Novelas às 06:30

Rebelde completa 17 anos com Reboot da Netflix e turnê do RBD

Nesta segunda-feira, 4 de outubro, os fãs da novela mexicana Rebelde comemoram o Dia Mundial do RBD. A data marca os 17 anos do lançamento da trama que virou sucesso em diversos países pela América e Europa. Este ano, os fãs tem diversos motivos para comemorar.

Depois de um reencontro da banda doze anos após a separação, a expectativa por um show em 2022 só cresce. Além disso, a Netflix prepara um reboot do folhetim, agora em versão de série. Ainda assim, a nova produção garante muitas referências ao sexteto mexicano. Inclusive, com a mesma música de abertura e a promessa de diversos covers.

No Brasil, a história do RBD começou com tragédia, mas se consolidou com turnês por estádios, visita ao Palácio do Planalto e três DVDs gravados ao vivo por aqui. A banda tem seis shows ao vivo lançados oficialmente. Sendo assim, dá para perceber que a relação com o público brasileiro é das mais sólidas.

TRAGÉDIA MATOU TRÊS PESSOAS

Falha na segurança causou a morte de três de fãs logo na primeira viagem da banda ao Brasil. Num pocket show promovido pela EMI Music – então gravadora do grupo – o tumulto quebrou a barreira de segurança e fãs morreram pisoteadas. À imprensa, a empresa afirmou que o público estimado era de três mil pessoas, mas mais de 10 mil apareceram no estacionamento de um supermercado.

A viagem aconteceu logo depois que eles gravaram um show acústico em Los Angeles. O Live in Hollywood chegou às lojas dois meses depois da tragédia. Então, a banda dedicou o álbum às vítimas. Antes dos créditos, os nomes das três pessoas apareceram na tela.

Leia+: Fake News vincula Anahi a investigação do FBI

SHOW NO MARACANÃ

Meses depois de sua primeira visita ao país, a Roptus ficou responsável por produzir o que foi a maior turnê do RBD por um país. E, até então, a maior passagem de um artista internacional por aqui. Onze shows em nove cidades terminaram numa apresentação no Maracanã, dessa vez, com um sistema de segurança muito mais dedicado.

Os shows contavam todos com cadeira para cada pessoa e tinham saídas de emergência e evacuação dedicadas. Tanto que a imprensa teve mais espaço que o comum para cobrir as apresentações, tamanho o espaço entre o palco e as grades.

Em parceria com o SBT, a banda gravou o Live in Rio, que também chegou às lojas de maneira física. O show no estádio carioca marcou o lançamento da Era Celestial e a despedida de Rebelde das telinhas brasileiras. Isso, porque a trama acabou logo depois de o grupo passar por aqui.

Além das apresentações, o RBD também gravou o clipe de Ser o Parecer, um dos maiores sucessos da banda, nas ruas de São Paulo. Mais uma vez, o esquema de segurança surpreendeu. Ainda assim, o sexteto conseguiu fazer tomadas no meio da multidão num dia comum da capital paulista.

RBD se apresentou no Maracanã, onde gravou o Live in Rio
Reprodução

VISITA AO PRESIDENTE

Em 2008, o fenômeno Rebelde já não tinha mais a repercussão que ganhou com a audiência do SBT, por causa do fim da novela. Ainda assim, mais uma visita ao Brasil demonstrou a força da banda. Eles foram convidados para um churrasco com o então presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva. Por lá, fizeram imagens que marcaram o forte vínculo com o país.

Também em Brasília, o RBD fez o maior show de sua carreira. Para comemorar o aniversário da cidade, o sexteto mexicano foi uma das várias atrações escolhidas para aquele dia. Ainda que com uma estrutura precária para a gravação de um DVD, os mexicanos subiram no palco e cantaram sob o forte sol da capital federal.

