Notícias às 12:30

Morte de Maradona é investigada como homicídio culposo

Reprodução/Instagram

Na última semana, o mundo ficou chocado com a notícia da morte de Maradona. O ex-jogador sofreu uma parada cardiorrespiratória em sua casa.

Na noite do último sábado, a polícia ouviu o testemunho das filhas do ídolo argentino e elas acusaram o médico Leopoldo Luque por descuido com o pai.

Sendo assim, as autoridades investigam possíveis irregularidades na internação domiciliar de Diego Maradona e a investigação tramita como homicídio culposo.

Velório de Maradona termina por causa de distúrbios

"Pelas provas recolhidas, considerou-se necessário solicitar buscas no domicílio e no consultório do médico Luque. Se forem constatadas as irregularidades na internação domiciliar de Maradona, pode ser crime de homicídio culposo", disse uma fonte ao jornal La Nación.

Os investigadores querem saber se Luque foi, de fato, o responsável por cuidar de Maradona e se o ex-jogador recebeu a medicação adequada. Outro questionamento é por que não havia uma ambulância 24 horas e um desfibrilador no local, já que Maradona tem um histórico de problemas cardíacos.

Com Covid-19, Maradona Júnior não vai ao velório do pai

Funcionário de funerária é despedido por selfie com Maradona

 

Segundo o jornal inglês Mirror Sport, um funcionário da agência funerária que organizou o funeral de Diego Armando Maradona perdeu o emprego por desrespeito. O funcionário era encarregado de preparar o corpo da lenda do futebol para seu velório, mas foi despedido após tirar uma selfie com o ex-jogador argentino dentro do caixão

A foto, que se tornou viral, mostra o homem levantando o polegar – fazendo sinal de 'positivo' – ao lado do corpo do jogador de 60 anos. Desnecessário dizer que a foto enfureceu o público, e um usuário do Twitter escreveu: "Eles deveriam tirar a cidadania argentina dele. Você não faz algo assim. Desrespeito total", comentou. 

Na esteira da indignação pública, o proprietário da Casa Funerária Sepelios Pinier confirmou à mídia local que o funcionário foi demitido por seu comportamento repulsivo. 

Autópsia do corpo de Maradona revela causa da morte