Reality Show às 08:00

Victor Hugo aposta em carreira de cantor e abre o jogo sobre ataques na web: ‘Não sou coitadinho’

victor-hugo-bbb20

Reprodução/Instagram

Com uma bagagem de conhecimento invejável, muito assunto para bater papo e um carisma sem igual, Victor Hugo, participante da 20ª edição do Big Brother Brasil, ainda tem muitos planos pela frente. Depois de uma passagem um pouco turbulenta pelo reality show, que rendeu uma série de desafios para aprender a lidar com a exposição de uma pessoa pública, só agora, após mais de um ano da sua participação no programa, o psicólogo está começando a ter mais possibilidades profissionais.

Apesar de ser ativo nas redes sociais e estar sempre procurando assuntos importantes para dar espaço em seus projetos, Victor contou ao OFuxico que demorou para receber propostas desde que saiu do programa, chegando, inclusive, a compartilhar o seu currículo na web pedindo por emprego. A estratégia, mesmo que desesperada, deu certo! A vasta experiência do ex-brother não só foi um dos assuntos mais comentados na web, como também rendeu bastantes oportunidades para ele, que já vinha, aos poucos, conquistando espaço no universo da mídia. 

“Eu não ganhava um real com as redes sociais, agora mudou tudo. Me chamam pra fazer comercial, eu tô dando cursos, palestras, dando aula. As pessoas realmente entenderam que eu não sou aquele personagem de reality show, simplesmente como se a minha história tivesse começado e terminado ali. Pelo contrário, eu tenho uma experiência de vida vasta, inclusive, o que provavelmente justifica a minha presença ali”, disse ele. 

O psicólogo, no entanto, pontuou: “Eu ter feito a minha primeira publicidade um ano após a minha participação no BBB é algo extremamente injusto. Porque eu sempre produzi conteúdo para a internet, eu sempre tentei me posicionar em assuntos estratégicos que eu acho que são interesses das pessoas que me seguem. Eu sempre procurei falar coisas positivas, mas as pessoas sempre inviabilizaram isso. Porque queriam levar para outros lugares, como preconceito, discriminação, ataques ofensivos, disputa de fandom, questão de shipp”, continuou.

victor-hugo-fala-dos-projetos-na-carreira
Reprodução/Instagram

Os ataques nas redes sociais, infelizmente, funcionam como um karma para a maioria das pessoas públicas. No entanto, para Victor Hugo, os comentários ofensivos nem sempre são relacionados a sua participação no Big Brother Brasil, mas sim, às consequências de uma sociedade com muitos preconceitos enraizados.

“Eu já não tenho sofrido tantos ataques, mas quando geralmente vem, não são relacionados a minha participação no programa, são com cunho LGBTfóbico. A gente não está falando de uma coisa que é condicionada a minha participação no BBB, a gente está falando sobre vivência de vida. Não se estende a mim como Victor Hugo, mas sim a comunidade LGBT como um todo”, conta ele, que ao relembrar a sua participação no reality show, reforça o orgulho em ter falado a respeito da sua sexualidade e ter dado espaço para falar da assexualidade em um programa com repercussão nacional. 

“Tenho muito orgulho. Era um assunto novo. Muita gente questionou, agiu com preconceito, com violência, mas muita gente aprendeu muito, se identificou. Eu recebo mensagens de pessoas que falam: ‘Cara, eu descobri que eu sou assexual, você mudou a minha vida, você fez com que eu entendesse coisas que eu não entendia’”, contou.

Cada um sabe a dor e a delícia de ser quem é. E em uma sociedade tão moldada em momentos e registros artificiais, o preço que se paga por simplesmente ser de verdade é caro. Principalmente no universo das mídias. Isso, no entanto, nunca foi um problema para Victor. Muito pelo contrário. O ex-BBB afirma que, apesar dos ataques que recebe nas redes sociais, por muitas vezes dizer o que pensa, deixar de ser ele mesmo está fora de cogitação.

“Eu sou completamente contra a vender uma imagem que não condiz com a realidade. Isso me chocou muito quando eu saí do programa. Já me falaram que isso que eu faço, de expor realmente quem eu sou e de falar o que eu penso, é uma técnica suicida pras redes sociais, que ninguém faz isso. Mas eu não estou nem aí. Eu sou quem eu sou e vou continuar sendo. Não me cobrem para ser falso, isso eu não vou ser. Sai do programa sendo chamado de falso injustamente. Não concordo e não vou concordar nunca. Eu acho que é algo que só quem estava na minha pele que vai entender. Tentei jogar sim, mas faz parte do jogo. Eu só quero ter oportunidades para poder realizar as coisas que eu tenho vontade de fazer. Os meus sonhos”, confessou.

