Deborah Secco

Famosos & Celebridades

Deborah Secco na novela Salve-se Quem Puder

Biografia

Biografia

  • Deborah Secco – atriz brasileira
  • Nome de registro – Deborah Fialho Secco Moura
  • Data de nascimento – 26 de novembro de 1979 (40 anos)
  • Rio de Janeiro, RJ
  • Residência – Rio de Janeiro, RJ
  • Nacionalidade – Brasileira
  • Estado cilvil: casa com Hugo Moura
  • Estatura – 1,64 m
  • Amores famosos – Daniel Del Sarto, Marcelo Faustini, Maurício Mattar, Dado Dolabella, Marcelo Faria, Marcelo Falcão, Roger Flores, Rogério Gomes

Deborah Secco é uma atriz brasileira, nascida em 26 de novembro de 1979, na cidade do Rio de Janeiro. Recebeu o nome de registro de Deborah Fialho Secco (acrescentou o sobrenome Moura quando se casou com o modelo Hugo Moura). Seu primeiro papel na televisão foi na novela Mico Preto, com 11 anos de idade. Depois vieram vários papéis em tv, teatro e cinema, muitos com grande destaque. É casada com Hugo Moura e mãe de Maria Flor.

Alô!? 

Deborah é aquele típico caso de que queria ser atriz desde pequena. Sua brincadeira predileta em casa era ser atriz, interpretando os mais diversos tipos de personagens. Uma vez chegou a ficar um tempo dizendo que havia perdido a memória depois de uma queda. Também costumava se vestir de moradora da rua e ficava no semáforo pedindo esmolas. Pura interpretação. Quando tinha 8 anos ligava inúmeras vezes para o telefone que Angélica colocava no ar, em seu programa na TV Manchete. Sempre que era atendida dizia que queria ser atriz. Um dia deu certo a chamaram para um teste. Gravou umas curtas vinhetas para o programa.

Quando tinha 11 anos de idade, descobriu que a Rede Globo faria testes de elenco em uma praça no Jardim Botânico, RJ. Seus pais, que a apoiavam no seu sonho, passaram a rodar por todas as praças do bairro, até que encontraram o lugar certo. Ela pediu para participar e convenceu os avaliadores Walter Avancini e a Denise Saraceni. Ganhou papel para participar da novela Mico Preto (de Euclydes Marinho, Leonor Bassères e Marcílio Moraes), em 1990. Ainda nesse ano fez uma participação em Meu Bem, Meu Mal (de Cassiano Gabus Mendes).

Depois dessa estreia televisiva, fez participações em alguns programas da Rede Globo: dois episódios de Você Decide (1992), especial de dia das crianças da Escolinha do Professor Raimundo (1992) e a minissérie Contos de Verão (de Domingos de Oliveira)(1993).

Em 1994 veio a chance de participar de um trabalho maior e que pudesse chamar a atenção. Foi contratada pela TV Cultura, de São Paulo, para atuar no seriado Confissões de Adolescente (de Maria Mariana, Daniel Filho e Euclydes Marinho). Sua personagem Carol teve destaque, tanto que foi premiada como atriz revelação pela APCA. A atuação também encheu os olhos da direção da Globo, que a chamou de volta para atuar em novela no horário nobre.

Estrela comprovada

Déborah ganha o papel Carina em A Próxima Vítima (de Silvio de Abreu), que é filha dos personagens principais vividos por José Wilker e Susana Vieira. No ano seguinte participou do elenco de Vira Lata (de Carlos Lombardi), onde vive Bárbara, mas que se faz passar por menino em grande parte da trama. Nesse ano também atua em um episódio da série Você Decide. Em 1997 foi a vez de interpretar Dora em Zazá (de Lauro César Muniz, Aimar Labaki e Rosane Lima), no horário das 19h. Para compor a personagem, teve que engordar 12kg.

