Teatro às 23:42

Morre compositor de West Side Story, Stephen Sondheim

Morre compositor de West Side Story, Stephen Sondheim
Morre compositor de West Side Story, Stephen Sondheim. Reprodução/CBS

Morreu nesta sexta-feira, 26 de novembro, o compositor Stephen Sondheim, responsável por “West Side Story”. Ele tinha 91 anos e, de acordo com o The New York Times, sofreu uma morte repentina. O artista escreveu músicas para diversos musicais da Broadway, dos quais três foram parar nas telonas dos cinemas, em quatro versões adaptadas.

Richard Papaps, amigo de Stephen confirmou a morte ao jornal dos Estados Unidos, destacando que ele não apresentava nenhum sinal de doença grave, por isso, chocou amigos e familiares. O autor, inclusive, participou de uma Ceia do Dia de Ação de Graças com um grupo de amigos na noite anterior. Estava tudo bem, de acordo com o advogado.

Juliette e Cauã Reymond curtem estreia de musical em homenagem a Cazuza

Na carreira, Stephen Sondheim colecionou prêmios e um reconhecimento incrível na produção de musicais na Broadway. Centro das produções de teatro nos Estados Unidos, a região tomou o compositor como uma das referências, mas não sem motivos. Além de West Side Story, ele escreveu outros sucessos.

ROMEU E JULIETA À AMERICANA

Ele também escreveu “Gypsy” e “Sweeny Todd: O Barbeiro Demoníaco da Rua Fleet”. Este último ganhou versão adaptada para o cinema em 2007, sob direção de Tim Burton. Por sua vez, “Caminhos da Floresta” ganhou as telonas pela Disney, em 2014.

Eduardo Martini segue firme em teatro presencial com duas peças em cartaz

Por falar em adaptações, Sondheim cravou sua revolução no mundo teatral da Broadway em meados nos anos 1950. “West Side Story” é um marco de sua carreira, mas também do teatro e do cinema americano. A produção é uma versão norte-americana de “Romeu e Julieta”, clássico literário de William Shakespeare.

Nas telonas, uma nova versão, sob direção de Steven Spielberg estreia no dia 9 de dezembro nos cinemas brasileiros. Contudo, não é a primeira vez que o musical romântico vai parar nas telonas. Em 1961, “Amor Sublime Amor”, como é chamado por aqui, estreou na sétima arte.

Essa multiplicidade da sua arte fez com que Stephen colecionasse prêmios. Ele tinha 8 Tony Awards, um Oscar e oito Grammy e um Pulitzer.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Gui Araujo comenta eliminação de A Fazenda 13: ‘Alívio’
A Fazenda 13: ‘Eu não quero fama’, dispara Dayane Mello
Kanye West posta foto com Kim Kardashian e faz apelo divino
Boca Rosa coloca produtos de sua marca em promoção
Gloria Groove comenta nova música e compara com último sucesso