Morte às 08:10

Rapper Young Dolph, de 36 anos, é morto a tiros

Rapper Young Dolph

Foto: Divulgação

O rapper Young Dolph, de 36 anos, morreu na quarta-feira, 17 de novembro, após ser baleado na cidade de Memphis, no estado americano do Tennessee. Um sujeito desconhecido fez os disparos enquanto o artista estava dentro de uma loja de cookies. Maurice Hill, o dono da loja onde o tiroteio aconteceu, Makeda’s Butter Cookies, disse à FOX13 que seus funcionários viram quando alguém apareceu e matou o cantor por volta das 13h na padaria em South Memphis.

O Lamborghini de Young Dolph estava no estacionamento da padaria. Ainda não há informações sobre suspeitos.

A notícia, reportada pela afiliada local da emissora Fox, foi confirmada pelo prefeito da cidade, Jim Strickland: “A trágica morte a tiros do rapper Young Dolph serve como outro lembrete da dor que crimes violentos trazem”, escreveu ele no Twitter.

“Em 17 de novembro de 2021 às 12h00, policiais de Memphis foram chamados ao local de um tiroteio” e “uma vítima do sexo masculino foi localizada e declarada morta no local”, declarou a polícia da cidade em um comunicado.

“Informações preliminares indicam que a vítima é Adolph Robert Thornton Jr.”, mais conhecido por seu nome artístico Young Dolph, acrescentou.

Veja +: Acusado de assassinado, rapper Lil Loaded morre aos 20 anos

QUEM ERA YOUNG DOLPH?

Adolph Robert Thornton Jr., era famoso na cidade e lançou seu disco de estreia em 2016, “King of Memphis”. Em 2017, Youg Dolphn foi levado a um hospital após ser baleado. No mesmo ano, seu carro já tinha sido atingido por tiros.

O rapper deixa dois filhos: Tre Tre Thornton e Aria Ella Thornton.

Nascido em Chicago, Young Dolph foi criado em Memphis. O rapper fez seu nome com sucessos como “Major” e seu álbum de 2020 “Rich Slave”, com o qual rapidamente alcançou o topo da parada Billboard.

O artista já esteve de frente com a morte em uma outras ocasiões, em 2017: um em Charlotte, na Carolina do Norte, antes de um show, quando a SUV em que estava foi alvo de alvo de 100 tiros. Como o veículo era blindado, ele sobreviveu e realizou um show no mesmo dia. Na época, especulou-se que os disparos foram efetuados por pessoas ligadas aos rappers Yo Gotti e Blac Youngsta da CMG, que vinham travando uma treta com ele.

Orgulhoso do triunfo sobre a morte, Dolph na época lançou um álbum baseado no incidente, intitulado “Bulletproof” [pt: “À Prova de Balas”], tendo o som “100 Shots” como grande destaque.

Outro momento de livramento aconteceu em Los Angeles, onde Young Dolph foi atingido por três balas.

Dono da própria gravadora, o rapper dizia que ia se aposentar do rap para focar no trabalho como empresário sob o comando do selo Paper Route Empire.

FAMOSOS LAMENTAM A MORTE DE DOLPH

Gucci Mane, que já gravou diversos sons com o rapper, fez um post no Instagram com algumas fotos dos dois e lamentou: “Droga, eu realmente perdi um amigo próximo hoje. Descanse em paz Dolph”.

Offset, que também já gravou alguns sons com Dolph, disse em post: “Droga, descanse em paz Dolph. Orações pelas suas criaças e sua família. Balançando a cabeça”.

Drake demonstrou respeito a Dolph publicando uma imagem dele em preto e branco nos Stories do Instagram. Quavo, que também já trabalhou com Dolph, declarou: “DROGA! Essa parada machucou. Descanse em paz Dolph”.

Westside Gunn, que aponta Dolph como um dos seus artistas favoritos, também se mostrou abalado com a notícia. “Droga, como assim cara####. Eu disse em tantas entrevistas sobre como Dolph foi meu rapper favorito. Descanse em paz lenda”, declarou ele.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

A Fazenda: 13: rico Melquiades é novamente o fazendeiro
Megan Markle relembra perrengues da carreira de atriz
Mara Maravilha convoca veganos em nova crítica a Xuxa Meneghel
A Fazenda 13: Valentina provoca Solange Gomes com discurso
Emoção! Murilo Huff fala sobre Léo, seu filho com Marília Mendonça