Separação às 12:00

Melinda e Bill Gates estão oficialmente divorciados

Melinda e Bill Gates sorrindo

Reprodução/Instagram

É oficial. Bill Gates e Melinda Gates já estão divorciados, segundo confirmou a revista US Weekly. O ex-casal assinou o acordo de divórcio três meses depois de anunciarem sua separação.

Foi em maio quando o empresário e Melinda anunciaram que decidiram seguir caminhos separados após 27 anos de casamento.

Na época eles disseram em um comunicado:

“Depois de muito pensar e trabalhar muito em nosso relacionamento, tomamos a decisão de encerrar nosso casamento. Nos últimos 27 anos, criamos três filhos incríveis e construímos uma base que funciona em todo o mundo para permitir que todas as pessoas levem uma vida saudável e produtiva. Continuamos a compartilhar a crença nessa missão e continuaremos nosso trabalho juntos na fundação, mas não acreditamos mais que podemos crescer como um casal nesta próxima fase de nossas vidas”.

O ex-casal se casou em Lanai, Havaí, em janeiro de 1994 e tem três filhos: Jennifer, de 25 anos, Rory, e 22, e Phoebe, de 18.

Veja+: Bill Gates ”vira guru” e faz duas previsões bombásticas

SEM ACORDO PRÉ-NUPCIAL

Melinda e Bill Gates nunca fizeram um acordo pré-nupcial, e por isso a imprensa considerou que a separação seria algo complicado graças ao patrimônio líquido estimado em US$ 124 bilhões (R$ 650 bilhões).

Juntos eles tem a Fundação Bill e Melinda Gates, a maior instituição de caridade privada do mundo, com cerca de US$ 51 bilhões em ativos.

De acordo com documentos obtidos pela publicação, o tribunal considerou que o ‘casamento está irremediavelmente desfeito’ e ordenou que ambas as partes cumprissem os termos do contrato de separação.

Veja+: Melinda Gates tentava se divorciar há anos

Nenhum julgamento financeiro foi concedido, e nenhuma pensão alimentícia foi ordenada, visto que a filha menor do casal já tem 18 anos.

O juiz também não ordenou pensão alimentícia, já que todos os três filhos do ex-casal são adultos. O tribunal também concluiu que a divisão de bens e bens pessoais que eles concordaram é ‘justa e equitativa’.

PREVÊ O FIM DA PANDEMIA

O cofundador da Microsoft, Bill Gates, foi entrevistado esta semana para o canal de notícias polonês TVN24, e lá ele deu uma notícia prometedora: ele previu que a pandemia da Covid-19 em curso terminará até o final de 2022. O magnata tecnológico afirmou que o mundo finalmente voltará ao normal nessa época.

O empresário previu corretamente uma pandemia global de saúde em 2015, quando disse que o mundo não estava pronto para o próximo grande surto, que foi o que aconteceu no final de 2019 com o surgimento dos primeiros casos do coronavírus no mundo.

Veja+: Filha comenta a separação de Bill Gates

Bill Gates é um dos principais investidores na fabricação e distribuição de vacinas em todo o mundo por meio de sua Fundação Bill e Melinda Gates.

Segundo o jornal The Sun, a organização está ajudando ativamente a Organização Mundial da Saúde (OMS) no fornecimento de vacinas para países de baixa e média renda por meio da iniciativa COVAX da agência de saúde da ONU.
Novas e dramáticas previsões

Se Bill Gates previu essa crise sanitária mundial, o mercado está com os olhos abertos depois que ele previu dois novos desastres para a humanidade: mudanças climáticas que vão continuar afetando gravemente a vida e bioterrorismo, que segundo ele poderá ser capaz de ‘exterminar milhões de seres humanos da Terra’ nos próximos anos.

Mas para ele o bioterrorismo é a ameaça mais perigosa à espreita porque alguém, que quer causar danos, pode criar um vírus e espalhá-lo.