Em 1998 atuou em sua primeira novela das 18h: Era Uma Vez…(de Walther Negrão). Deu vida a travessa Emília. No ano seguinte está em Suave Veneno (de Aguinaldo Silva) como Marina. Esse papel representa uma mudança de perfil, passando para um papel mais sensual, que mexeu com a libido dos homens. Fez sua primeira cena de nu de sua carreira. Nesse ano participa de mais um episódio de Você Decide.

No ano 2000, a atriz atua na minissérie A Invenção do Brasil (de Jorge Furtado e Guel Arraes) com a nada convencional índia Moema, que vivia por aqui nos primeiros anos do Brasil. Em Laços de Família (de Manoel Carlos) tem a oportunidade de viver sua primeira vilã: Íris Lacerda. Já no ano seguinte ganha o primeiro protagonismo, ao interpretar Cecília em A Padroeira (de Walcyr Carrasco).

Em o Beijo do Vampiro (de Antônio Calmon), de 2002, é outra vilã, a Lara, porém com perfil cômico, atrapalhado e com muita dose de sensualidade. Ainda nesse ano participa de episódios das séries Brava Gente e Os Normais, além de ser apresentadora do programa infantil Festival de Desenhos.

Up Grade

A partir de 2003, a carreira de Deborah alcança um novo patamar. É convidada a participar de Celebridade (de Gilberto Braga) interpretando a hilária e sensual manicure Darlene. As cenas ao lado da sua colega Jaqueline (Juliana Paes) foram um capítulo à parte na novela. Em 2004 faz uma participação no programa Casseta e Planeta, Urgente! com sua Darlene.

Em 2005 ganha um grande presente de Gloria Perez: é escolhida para ser protagonista de América, novela no horário das 21h. Sua interpretação como uma brasileira que tenta entrar ilegalmente nos Estados Unidos foi bastante elogiada. No ano seguinte participa da primeira temporada do Dança no Gelo do Domingão do Faustão. Durante a competição a atriz teve um grande susto: fraturou 2 costelas após um tombo. Mas foi guerreira e encarou o desafio até o final, ficando com a terceira posição junto com seu parceiro Paulo Peres. Também em 2006 é uma das protagonistas de Pé na Jaca (de Carlos Lombardi), onde dá vida a amargurada e vingativa Elizabeth.

No ano de 2007, participa de alguns capítulos de Paraíso Tropical (de Gilberto Braga e Ricardo Linhares) como a prostituta Betina. Em seguida foi a ambiciosa e dissimulada Maria do Céu em A Favorita (João Emanuel Carneiro). Em 2009 é Mona, na minissérie Decamerão: A Comédia do Sexo (de Guel Arraes e Jorge Furtado), além de participar de um episódio da série Ó Pai, Ó. Em 2010, é a estrela do episódio A Suicida da Lapa na série As Cariocas, com direção de Daniel Filho.

A Natalie Lamour de Insensato Coração (de Gilberto Braga e Ricardo Linhares), em 2011, foi outro papel de destaque na carreira de Deborah. Era ex-participante de reality show e que tentava se manter na fama a todo custo. Para apresentar um corpo sarado que a personagem exigia, a atriz malhava 3 horas todos os dias. No final da novela tinha ganho 12 kg de músculo. Em 2012 e 2013 participou das 3 temporadas da série Louco por Elas. Também fez 2 episódios de A Grande Família.

Em 2014, estava no elenco de Boogie Oogie (de Rui Vilhena) como a aeromoça Inês. No meio da trama pediu para sair, pois participaria da minissérie Verdades Secretas. Só que antes de assumir o novo posto descobriu que estava grávida e teve que abrir mão do trabalho.

Licença trabalhando

Nem mesmo durante a gestação Deborah parou. Gravou uma série de 10 programas, batizado de Deborah Secco Apresenta, onde entrevistava personalidades no sofá de sua casa. Passaram por lá nomes como Fatima Bernardes, Milton Gonçalves, Thiago Leifert, entre outros. Foi exibido pelo GShow, na página do Globo.com. No ano seguinte foi reprisado no canal Viva.