O calor, a falta de sincronia de áudio e desafinação de alguns integrantes marcam o show. Ainda assim, é o único registro oficial da Empezar Desde Cero Tour, a terceira da banda. Ainda assim, o DVD garantiu o que foi o maior público do RBD num único show. A estimativa garantiu cerca de 500 mil pessoas no Planalto Central.

Leia+: Christian Chávez confirma presença de Dulce Maria em turnê do RBD

NA RECORD TV

Numa tentativa de criar novas parcerias comerciais no exterior, a Record TV aproveitou o fim da parceria da Televisa com o SBT e tornou-se a porta de entrada das produções mexicanas em terras brasileiras. Contudo, preferiu investir numa versão exclusiva de Rebelde em vez de reexibir o projeto que foi ao ar no SBT.

Sendo assim, Lua Blanco, Sophia Abrahão, Arthur Aguiar, Micael Borges, Chay Suede e Mel Fronckowiak formaram o novo sexteto, à moda brasileira. A trama teve duas temporadas, gravou álbuns de músicas exclusivas e também fez shows pelo Brasil. Aliás, tem até show ao vivo lançado. Entre 2011 e 2012, foi a aposta teen da emissora de Edir Macedo. Além disso, seis emissoras diferentes exibiram a trama ao redor do mundo. E eles foram parar até no Japão.

Diferentemente do que aconteceu com o trabalho de Pedro Damian na Televisa, a versão brasileira de Rebelde teve um álbum com canções de vários artistas. Inclusive do NX Zero, banda que foi uma das grandes responsáveis pela produção musical do grupo.

Leia+: Dulce Maria curte férias com a filha

REBOOT NA NETFLIX

A Netflix anunciou uma nova versão de Rebelde em sua plataforma de streaming. Pronta para lançar o projeto, a série mostra uma nova geração de alunos do Elite Way School, a escola onde se passou a versão mexicana da trama. Aliás, o tema de abertura do musical é o mesmo: Rebelde.

Sendo assim, os fãs podem esperar mais covers e algumas músicas exclusivas para a nova geração de Rebeldes que vem por aí. Ainda assim, alguns mais conservadores já criticaram a ideia do TUDUM de investir numa releitura do projeto da Cris Morena Group.

A nova versão conta com Giovanna Grigio, Azul Guaita, Sergio Mayer Mori, Andrea Chaparro, Jeronimo Cantillo, Franco Masini, Lizeth Selene e Alejandro Puente.

Leia+: Integrante do RBD se nega a tomar vacina

REENCONTRO

Em 2020, a onda das lives fez com que o tão esperado reencontro do grupo acontecesse. Sem dois integrantes, um show inédito ganhou as redes sociais na semana do Natal. Fãs chegaram a pagar mais de R$100 para assistir à apresentação dita exclusiva.

A repercussão foi tão grande que não demorou para os produtores divulgarem os vídeos nas redes sociais da banda e lançassem um álbum em plataformas de streaming. Além disso, relançamentos de DVDs e CDs também tomaram as lojas virtuais da Universal Music, nova gravadora do grupo.

A ausência de Alfonso Herrera é a mais tangente do sexteto. Ele já deixou claro que não tem qualquer pretensão de se juntar aos colegas num possível reencontro. Fez falta mesmo Dulce María, a protagonista rebelde da novela que ficou de fora por ter acabado de dar à luz sua primeira filha.

Em 2022, contudo, a esperança é de que cinco integrantes desembarquem no país para shows no Allianz Parque, em São Paulo e em outro estádio no Rio de Janeiro. Informações preliminares no site da Live Nation dão a entender que a divulgação oficial da turnê deve acontecer em breve.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Fazenda 13: Bil Araújo quer enfrentar Rico Melquíades na roça
Autoestima nas alturas! Marília Mendonça comenta foto: ‘Que gata!’
Demi Lovato não tem planos de filhos no futuro
Marina Lina revela motivos para manter objetos do filho, que morreu após o parto