Polêmica às 15:40

Arthur Nory reclama ao virar assunto em rede social e funkeira responde

Arthur Nory em retrato sorrindo com uma medalha no pescoço

Reprodução/Instagram

Nesta quarta-feira, 21 de julho, o ginasta Arthur Nory virou assunto no Twitter, mas não de uma maneira positiva. O esportista brasileiro está nas Olimpíadas de Tóquio e foi lembrado por um caso de racismo contra Angelo Assumpção, em 2015.

Os dois eram colegas de equipe da ginástica artística nacional, na época, e Assumpção era o único negro da seleção. O vídeo foi publicado no Snapchat e Nory estava com Fellipe Arakawa e Henrique Flores. Ambos fizeram comentários preconceituosos em tom de piada para Angelo.

E mesmo seis anos após o ocorrido, ainda há muita revolta por parte do público, Ainda mais porque Angelo, que também fazia parte do Clube Pinheiros, assim como o ex-colega de trabalho, foi demitido em 2019 por ter denunciado casos de racismo na equipe.

Veja +: Cinegrafista da Globo é demitido após assédio em Tóquio

Desde então, o ginasta segue sem um novo clube e em maio deste ano, fez um desabafo em uma rede social.

“Eu juro que queria entender porquê até hoje, não consegui achar um clube pra treinar. Qual foi o crime que cometi pra ser banido da ginástica?!!! Cadê as pessoas que disseram que iria ajudar do meio esportivo, quando ficou sabendo do ocorrido? Um ano e meio e o racismo”, postou o atleta.

CONFIRA AS REAÇÕES DOS INTERNAUTAS:

ARTHUR NORY SE MANIFESTA E RECEBE RESPOSTA DE FAMOSA

Com a repercussão crescendo, Arthur Nory se manifestou diretamente de Tóquio, espantado: “É normal tanto xingamento, ódio e desejar o mal aqui no Twitter?”, questionou. Entre os diversos comentários em respostas, a funkeira Valesca Popozuda apareceu.

“Não é! Mas quando a gente erra é melhor assumir o erro e pedir desculpas. Porque aqui no Twitter ninguém passa pano mais não. Vamos melhorar o discurso e assumir os erros. Beijos e boa sorte”, disparou ela.

Veja +: Seleção Feminina de Futebol dá show de goleada nas Olimpíadas

“Eu errei e eu assumi. Paguei por ele e, até hoje, pago por isso! Nunca escondi meu erro e sempre busquei conhecimento para me tornar uma pessoa melhor. Eu não sou o mesmo de 5 anos atrás. Veja meu canal do YouTube, veja minhas postagens no Instagram…”, falou Nory, em resposta.

Quando o caso ficou conhecido, Arthur Nory, Fellipe Arakawa e Henrique Flores fizeram um pronunciamento no INstagram em vídeo, com Angelo ao lado.

“Fala galera, gostaríamos aqui publicamente de pedir uma sincera desculpa ao nosso amigo Angelo Assumpção”, começou Nory. “A brincadeira teve uma proporção muito grande e negativa”, Continuou Flores. “Era um momento de brincadeira e vocês entenderam errado”, continuou Arakawa. “Mas não tem problema, a gente é amigo”, finalizou Assumpção.

Na mesma postagem, Nory escreveu um texto assumindo o erro:

“Fala galera, aqui é uma equipe; aqui está tudo bem. Exageramos e passamos dos limites. O dia a dia de quem está presente sabe como é. Está repercutindo de uma forma negativa pra ter matérias. Aqui todo mundo gosta de todo mundo e sabe o que passamos. Por favor não entendam mal!”

Entretanto, isso não colou muito e as desculpas oficiais e reconhecimento do que fez só vieram cinco anos depois, em setembro de 2020, quando Nory prestou esclarecimento em vídeo.

“Às vezes a gente demora pra fazer muita coisa na vida. Estou aqui porque já passou da hora de me expor pelas minhas próprias palavras, que não são as melhores, mas são as que eu estou construindo. Ou melhor, desconstruindo”, escreveu o medalhista olímpico, na legenda.

“Um ato de preconceito só precisa de uma oportunidade pra acontecer. Enquanto a gente tiver medo de assumir a ignorância, qualquer um de nós pode estar machucando alguém, mesmo sem perceber. Passo a passo, eu quero ser um cara melhor”, admitiu.

Veja +: Conheça Douglas Souza, o ‘Gil do Vigor’ das Olimpíadas