Na volta da licença maternidade, em 2016, foi escalada para ser Tania em Malhação – Pro Dia Nascer Feliz. Em 2018 está de volta ao horário nobre como a vilã Karola, em Segundo Sol (de João Emanuel Carneiro), que tenta conquistar Beto (Emílio Dantas) de todas as maneiras. Em 2020 é uma das protagonistas de Salve-se Quem Puder (de Daniel Ortiz) ao lado das colegas Juliana Paiva e Vitória Strada. As gravações da novela precisaram ser interrompidas devido a pandemia do Corona Vírus.

Claquete

A lista de filmes que Deborah Secco participou é longa e com vários sucessos de bilheteria. Em 2000 vive a filha do prefeito Henrique (Francisco Milani) em Um Anjo Trapalhão (de Alexandre Boury e Marcelo Travesso). No ano seguinte atuou em Caramuru – A Invenção do Brasil (de Guel Arraes). O filme foi feito com base nas gravações da minissérie da Rede Globo. 

Em Xuxa e os Duendes 2: No Caminho das Fadas (de Paulo Sérgio de Almeida, Rogério Gomes e Márcio Vito), de 2002, é a bruxa do bem Epifania. No ano seguinte participa da comédia Casseta & Planeta: A Taça do Mundo É Nossa (de Lula Buarque de Holanda).

No ano de 2004, foram 3 produções: divide a tela com Lázaro Ramos em Meu Tio Matou um Cara (de Jorge Furtado), é a protagonista em a Cartomante (de Pablo Uranga e Wagner de Assis) e faz parte do elenco do luso-brasileiro Tudo Isto é Fado (de Luís Galvão Teles). 

Em 2009 é a vez do filme-documentário Flordelis – Basta uma Palavra para Mudar (de Marco Antônio Ferraz, Anderson Corrêa). Em 2011 acontece Bruna Surfistinha: O Doce Veneno do Escorpião, o filme que teve mais repercussão e que exigiu um trabalho de composição do personagem muito grande para Deborah.

2014: a atriz revisita seu primeiro trabalho atuando em Confissões de Adolescente – O Filme (de Daniel Filho) desta vez como mãe de um dos personagens. Nesse ano ainda outro papel que exigiu fisicamente da atriz. Em Boa Sorte (de Carolina Jabor) vive a soro positivo Judite e precisou perder 12 kg de peso. Deborah também participa do elenco da comédia Sorria, Você Está Sendo Filmado – O Filme (de Daniel Filho).

Ao contrário de Boa Sorte, em Entrando em Uma Roubada (de André Moraes), de 2015, precisou engordar 8 kg para interpretar sua personagem Laura. Em 2018 atua ao lado de Mônica Iozzi, Maria Casadevall e Alessandra Negrini em Mulheres Alteradas (de Luis Pinheiro).

Teatro

Antes mesmo de se firmar na televisão, a atriz já trabalhava em algumas peças infantis: Brincando de Era uma Vez (1989); Sapatinhos Vermelhos (1992); Soldadinho de Chumbo (1993); A Roupa Nova do Imperador (1994).

Em 2001 estreia em sua primeira peça adulta, no clássico As Lágrimas Amargas de Petra Von Kant. Em 2003 canta, dança e interpreta em O Canto e o Encanto de ser Mulher. Três anos depois volta a cena com o monólogo Homens, melhor não tê-los, mas se não tê-los, como sabe-los?

No ano de 2010 contracena com Erom Cordeiro na comédia romântica Mais Uma Vez Amor. Depois de uma longa ausência, volta aos palcos em 2017 comemorando 30 anos de carreira com mais um monólogo: Uma Noite Dessas.

