contra ele, compartilhou esses áudios gravados por Britney em 2009.

Nas mensagens, a mulher que acredita-se ser Britney Spears diz que ‘quer sair’ de sua tutela, alegando que foi ‘despojada’ de seus ‘direitos civis’.

A primeira mensagem de voz foi supostamente gravada em 2009 em janeiro ou outubro daquele ano:

Britney supostamente afirma no áudio: “Olá, aqui é Britney Spears. É domingo, dia 18. Só para você saber, eu quero sair desta tutela. Fui chantageada pela visitação de meus bebês pela tutela. Estou confinada, restringida e despojada de meus direitos civis. E exijo que o estado da Califórnia analise este caso porque considero que é ilegal. Tchau.”, reclama.

VEJA+:

+ Nova testemunha pode dar uma reviravolta no caso da morte de MC Kevin

+ ESCÂNDALO! Brasileira afirma que príncipe de Mônaco é o pai de sua filha

+ Ruby Rose passa por sufoco e QUASE não consegue atendimento em hospital

Em outra mensagem de voz, também considerada de 2009, ela pode ser escutada dizendo: “Olá, meu nome é Britney Spears. Eu liguei para você antes. Estou ligando de novo porque só queria ter certeza de que durante o processo de eliminação da tutela que meu pai já me ameaçou várias vezes, que você sabe, ele levará meus filhos embora. Eu só quero ter a garantia de que tudo ficará bem com o processo e que vocês estão cuidando de tudo, que as coisas permanecerão iguais durante o meu tempo de custódia. É isso, tchau.”.

Lufti, de 46 anos, compartilhou uma terceira mensagem de voz, dizendo que provavelmente era de 2009, na qual Britney pede ser representada por ‘John Eardley e John Patterson’.

Britney conseguiu uma ordem de restrição contra Lutfi em fevereiro de 2008, no mesmo dia em que sua tutela começou, e uma segunda ordem em janeiro de 2009 contra Lutfi, Eardley e seu ex-namorado paparazzo Adnan Ghalib.