Televisão às 05:00

Meghan Markle relembra perrengues da carreira de atriz

Meghan Markle faz aparição surpresa no programa de Ellen DeGeneres

Foto: Reprodução/Instagram/@theellenshow

Meghan Markle vai ser a estrela convidada do programa de Ellen DeGeneres na manhã desta quinta-feira 18 de novembro, nos Estados Unidos. A Duquesa de Sussex vai participar de sua primeira grande entrevista na TV desde a polêmica entrevista que deu em março passado a Oprah Winfrey, revelando problemas com a família real.

Em um clipe divulgado no Instagram do programa, a esposa do Príncipe Harry relembrou com Ellen as dificuldades de ser atriz quando tinha que chegar aos testes, dirigindo seu Ford Explorer de segunda mão amassado, que sempre quebrava e ela nunca tinha dinheiro para consertar.

A Duquesa de Sussex arrancou gargalhadas da plateia com suas histórias sobre as vezes que foi àquele estúdio participar de algum teste:

“Então, eu tinha um Ford Explorer Sport muito antigo e em um certo ponto a chave parou de funcionar no lado do motorista, então você não conseguia passar… depois das audições, eu estacionava na parte de trás do estacionamento e entrava pelo porta-malas… fechava a porta atrás de mim e rastejava por todos os assentos… É assim que eu ia e voltava”, relembrou.

Veja+: Oprah Winfrey está decepcionada com os Duques de Sussex

Meghan disse a Ellen: “Eu estacionava no portão três e corria e os seguranças sempre diziam ‘quebre uma perna, espero que você consiga’ [o mesmo que ‘boa sorte’ nos Estados Unidos]. Então dirigir hoje para cá foi muito diferente”, contou.

Ao compartilhar um trecho do programa, Ellen comentou na legenda: “Muita coisa mudou desde a última vez que Meghan, a Duquesa de Sussex, esteve nos estúdios da Warner Brothers. Não perca o resto da nossa entrevista amanhã.”, recomendou.

Com essa entrevista com Meghan Markle, parece que Ellen DeGeneres está fechando com chave de ouro sua última temporada de seu talk show, em meio a uma queda na audiência após ser acusada de administrar um local de trabalho tóxico no ano passado.

SEM DOAÇÃO?

A biógrafa e especialista em temas da realeza Angela Levin colocou em dúvida a doação que Meghan Markle fez em 2020 à uma instituição de caridade de Botswana, Elefantes sem Fronteiras, após receber da Disney um cachê de US$ 3 milhões (R$ 15 milhões) para narrar o documentário Elephant.

Em vez de ficar com o dinheiro por emprestar sua voz ao projeto, a Duquesa de Sussex supostamente solicitou que o dinheiro fosse para essa instituição de caridade.

Mas Levin, crítica dos duques de Sussex, levantou essa questão da doação, já que a própria instituição aparentemente não colocou o nome de Markle em sua lista de ‘maiores doadores’, embora o nome da Disney aparece.

Veja+: Príncipe Harry critica o termo ‘megxit’

No Twitter Levin disse: “A Disney prometeu 3 milhões de dólares a serem doados à instituição de caridade Elephant pela narração de MM. Eles disseram que foi pago aos Sussex, mas a instituição de caridade Elephant parece não ter recebido”, dizia o tweet.

Posteriormente Levin retuitou o post de outro observador que dizia: “#MeghanEHarry cadê o dinheiro?”.

Um usuário chegou a comentar que a instituição Elefantes Sem Fronteiras ficaram ‘estranhamente silenciosos’ sobre o assunto.

Na página oficial da fundação no Facebook, eles fizeram na época um post de agradecimento a Disney e os Sussex pelo apoio. A fundação mencionou especificamente Markle, escrevendo: “Obrigado, Meghan, por sua causa, este filme traz conhecimento e informações para um público global que, por sua vez, os aproxima dos elefantes. O impacto será global, alcançando escolas, mais lares e mais países.”.