Para ser vista

A sensualidade de Deborah Secco chamou a atenção da Playboy e, por duas vezes, foi capa da publicação. A primeira foi em 1999 quando estava com 20 anos de idade e a revista comemorava 24 anos. Em 2002 fez novo ensaio após sucesso em O Beijo do Vampiro.

A revista RG Vogue também estampou a atriz em ensaio nua, em 2018, quando a elegeu a Mulher Mais Sexy da TV Brasileira.

Vida pessoal

Deborah Secco aproveitou bastante seus momentos de solteirices. Ainda bem jovem namorou o ator Daniel Del Sarto. Chegou a ficar noiva do ex-paquito Marcelo Faustini, mas não foram em frente com o relacionamento.

Em 1997 um envolvimento mais sério com o diretor Rogério Gomes, com quem chegou a casar, mas se separaram em 2001. Em seguida o escolhido foi Maurício Mattar com quem ficou por 11 meses. No ano seguinte foi a vez de Dado Dolabella e tudo muito rápido: com um mês já moravam juntos e com 10 meses se separaram.

No ano de 2003 mais um namoro de um ano, agora com Marcelo Faria. Depois um envolvimento um pouco mais longo com o cantor Marcelo Falcão, de O Rappa. Foram 2 anos.

Mais um casamento em sua vida. Em 2007 namorou o jogador de futebol Roger Flores. Moraram juntos e em 06 de junho de 2009 casaram-se. Em 2013 terminaram o casamento. Em 2015 conheceu o modelo Hugo Moura e foi paixão à primeira vista: logo foram morar juntos e ficaram grávidos. Em 04 de dezembro de 2015 nasceu Maria Flor.

Trabalhos na televisão

1990 – Mico Preto – Denise Menezes Garcia

1992 – Você Decide – Ana – Episódio: “Tabu”

1992 – Você Decide – Olívia – Episódio: “Mamãe Coragem”

1992 – Escolinha do Professor Raimundo – Capituzinha – Especial de Dia das Crianças

1993 – Contos de Verão – Fabíola – Episódio do dia 14 de maio

1994–95 – Confissões de Adolescente – Ana Carolina Araújo (Carol) – Temporada 1

1995 – A Próxima Vítima – Carina Carvalho Rossi

1996 – Você Decide – Aline – Episódio: “Justiça”

1996 – Vira Lata – Bárbara Botelho Wanderpetrokovtz (Tatu)

1997 – Zazá – Isadora Dumont (Dora)

1998 – Era uma Vez… – Emília Zanella

1999 – Suave Veneno – Marina da Silva Canhedo

1999 – Você Decide – Socorro – Episódio: “A Filha de Maria”

2000 – A Invenção do Brasil – Moema

2000 – Laços de Família – Íris Frank Lacerda

2001 – Sítio do Picapau Amarelo – Ela mesma – Episódio: “A Festa da Cuca”

2001 – A Padroeira – Cecília de Sá

2002 – Brava Gente – Jane – Episódio: “Loucos de Pedra”

2002 – Os Normais – Kátia – Episódio: “É Nojento, Mas é Normal”

2002 – O Beijo do Vampiro – Lara Assis

2002–03 – Festival de Desenhos – Apresentadora

2003 – Homem Objeto (Fantástico) – Eva

2003 – Fantástico – Repórter por 1 Dia – em 11 de outubro

2003 – Celebridade – Darlene Sampaio

2004 – Casseta & Planeta, Urgente! – no dia 6 de julho

2005 – América – Marisol de Oliveira Talbot (Sol)

2006 – Dança no Gelo – Domingão do Faustão – Participante Temporada 1

2006 – Pé na Jaca – Elizabeth Aparecida Barra Botelho Bulhões (Beth)