Aposta na carreira de cantor

E quando o assunto é sonho, Victor Hugo tem de sobra. Principalmente agora que as coisas estão começando a dar certo na sua vida profissional. Depois de finalmente conquistar um carro e mudar de casa, o psicólogo está pronto para apostar em outro desafio: a música.

Apesar da trajetória musical, com um pai que empresariava uma banda de forró e as suas várias participações em corais e grupos musicais, incluindo o Contratempo, banda que Victor Hugo fazia parte até entrar no Big Brother Brasil, o ex-brother pretende, em breve, lançar a sua carreira solo como cantor. Por meio do álbum “Cronocinese”, o psicólogo pretende se conectar ainda mais com as pessoas e causar identificação, tratando de um tema muito pertinente e atual: o fluxo do tempo.

“Eu acho que a nossa vida não é dividida em passado, presente e futuro. Eu acho que a gente, às vezes, está no passado e no futuro ao mesmo tempo, tentando entender o hoje. Às vezes a gente vive o futuro com vislumbres e fica preso no passado por uma coisa que não deu certo ou por algo que a gente gostou muito. Isso acaba destruindo o nosso presente, ou manipulando de uma maneira muito séria. Esse é o conceito da Cronocinese. Eu trabalhava na USP com gestão de tempo e sempre quando eu falava com os meus pacientes sobre como eles organizavam o tempo, a gente percebia isso, que o tempo, ele não é bem dividido, como a sociedade colocou. Então, o álbum vem dessa minha angústia de que a gente possa sim falar sobre um tempo múltiplo’, explica ele.

victor-hugo-bbb20-nos-ensaios-das-gravações-para-novo-cd
Victor Hugo em ensaio (Reprodução/Instagram)

Victor ainda justificou o motivo de ter optado por lançar um álbum de uma vez e não ter apostado em singles, que, segundo ele, seriam mais estratégicos. O ex-brother pretende lançar 16 músicas juntas e explica que separá-las não faria sentido neste momento.

“Eu quero causar a identificação nas pessoas em relação ao momento da vida delas, que elas já passaram. A estratégia, eu ainda não defini ao certo, mas eu queria muito lançar um álbum de cara, porque eu queria me apresentar como artistas. As pessoas já me conhecem, mas elas não conhecem meu trabalho como cantor. Então, eu não queria lançar uma coisa de cada vez. Por mais que, talvez, seja aquele BUM, e muita gente não se interesse se eu lançar tudo de uma vez, eu acho que, nesse momento, eu quero que as pessoas me conheçam e reconheçam pelo que eu faço, como artista. Que não é de agora, não surgiu por causa do BBB, não tem nada a ver com isso. Sempre foi. Tem música, por exemplo, que tá nesse álbum, que é de dez anos atrás. Eu quero me apresentar. Eu quero que as pessoas me deem uma nova chance para me conhecer agora como artista. Como Victor Hugo cantor e que pode se comunicar com outras pessoas de uma maneira mais íntima”, explicou.

A produção do novo álbum de Victor está interrompida no momento por faltas de recursos, mas o psicólogo abriu uma vaquinha virtual e vem contando com a ajuda dos fãs para realizar o seu sonho. Até o momento, 15% do valor foi arrecadado.

E se engana quem pensa que para por aí. Victor mostrou que está determinado a ir além e revelou que também tem projetos para o universo audiovisual: “Eu tenho escrito sinopses de novelas, de séries… Agora, eu estou desenvolvendo uma série para redes sociais. Estou terminando de fechar o elenco e a gente vai começar a gravar em breve, quando estiver seguro para todo mundo. É um projeto que eu estou muito ansioso e quero muito que dê certo. Porque eu acho que ele vai ser lindo, eu acho que as pessoas vão se identificar, que vão falar assim: ‘Cara, era isso que eu tava querendo falar e eu não conseguia, era isso que eu queria ver, representado’”.

Experiências e reality shows 

As polêmicas fazem parte dos reality shows, e tá tudo bem! Mesmo com os memes, críticas e até conflitos internos após o Big Brother Brasil, Victor Hugo deixou claro que não se arrepende de ter participado do programa. Entretanto, o influenciador também reforça que a sua trajetória na 20ª edição do reality show não foi nada parecida com a que ele idealizou.

“Eu fiquei desesperado em alguns momentos porque eu sentia que eu não tinha voz. Eu tentava falar e me cortavam, eu tentava me posicionar e não era colocado. É muito complicado, não era a história do Big Brother que eu pensava pra mim. Eu pensava em entrar lá e fazer várias amizades, principalmente por eu já ser alguém comunicativo, parecido com a minha rotina daqui. Mas tá tudo bem. Essa é a história que eu tinha pra viver. Vivi. E eu tenho orgulho”, admitiu ele, que também reforçou que as consequências do programa são um fardo carregado por todos os participantes, não só por ele.

