Polêmica às 10:00

DJ Ivis se defende de agressões e revela que já tentou se matar: ‘Tirou a faca da minha mão’

DJ Ivis

DJ Ivis se defende de agressões (Reprodução/Instagram)

Na tarde do último domingo (11/07), o mundo artístico ficou chocado com a imagens divulgadas por Pamella Holanda, onde ela aparece sendo agredida por DJ Ivis em sua casa, na frente da filha do casal

Enquanto Pamella recebia o apoio de toda a classe artística, o músico tentou se defender dos ataques do público em suas redes sociais.

“Infelizmente não temos vivido uma relação saudável há algum tempo e já faz uma semana que estamos separados de fato. Estamos tentando de todas as maneiras que tudo isso tenha uma solução”, afirmou.

Veja+: Xand Avião repudia violência, demite DJ Ivis e apoia Pamella Holanda

Ivis ainda contou que tem arcado com todas as despesas da filha e lamenta que a filha tenha que estar no meio de tudo isso.

“Temos uma filha que não precisa viver no meio de conflitos. Desde a separação, semanalmente, envio um valor para as despesas, já deixei pago pediatra e vacinas da nossa filha.

Após receber muitos ataques nas redes sociais, ele ainda disse que entende a raiva das pessoas, mas que elas só estão vendo um lado da situação.

Veja+: Famosos repudiam agressão de DJ Ivis a ex-mulher

“Eu não vou ter raiva do que as pessoas estão falando de mim, porque eu não posso. As pessoas estão reagindo do que estão vendo, mas estão comentando as coisas que não sabem”, contou.

Em um documento que postou nas redes sociais, DJ Ivis mostra que abriu um Boletim de Ocorrência contra Pamella no dia 12 de março, depois de uma discussão que tiveram no condomínio onde moravam em Fortaleza, no Ceará.

No documento, o artista alega que Pamella “não admitia o fim do relacionamento e que ela ameaçava se jogar do condomínio”.

Em outro trecho, DJ Ivis ainda revelou que não aguentava mais as chantagens feitas por Pamella e que até tentou se ferir com uma faca.

Esse cara que aparece nos vídeos que ela postou é o Charles. Eu trouxe o Charles da Paraíba para cá, porque não aguentava mais sofrer sozinho. Esse cara tomou a faca da minha mão, uma vez que eu chamei a viatura para mim, porque eu não aguentava mais”, começou.

“Eu tentei… contra mim mesmo. Eu não aguentava. Sempre que eu tentava sair de casa, eu não podia. Quando eu ia para o elevador, não podia descer. Quando eu ia para o carro, se jogava com a menina no braço na frente do carro”, finalizou.