2006 – Os Sete Pecados Capitais (Fantástico) – Luxúria

2007 – Paraíso Tropical – Betina Monteiro – nos capítulos de 17 a 23 de agosto

2008 – A Favorita – Maria do Céu Ferreira da Silva / Pâmela Queiroz

2009 – Decamerão: A Comédia do Sexo – Monna

2009 – Domingo é Dia (Fantástico) – Várias personagens

2009 – Ó Paí, Ó – Keila Cristina – Episódio: “A Outra”

2010 – As Cariocas – Alice – Episódio: “A Suicida da Lapa”

2011 – Insensato Coração – Natalie Batista Cortez (Natalie Lamour)

2012–13 – Louco por Elas – Giovanna Bianchi

2013 – A Grande Família – Bianca – Nos Episódios: “O Barco de Troia” e “Mudanças Carrara”

2014 – Boogie Oogie – Inês Navarrete Santos

2015–16 – Deborah Secco Apresenta – Apresentadora

2016–17 – Malhação: Pro Dia Nascer Feliz – Tânia Souza Carvalho – Temporada 24

2018 – Segundo Sol – Caroline Figueiredo Falcão (Karola)

2020 – Bom Sucesso – Alexia Máximo – no capítulo de 24 de janeiro

2020 – Salve-se Quem Puder – Alexia Máximo / Josimara dos Santos

Cinema

2000 – Um Anjo Trapalhão – Filha do Prefeito Henrique

2001 – Caramuru – A Invenção do Brasil – Moema

2002 – Xuxa e os Duendes 2 – No Caminho das Fadas – Epifânia

2003 – Casseta & Planeta: A Taça do Mundo É Nossa – Aeromoça

2004 – Meu Tio Matou um Cara – Soraya

2004 – A Cartomante – Rita

2004 – Tudo Isto É Fado – Thaís

2009 – Flordelis – Basta uma Palavra para Mudar – Simone

2011 – Bruna Surfistinha – Raquel Pacheco / Bruna Surfistinha

2011 – Assim Como Ela – América Müller (Curta-metragem)

2014 – Confissões de Adolescente – O Filme – Mãe de Felipe

2014 – Boa Sorte – Judite

2014 – Sorria, Você Está Sendo Filmado – Médica

2015 – Entrando Numa Roubada – Laura

2018 – Mulheres Alteradas – Keka

Teatro

1989 – Brincando de Era uma Vez

1992 – Sapatinhos Vermelhos

1993 – O Soldadinho de Chumbo

1994 – A Roupa Nova do Imperador

2001 – As Lágrimas Amargas de Petra von Kant – Karina

2003 – O Canto e o Encanto de ser Mulher

2006 – Surto – Drão

2006 – Homens, melhor não tê-los, mas se não tê-los, como sabe-los?

2010 – Mais Uma Vez Amor – Lia

2017 – Uma Noite Dessas – Várias personagens

Prêmios e Indicações

1992 – Coca Cola de Teatro Infantil – Atriz Revelação – Sapatinhos Vermelhos – Indicação

1995 – Prêmio APCA – Atriz Revelação – Confissões de Adolescente – Vencedora

2000 – Troféu Imprensa – Melhor Atriz – Laços de Família – Indicação

2000 – Troféu Internet – Melhor Atriz – Laços de Família – Indicação

2000 – Melhores do Ano – Melhor Atriz Coadjuvante – Laços de Família – Indicação

2000 – Prêmio Qualidade Brasil – Melhor Atriz Coadjuvante – Laços de Família – Indicação

2002 – Meus Prêmios Nick – Gata do ano – O Beijo do Vampiro – Vencedora

2003 – Prêmio Contigo – Melhor Atriz Coadjuvante – O Beijo do Vampiro – Indicação

2003 – Troféu Imprensa – Melhor Atriz – O Beijo do Vampiro – Indicação

2004 – Melhores do Ano – Melhor Atriz Coadjuvante – Celebridade – Indicação

2004 – Prêmio Qualidade Brasil (SP) – Melhor Atriz Coadjuvante – Celebridade – Indicação