“As coisas que eu passo são as mesmas que as pessoas passam, não tem nada de diferente. As pessoas têm dificuldades de conseguir jobs, também sofrem ataques. Querem me colocar nessa situação de coitadinho, mas eu não me sinto assim. Não sou coitadinho. Eu saio na rua e as pessoas não me xingam. É claro que tem uma ou outra pessoa que às vezes faz uma piadinha em relação ao programa, mas eu entendo, isso faz parte. Me chamam de pombo ou pru pru. Eu não tenho problema com isso, pelo contrário, ruim seria se me esquecessem. Ai eu ia ficar chateadíssimo, porque eu dei a minha vida naquele programa”, disse aos risos. “Enquanto estão lembrando de mim, tudo bem. Mas eu também quero que lembrem de mim por outros motivos também. Eu trabalho pra caramba, ralo muito, e aí quando eu faço um trabalho que é realmente relacionado a algo que eu quero apresentar, não tem a mesma divulgação, o mesmo alcance”, completou. 

victor-hugo-no-bbb20
Victor Hugo no BBB20 (Reprodução/Instagram)

Justamente por isso, participar de outro reality show não está fora de cogitação, muito pelo contrário. Segundo Victor Hugo, estar de volta às telinhas seria uma boa oportunidade de apresentar uma nova versão dele mesmo.

“Eu quero muito participar de um outro reality, até pra mudar essa visão que as pessoas têm de mim. Pra falar a verdade, no começo, eu não pensava em participar mais de nenhum. Só que como tudo aconteceu no Big Brother de uma maneira que eu acho que não foi exatamente o que as pessoas poderiam conhecer de mim, eu hoje penso sim em participar de outro reality show, porque eu queria ter essa segunda chance. Eu acho que eu tenho muito mais pra oferecer”, disse ele, que ainda revelou o que faria de diferente em outra oportunidade.

“Talvez eu pirasse mais. E talvez eu fosse muito mais com sede ao pote, sabe? Não que eu não tenha ido, eu fui. Mas eu acho que eu fui muito mais em um outro sentido. Um sentido que a galera talvez não queria ver, que era no sentido do ser sensato”, continuou.

Covid-19: O ponto de virada

No final do ano passado, Victor Hugo foi contaminado pela Covid-19 e passou por momentos de muita reflexão durante o período em que ficou internado. Parte do grupo de risco da doença, o psicólogo conta que a situação difícil serviu como ponto de virada na sua vida, que estava lidando com situações turbulentas, desde a sua saída do Big Brother.

“Eu sentia muita energia negativa. Muita. E eu tinha certeza que eu ia morrer. Primeiro porque eu só gritava no hospital. Eu respirava, doía meu corpo. Era muito tempo de dor, muito tempo de sofrimento. Os remédios que me davam, muitas vezes não conseguiam tirar a dor que eu sentia. Ainda teve uma enfermeira falando mal de mim, que não via hora de eu sair do hospital. Eu falei assim: Cara, onde é que eu vou gritar então?”, disse ele, que, então, revelou o que fez com que ele mudasse o pensamento e tirasse forças para recomeçar.

“Teve um certo dia que me trouxeram mensagens da internet e de pessoas que gostam de mim, vídeos e tal. Cara, eu acho que ali que eu me salvei. Foi muito difícil, muito. E acho que também entrava muito no ponto que talvez eu não quisesse viver. Porque pra depois sair e levar tanta crítica,não valia a pena. Mas foi nesse momento que eu tentei. Eu conversei com a Marcela, inclusive, e ela me fez ver, que o que eu precisava era viver, sem me importar”, finalizou.

victor-hugo-bbb20-feliz
Reprodução/Instagram

Agora, com um olhar mais positivo e com muita esperança para conquistar os seus objetivos, Victor mantém a cabeça erguida, com muita dedicação, para conseguir realizar os seus sonhos e ir muito mais além. Muito mais feliz e confiante, o único pedido do ex-brother é espaço para mostrar o que ele é capaz.

“Eu peço apoio, eu peço incentivo. Eu quero que as pessoas me mandem ideias. Quase todas as ideias que os meus fãs me dão, eu faço. Eu peço chance, eu peço oportunidade, eu peço amor, carinho, eu peço ideia, respeito. Eu peço voz… Eu não aguento mais ser mudo, eu não aguento mais ser mudo”.