Redes Sociais às 11:27

Túlio Gadêlha relembra viagem ao Jalapão com Fátima Bernardes

Foto: Reprodução/ Instagram

No final de julho, Fátima Bernardes e Túlio Gadêlha estiveram no Jalapão, mais uma das muitas viagens do casal. E, saudosista dos bons momentos ao lado da amada, o deputado federal compartilhou no Instagram algumas fotos para relembrar momentos marcantes dos pombinhos no paraíso localizado no Tocantins.

Conhecido por seus cenários paradisíacos, o Jalapão ficou popular ao virar cenário principal da novela “O Outro Lado do Paraíso”, de Walcyr Carrasco. Na série de fotos que Túlio postou o casal apareceu no meio da natureza, com uma espécie de barraca ao fundo.

Em outro clique, os dois apareceram coladinhos se divertindo na queda de uma cachoeira e Fátima, num raro registro, aparece de maiô. Já na última imagem, o político apareceu carregando várias malas e mochilas, de máscara, no aeroporto.

“Saudade da nossa barraca, do nosso banho de cachoeira e de viajar só com o essencial”, escreveu Túlio.

As lembranças encantaram os seguidores do político, que deixaram vários comentários na publicação.

“Eu amo ver os dois juntinhos”; “Juntos, devem trocar experiências incríveis, admiro muito, felicidade ao casal”; “Nunca vi tanta perfeição”; “A felicidade nas pequenas coisas, porém com grandes e afetuosos gestos”, foram algumas das declarações.

Fátima Bernardes respondeu o namorado nos comentários: “Já já tem mais”, escreveu a apresentadora.

CENÁRIO DE NOVELA

“Um lugar mágico, um sertão diferente. Apesar de árido, com grandes câ­nions, tem, ao mesmo tempo, rios, cachoei­ras e fervedouros. É a natureza em estado puro”, foi assim que Mauro Mendonça Filho definiu o Jalapão quando dirigiu “O Outro Lado do Paraíso”, entre outubro de 2017 e maio de 2018. A visibilidade que o local ganhou com a trama de Walcyr Carrasco intensificou o turismo.

Localizado na divisa com a Bahia, Mara­nhão e Piauí, o Jalapão é um conjunto de cinco áreas de conservação, incluindo um parque estadual com mais de 34 mil quilôme­tros quadrados – área maior que os estados de Sergipe e Alagoas. O cenário é exuberante e repleto de rios e cachoeiras de águas cris­talinas, piscinas naturais, chapadões, forma­ções rochosas, serras com clima de savana e dunas alaranjadas de até 40 metros de altura aos pés da Serra do Espírito Santo. Seus im­ponentes chapadões de arenito alcançam até mil metros de altura.

Veja +: Relembre o inesquecível desfecho de ‘O Outro Lado do Paraíso’

Lá, aventura é o que não falta. Ecoturismo e es­portes na natureza podem ser realizados duran­te todo o ano, inclusive no período de chuvas. A região é ideal para a prática de canoagem, rapel, boia-cross, acquaride (descida de bruços em uma boia) e muitas trilhas para serem per­corridas a pé ou de bike. Outra atividade bas­tante procurada é o rafting nas corredeiras do Rio Novo, principalmente de maio a setembro, período de seca no Tocantins. Além da natu­reza selvagem, o rio chama também a aten­ção por causa da cristalinidade das suas águas.

CENAS INESQUECÍVEIS

Uma das primeiras cenas da novela na cidade aconte­ceu na Pedra Furada, uma imensa rocha com cerca de 10 metros de altura e três buracos. Oferece vista deslumbrante. Lá do alto é possível avistar o Morro Solto, um paredão rochoso e arredondado. No local foi gravada a cena em que os personagens Gael (Sérgio Guizé) e Renato (Rafael Cardoso) bri­garam por ciúmes de Clara (Bianca Bin).

Outra locação escolhida como cenário foi o Cânion de Sussuapara, que emoldurou um momento romântico entre a heroína e Gael. Localizado a 12 quilômetros do centro da cidade, apre­senta uma fenda estreita por onde desce a água a 12 metros de altura. Suas pedras on­duladas parecem ter sido moldadas pela força das águas. Uma pequena cachoeira desafia os corajosos para um banho refrescante.

Veja +: Sérgio Guizé se despediu do Jalapão com banho de cachoeira

Os fervedouros do Jalapão também já fo­ram mostrados várias vezes em “O Outro Lado do Paraíso”. Verdadeiros oásis em meio à vegetação fechada, entre brejos e riachos, existem dezenas deles em toda a região. For­mados pela nascente de um rio subterrâneo, são grandes poços de água azul transparente. A água que brota das areias claras é a respon­sável pela pressão que provoca o fenômeno da ressurgência. Ou seja, é impossível afundar neles. Você pode até tentar, mas a pressão contrária o empurrará para cima.

Gael (Sérgio Guizé) e Clara (Bianca Bin), selaram o amor no Jalapão em “O Outro Lado do Paraíso” – Foto: Raquel Cunha/ TV Globo

COMO CHEGAR

As principais companhias aéreas nacio­nais oferecem voos para Palmas. Partin­do da capital do Tocantins são cerca de 190 km, sendo 64 km através da rodo­via TO-050 até Porto Nacional, depois, mais 116 km pela TO-255 até Ponte Alta. Outra opção é utilizar a rodovia TO-020 a partir de Palmas, sentido Nor­te por 108 km até Novo Acordo.

ONDE FICAR

Há pousadas em Ponte Alta e Mateiros. Simples, elas oferecem cama, ducha e café da manhã. Outra opção é o Safari Camp da Korubo Expedições com um acampamento sofisticado montado às margens do Rio Novo. São tendas equi­padas com camas e banheiros com chu­veiros aquecidos a energia solar.

O QUE COMER

Outra deliciosa atração do Tocantins é a sua singular cozinha. A culinária to­cantinense é fortemente marcada por pescados e sofreu influências da cultura indígena, portuguesa, paulista, mineira e africana. É muito semelhante à goia­na – formavam um único estado até 1988 – com pratos típicos como o Ar­roz com pequi, a Pamonhada e o Peixe na telha. Produtos do Cerrado como o baru (castanha), buriti, guariroba e o pequi são muito utilizados.

PRICIPAIS NOTÍCIAS:

Kate Middleton e Megan Markle podem fazer parceria na TV

Juliette Freire revela que escuta discurso de sua vitória no ‘BBB21’ diariamente

Morre o publicitário e marqueteiro Duda Mendonça