2004 – Prêmio Qualidade Brasil (RJ) – Melhor Atriz Coadjuvante – Celebridade – Indicação

2004 – Prêmio Contigo – Melhor Atriz Coadjuvante – Celebridade – Indicação

2004 – Meus Prêmios Nick – Atriz Favorita – Celebridade – Vencedora

2005 – Prêmio Contigo! de Cinema Nacional – Melhor Atriz Coadjuvante – Meu Tio Matou um Cara – Vencedora

2005 – Melhores do Ano – Melhor Atriz – América – Indicação

2005 – Prêmio Extra de Televisão – Melhor Atriz – América – Indicação

2006 – Prêmio Contigo! de TV – Melhor Par Romântico (com Caco Ciocler) – América – Indicação

2008 – Fest Natal – Melhor Atriz – A Favorita – Indicação

2009 – Prêmio Contigo! de TV – Melhor Atriz Coadjuvante – A Favorita – Indicação

2009 – Prêmio Qualidade Brasil – Melhor Atriz de Série – Decamerão – A Comédia do Sexo – Indicação

2011 – Cariocas do Ano – Veja Rio – Atriz – Insensato Coração – Vencedora

2011 – Prêmio Extra de Televisão – Melhor Atriz Coadjuvante – Insensato Coração – Vencedora

2011 – Prêmio Brasileiros do Ano – Isto É – Personalidade do Ano na Dramaturgia – Insensato Coração – Vencedora

2011 – Prêmio Quem de Televisão – Melhor Atriz de Televisão – Insensato Coração – Indicação

2011 – Melhores do Ano – Melhor Atriz Coadjuvante – Insensato Coração – Indicação

2011 – Meus Prêmios Nick – Gata do Ano – Insensato Coração – Indicação

2011 – Prêmio Contigo! de TV – Melhor Atriz de Novela – Insensato Coração – Indicação

2011 – Prêmio Contigo! de Cinema Nacional – Melhor atriz nacional (Publico) – Bruna Surfistinha – Vencedora

2011 – Prêmio Contigo! de Cinema Nacional – Melhor atriz nacional (Júri Técnico) – Bruna Surfistinha – Vencedora

2012 – Festival SESC – Melhor Atriz – Bruna Surfistinha – Vencedora

2012 – Grande Prêmio Brasileiro de Cinema – Melhor Atriz – Bruna Surfistinha – Vencedora

2012 – Prêmio ACIE de Cinema – Melhor Atriz – Bruna Surfistinha – Indicação

2013 – Prêmio Contigo! de TV – Melhor Atriz de Série ou Minissérie – Louco por Elas – Indicação

2014 – Cine Ceará (Troféu Eusélio Oliveira) – Homenagem – Carreira no Cinema – Vencedora

2014 – Prêmio Extra de Televisão – Melhor Atriz Coadjuvante – Boogie Oogie – Indicação

2014 – Prêmio Quem de Cinema – Melhor Atriz – Boa Sorte – Vencedora

2015 – Troféu APCA – Melhor Atriz – Boa Sorte – Vencedora

2015 – Prêmio Fiesp/Sesi-SP de Cinema – Melhor Atriz – Boa Sorte – Indicação

2015 – Grande Prêmio Brasileiro de Cinema – Melhor Atriz – Boa Sorte – Indicação

2018 – Melhores do Ano – Atriz de Novela – Segundo Sol – Indicação

2018 – Troféu AIB de Imprensa – Melhor Atriz – Segundo Sol – Vencedora

2018 – Troféu UOL TV e Famosos – Melhor Atriz – Segundo Sol – Indicação

2018 – Prêmio Contigo! – Melhor Atriz – Segundo Sol – Indicação

2019 – Troféu Internet – Melhor Atriz – Segundo Sol – Indicação

CONTINUE LENDO

Notícias & Galerias